10% de desconto

E as Montanhas Ecoaram

de Khaled Hosseini; Tradução: Alberto Gomes e Manuel Alberto Vieira

editor: Editorial Presença, maio de 2013
1952. Em Shadbagh, uma pequena aldeia no Afeganistão, Saboor é um pai que um dia se vê obrigado a tomar uma das decisões mais difíceis da sua vida: vender a filha mais nova, Pari, a um casal abastado em Cabul e assim poder continuar a sustentar a restante família. A separação é particularmente devastadora para Abdullah, o irmão mais velho que cuidou de Pari desde a morte da mãe de ambos. Nenhum dos dois imaginava que aquela viagem até à capital iria instalar um vazio nas suas vidas que seria capaz de atravessar décadas e quilómetros e condicionar os seus destinos... Neste seu terceiro romance, Khaled Hosseini traz-nos uma belíssima e comovente saga familiar que reflete sobre como os laços que nos unem sobrevivem aos obstáculos que a vida nos impõe.

«Extraordinário.»
People

«Excecional.»
Time

«Comovente.»
New York Times Book Review

«Espetacular.»
USA Today

E as Montanhas Ecoaram

de Khaled Hosseini; Tradução: Alberto Gomes e Manuel Alberto Vieira

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722350587
Editor: Editorial Presença
Data de Lançamento: maio de 2013
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 230 x 26 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 392
Tipo de produto: Livro
Coleção: Grandes Narrativas
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789722350587
e e e e E

Uma historia fictícia, mas assustadoramente real.

Sérgio Rodrigues

Uma historia incrível, muito bem estruturada e contada. Conta-nos não uma historia, mas uma realidade, muito chocante, pois a facilidade com que se vende uma criança é muito surreal. Leva-nos a conhecer um pouco de toda a família e como esta evolui de geração após geração, como sendo uma biografia 100% real. Muito recomendável.

e e e e e

Comovente

Sofia Ferreira

Foi o terceiro livro que li do Khaled Hosseini que é hoje um dos meus autores favoritos. Tal como nas obras antecessoras vivemos partes da história do Afeganistão, mas somos envolvidos por uma vertente emocional intensa há medida que vamos vivendo as várias histórias que decorrem ao longo da narrativa. Recomendo vivamente todos os livros deste autor que infelizmente apenas publicou até à data 3 títulos.

e e e E E

Opinião

Sofia

"Mil Sóis Replandecentes" foi um livro que adorei e marcou-me bastante e foi por isso que decidi ler o novo romance deste autor. A sinopse do livro é enganadora porque a separação dos dois irmãos é apenas a história que dá início a um conjunto de outras histórias de vidas cujas personagens acabam por se interligarem de alguma forma e não as personagens principais. O autor introduz diversas personagens, acontecimentos e épocas de forma a enriquecer o livro. Pretende retratar as famílias desfeitas por causa da guerra, as vidas daqueles que ficaram, dos que partiram e de pessoas estrangeiras que para lá foram e por lá ficaram. Contudo, é a história inicial dos irmãos a que o leitor se agarra para descobrir o destino que tiveram e se um dia voltarão a encontrarem-se. Penso que esta história que tanto cativa inicialmente "perde-se" algures no meio deixando no fim uma sensação de desilusão. Portanto, gostei do livro e recomendo a sua leitura mas sem criar elevadas expectativas em torno da história da separação entre os dois irmãos.

e e e e e

Afeganistão

Lurdes Silva

Uma obra fenomenal, intensa, brilhante, com vários "mundos" interligados, com várias histórias de vida. SOBERBO.

e e e e e

Do autor, o meu preferido

Sofia Correia Pinto

Khaled Hosseini tornou-se um dos meus autores de eleição. A primeira obra que li do autor foi "O Menino de Cabul", mas "E as Montanhas Ecoaram" é sem dúvida o meu preferido. Um história envolvente, contada por múltiplos narradores e que nos obriga a virar sempre mais uma página. Personagens completas e apaixonantes, associadas à sempre enigmática cultura afegã, partem da história de um pai que, desesperadamente, vende a filha para salvar a sua família da pobreza, mas que se desenvolve num conto muito mais complexo e numa bela obra de literatura. Vale muito a pena ler.

e e e e e

Do Afeganistão para o Mundo

Bruno Vinhas

Khaled Hosseini, que é sem dúvida um exímio contador de histórias. A multiplicidade de personagens principais é brutal assim como também é brutal a vida no Afeganistão. Um livro feito de múltiplas histórias em que o escritor acaba por cosê-las todas numa só para criar uma magnífica obra da literatura do séc. XXI. Deixo um alerta para os leitores mais sensíveis - existem muitas situações crueis descritas neste livro e de verdadeiro terror - e infelizmente, assim é o mundo

e e e e E

E as montanhas Ecoaram

Teresa Coutinho

Infelizmente ouve-se cada vez mais relatos de pais que vendem os filhos para fazer face às necessidades diárias, e em países de muita probreza torna-se uma prática comum. Neste sentido o livro vem despertar consciências para este caso estremo,

e e e e e

Perturbador Inquietante

Anabela Ferreira

Histórias interligadas. Os valores baseados no sacrificio. Embora a intenção possa ser mostrar que os laços familiares acabam por ser fundamentais ao reencontro,não deixa de ser verdade, o que sinto neste romance é uma grande desvalorização da vida humana, a negação dos sentimentos, como se ser emocional fosse sinal de fragilidade numa sociedade do médio oriente tão rica. No final deixa-me a pensar no infinito e como poderei eu tal como as ONG dar vida e esperança a todos estes seres humanos obrigados a separarem-se devido a vários interesses, à fome, à guerra, ao fanatismo. Como poderemos todos lutar contra forças ocultas (ou não) dos poderes instituídos. De facto é Comovente, Maravilhoso mas principalmente Inquietante, perturbador. É impossivel permanecer indiferente.

e e e e e

Uma breve opinião da obra

Ana Rute Raposo

Comecei a ler ontem " E as Montanhas Ecoaram" e perdi-me na noite com a leitura do livro pois é lindo! Conta a história de uma família de agricultores pobre das montanhas de Cabul e, da dura vida que têm para conseguirem sustentarem-se e sobreviverem. Estou na fase em que o pai, depois de uma dura viagem a pé, com uma carroça com os seus dois filhos já está em Cabul para visitar uma família abastada, que é nem mais nem menos os patrões de um tio das crianças e que vão comprar a pequena Pari para assim o pai ter algum dinheiro para sustentar a sua família e garantir a sobrevivência dos seus e daquela menina também. Pelo que conheço do autor nas duas obras anteriores Khaled Hosseini escreve a realidade de vida do seu pais Natal, da forma de vida árdua, da pobreza, dos usos e costumes, das crenças.

Khaled Hosseini

Khaled Hosseini nasceu em Cabul, no Afeganistão, em 1965, onde viveu até aos 11 anos, filho de um diplomata e de uma professora de Literatura.
Quando o seu pai foi convidado a trabalhar na embaixada afegã em França, a família mudou-se para Paris. O seu regresso estava previsto para 1980, mas por essa altura, já o Afeganistão sofria a invasão soviética e um sangrento golpe de estado, pelo que a família Hosseini é obrigada a pedir asilo político aos Estados Unidos. Mudam-se então para San Diego e é lá que Khaled Hosseini tira o curso de Medicina, na Universidade da Califórnia.
Em 1993 começou a trabalhar como médico interno e em 1996 como físico. Em 2001 escreveu o Menino de Cabul, o seu primeiro romance, que está a ser adaptado ao cinema por Marc Forster e Sam Mendes.

(ver mais)
Os Esquecidos de Domingo

Os Esquecidos de Domingo

10%
Editorial Presença
16,11€ 17,90€
portes grátis
A Breve Vida das Flores

A Breve Vida das Flores

10%
Editorial Presença
19,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
O Menino de Cabul

O Menino de Cabul

10%
Editorial Presença
19,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
Mil Sóis Resplandecentes

Mil Sóis Resplandecentes

10%
Editorial Presença
18,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Pérola que Partiu a Concha

A Pérola que Partiu a Concha

10%
Editorial Presença
20,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
Rumo a Casa

Rumo a Casa

10%
Editorial Presença
17,90€ 10% CARTÃO
portes grátis