20% de desconto

A Montanha da Água Lilás

Livro de Bolso

de Pepetela

editor: BIS, janeiro de 2009
RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA i
«O avô Bento, em noites de cacimbo à volta da fogueira, nos contou, fumando o seu cachimbo que ele próprio esculpiu em pau especial. Dizia a estória se passou aqui mesmo, nas serras ao lado, mas pode ser que fosse trazida de qualquer parte da África. Até mesmo do Oriente, onde dizem também há água lilás. Se virmos bem, em muitos lados pode ter uma montanha semelhante. Eu sóescrevi aquilo que o avô nos contou, não inventei nada.»

A Montanha da Água Lilás

Livro de Bolso

de Pepetela

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896530082
Editor: BIS
Data de Lançamento: janeiro de 2009
Idioma: Português
Dimensões: 124 x 192 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 160
Tipo de produto: Livro
Coleção: BIS
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789896530082
e e e e E

fábula

Gil Carvalheiro

Nesta fábula ao estilo de Esopo, Pepetela mostra-nos mais uma vez que "somos todos iguais mas uns são mais que outros"...

e e e e e

A Montanha de Água Lilás

Idalina Pereira

Adorei a leitura deste livro. A história deste livro está muito bem escrita e com uma linguagem acessível. Um dos melhores livros que já li.

e e e e e

Bela fábula social

Armando Miranda Iglesias

Pepetela escriviu uma bela fábula do processo de transformação do reparto técnico do trabalho até se transformar numa divisão social e ierárquica do mesmo, com as consequênças de relaçoes de poder e exploração a seguirem. A nuda verdade do "libre comércio" como base das sociedades pretendidamente "humanas". (Armando Miranda Iglesias)

Pepetela

Pepetela (Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos) nasceu em Benguela, Angola, em 1941. Frequentou o Ensino Superior em Lisboa mas acabou por licenciar-se em Sociologia, em Argel, durante o exílio. Iniciou a sua atividade literária e política na Casa dos Estudantes do Império. Como membro do MPLA, participou ativamente na governação de Angola, após o 25 de Abril.
A partir de 1984, foi professor na Universidade Agostinho Neto, em Luanda, e tem sido dirigente de associações culturais, com destaque para a União de Escritores Angolanos e a Associação Cultural Recreativa Chá de Caxinde.
A atribuição do Prémio Camões (1997) confirmou o seu lugar de destaque na literatura lusófona.

(ver mais)
Sua Excelência, de Corpo Presente

Sua Excelência, de Corpo Presente

10%
Dom Quixote
17,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Geração da Utopia

A Geração da Utopia

10%
Dom Quixote
18,90€ 10% CARTÃO
portes grátis