20% de desconto

Contos da Montanha

Livro de Bolso

de Miguel Torga

editor: BIS, janeiro de 2010
RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA i
Miguel Torga publicou em 1941 o livro de contos Montanha, que imediatamente foi apreendido pela polícia política. Em carta de Abril desse ano, Vitorino Nemésio, solidarizando-se com o amigo, escreveu a propósito dessa apreensão: «Acho a coisa tão estranha e arbitrária que não encontro palavras. De resto, para quê palavras se nelas é que está o crime?» Mais tarde, em 1955, Miguel Torga fez uma segunda edição no Brasil, com o título Contos da Montanha. A edição da Pongetti circulou clandestinamente em Portugal, assim como a 3.ª edição, de 1962. Em 1968, a obra Contos da Montanha foi de novo publicada em Coimbra, em edição do autor.

Contos da Montanha

Livro de Bolso

de Miguel Torga

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896600303
Editor: BIS
Data de Lançamento: janeiro de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 126 x 190 x 12 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 176
Tipo de produto: Livro
Coleção: BIS
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Contos
EAN: 9789896600303
e e e e e

A portugalidade pela mão de um génio

Filipe Moreira

Neste pequeno livro cabe muita coisa: o génio de Torga, a portugalidade e muito do seu imaginário. Um livro que nos transporta para uma época e para lugares siderais.

e e e e e

encantador

Carolina Santos

contos clássicos belíssimos

e e e e E

Contos da Montanha

Tiago Silva

Este livro de Miguel Torga conduz-nos ao interior do país e apresenta uma forte componente humana, onde os comportamentos e emoções da pessoas são muito bem representados.

Miguel Torga

Pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha, autor de uma vasta produção literária, largamente reconhecida e traduzida em várias línguas. Nasceu em S. Martinho de Anta em 1907. Depois de uma experiência de emigração no Brasil durante a adolescência, cursou Medicina em Coimbra, onde passou a viver e onde veio a falecer em 1995. Foi poeta presencista numa primeira fase; a sua obra abordou temas sociais como a justiça e a liberdade, o amor, a angústia da morte, e deixou transparecer uma aliança íntima e permanente entre o homem e a terra. Estreou-se com Ansiedade, destacando-se no domínio da poesia com Orfeu Rebelde, Cântico do Homem, bem como através de muitos poemas dispersos pelos dezasseis volumes do seu Diário; na obra de ficção distinguimos A Criação do Mundo, Bichos, Novos Contos da Montanha, entre outros. O Diário ocupa um lugar de grande relevo na sua obra. Também como escritor dramático, publicou três obras intituladas Terra Firme, Mar e O Paraíso. Recebeu, entre outros, o Prémio Montaigne em 1981, o Prémio Camões em 1989 e o Prémio Vida Literária (atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores) em 1992.

(ver mais)
Novos Contos da Montanha

Novos Contos da Montanha

10%
Dom Quixote
12,90€ 10% CARTÃO
Contos da Montanha

Contos da Montanha

10%
Dom Quixote
12,90€ 10% CARTÃO