10% de desconto

A Obra ao Negro

de Marguerite Yourcenar

editor: Dom Quixote, abril de 2009
Um romance histórico. Um grande clássico. Uma obra-prima.
Obra ao Negro é a história de uma dissolução: a da ordem de valores que a Idade Média chegou a admitir como incontestáveis, mas que, mercê de quase imperceptíveis alterações, acabaram por perder o seu sentido, abrindo-se à metamorfose.

Uma personagem, Zenão, concentra em si o desejo de mudança, a vontade de alcançar, num mundo conturbado por conflitos vários, a liberdade de pensar e conceber.

E só um grande escritor poderia acompanhar, de forma simultaneamente tão minuciosa e bela, os contornos dessa personalidade, ao longo do doloroso caminho que a leva a enfrentar e a assumir a própria morte. Acaso se verificará então, nesse decisivo instante, uma das máximas possibilidades da Grande Obra alquímica, o opus nigrum, a tentativa de calcinar as formas para permitir a de Marguerite Yourcenar.
Um romance histórico.
Um grande clássico.
Uma obra-prima.
Ficção Universal erupção de novo.

A Obra ao Negro

de Marguerite Yourcenar

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722037600
Editor: Dom Quixote
Data de Lançamento: abril de 2009
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 234 x 23 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 352
Tipo de produto: Livro
Coleção: Ficção Universal
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789722037600
Marguerite Yourcenar

Pseudónimo da escritora francesa Marguerite de Crayencour (1903-1987), nascida em Bruxelas e que veio a naturalizar-se americana. As suas Mémoires d'Hadrien (Memórias de Adriano,1952) tornaram-na internacionalmente conhecida. Este sucesso seria confirmado com L'Öuvre au Noir (A Obra ao Negro, 1968), uma biografia imaginária de um herói do século XVI atraído pelo hermetismo e a ciência. Publicou ainda poemas, ensaios (Sous bénéfice d'inventaire, 1978) e memórias (Archives du Nord, 1977), manifestando uma atração pela Grécia e pelo misticismo oriental patente em trabalhos como Mishima ou la vision du vide (1981) e Comme l'eau qui coule (1982). Foi a primeira mulher de Letras a ser eleita para a Academia Francesa.

(ver mais)
Cem Anos de Solidão

Cem Anos de Solidão

10%
Dom Quixote
19,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
Sangue Vermelho em Campo de Neve

Sangue Vermelho em Campo de Neve

10%
Dom Quixote
19,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
O Tempo, Esse Grande Escultor

O Tempo, Esse Grande Escultor

10%
Relógio D'Água
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Como a Água que Corre

Como a Água que Corre

10%
Relógio D'Água
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Razões de Coração

Razões de Coração

10%
Dom Quixote
4,90€ 10% CARTÃO
Olhos Azuis, Cabelo Preto

Olhos Azuis, Cabelo Preto

10%
Relógio D'Água
12,00€ 10% CARTÃO