10% de desconto

Cinco Esquinas

de Mario Vargas Llosa

Livro eBook
editor: Quetzal Editores, junho de 2016
À conversa, sem os maridos, e desatentas da hora do recolher obrigatório, Chabela e Marisa terão de pernoitar juntas. O que aconteceu na cama nessa noite passará a ser um grande e saboroso segredo. Chabela é mulher de um advogado de renome; Marisa, de uma das figuras cimeiras da exploração mineira. O mundo perfeito em que vivem - não fora a constante ameaça dos guerrilheiros e sequestros - será fortemente abalado por um escândalo. Após tentativa de chantagem por parte de Rolando Garro, diretor do pasquim Destapes, a participação do engenheiro Enrique Cárdenas numa orgia será tornada pública em todos os seus pormenores mais sórdidos. Segue-se um assassínio brutal. Mas a relação de tudo isto com o poder político, nomeadamente com o homem que na verdade governa de forma corrupta e autoritária o país, o Doutor, braço direito do presidente, será trazida à luz: curiosamente pela coragem e fibra da redatora principal do referido tabloide que usa o nom de plume «La Retaquita».

Cinco Esquinas

de Mario Vargas Llosa

Propriedade Descrição
ISBN: 9789897222887
Editor: Quetzal Editores
Data de Lançamento: junho de 2016
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 233 x 23 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 320
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789897222887
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

Apaixonante

Catarina Manana

A escrita apaixonante de Llosa - lê-se de um trago e tem-se pena que acabe. Descrições tão visuais que sentimos conhecer Lima, no Perú. Excepcional, recomendo!

e e e e e

Irreverente e muito picante

Paula França

Uma obra de arte fascinante, recheada de suspense, paixões, pudores e despudores. Um enredo envolvente e contagiante, marcado por personagens fortes e muito humanos. Em meio aos horrores da ditadura, surgem denúncias, conflitos, chantegens, amores, crimes e todos os demais ingredientes que tornam a obra mais que obrigatória. A "cereja do bolo" é seu final eletrizante e inesperado.

e e e e e

Surpreendente

Ana Santos

O escritor e Nobel da Literatura Mario Vargas Llosa faz de Cinco Esquinas um romance que poderia ser levado à cena como uma comédia de costumes. Não sendo uma peça de teatro, transforma-se numa violenta sátira com forte decalque na realidade do seu país naquela época. O leitor é preso até ao fim quando em 13 páginas de parágrafos alternados, o escritor fecha todas as pontas soltas num final muito original.

e e e e E

Admirável !

Santos Silva

Desde o início ao fim que adorei o livro, o autor sabe como nos prender ao enredo da ação. É um livro muito bem construído, e com uma história bem realista da época em questão.

e e e e e

Retrato humano do Peru

Catarina

Vargas Llosa parece que escreve cada vez melhor. Dois temas que lhe são comuns, o 'Peru' e o Amor, onde se retrata uma sociedade ao mesmo tempo que relata a vida de dois casais (com todas as peripécias que o amor pode trazer), ao lado de um exemplo de uma jornalista sem medos. É difícil escolher o melhor de Vargas Llosa, mas este estará, certamente, entre os melhores.

e e e e e

Novamente brilhante, Vargas Llosa

CS

Lê-se num ápice! Vargas Llosa volta a envolver-nos, como poucos sabem (com a sua escrita irrepreensível), viajamos com ele até ao Peru, voltamos a pensar sobre as relações humanas (o que move as pessoas, o que escondem), vai desvendando os passos de cada personagem na altura certa e faz com que consigamos ter empatia e aversão por cada uma deles, nos diferentes ritmos que este livro (incrível) nos traz. A história de Marisa e Chabela é a primeira que nos prende, imagine-se se a sinopse falasse do Quique ou da Retaquita...

e e e e e

Uma luz na escrita sul americana

Paula Tavares

Um romance surpreendente pela originalidade do tema e da critica que envolve a sociedade peruana, numa época de extrema crise política e social. Uma história de riqueza cultural que nos leva pelo meio dos bairros tipicos do Perú, onde os habitantes, de uma pobreza exrema, possuíam uma vida muita própria e uma riqueza popular e um purismo descritos por Vargas Llosa, de forma extremamente real. Em paralelo e em contraste com um estrato social alto abastado onde tudo lhes era permitido: o poder e o dinheiro estava nas suas mãos. Ressalvar por último a maravilhosa e constrastante imagem do papel do jornalismo neste contexto, o 'Destapes' e a personagem «La Retaquita», como de uma forma retorcida e complicada levam a que a justiça, em parte, consiga finalmente ocupar o seu lugar primordial na vida do país. Está novamente de parabéns Mario Vargas Llosa por esta maravilhosa obra literária.

e e e e e

Excelente!!

Ana Cristina Costa

Vargas Llosa assim nos habituou ... Com este "Cinco Esquinas" (que não conseguimos largar assim que começamos), vemos a análise do Homem em todo o seu esplendor: a corrupção, a perversidade, a política, o jornalismo ... com uma linguagem sublime e uma trama narrativa que nos prende!!

e e e e e

Belo

Ana Silva

Mais um belo livro a que Mario Vargas Llosa nos habituou. Revela-nos um Peru desconhecido e negro, assim como negros também podem ser os seus cidadãos. Impossível de largar até terminar a leitura.

e e e e e

Magistral

Sandra Brito

Como habitualmente, lê-se de um fôlego. Empolgante, surpreendente e escrito de forma magistral, junta pela primeira vez os conteúdos mais erotizados, tema de obras anteriores, a uma intriga interessante, numa sociedade corrompida e cheia de nuances obscuras. Muito bom!

Mario Vargas Llosa

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2010

Mario Vargas Llosa nasceu no Peru, em março de 1936. Em 1959 abandona o seu país e, graças a uma bolsa, ingressa na Universidade Complutense de Madrid, onde faz provas de doutoramento, fixando-se de seguida em Paris. Sempre próximo da penúria, foi locutor de rádio, jornalista e professor de espanhol — tinha apenas publicado um primeiro livro de contos. Regressa ao Peru em 1964 e casa no ano seguinte com a sua prima Patricia Llosa, com quem parte para a Europa em 1967, tendo vivido até 1974 na Grécia, em Paris, Londres e Barcelona — após o que regressa novamente ao Peru. O seu afastamento em relação ao regime de Havana (que visitara pela primeira vez em 1965) irá marcar toda a sua biografia política e literária a partir de 1971. Em Lima pode, finalmente, dedicar-se em exclusivo à literatura e ao jornalismo, nunca abandonando a intervenção política que o levou, em 1990, a aceitar candidatar-se à Presidência da República – depois disso fixou-se em Londres e, mais recentemente, entre Paris e Madrid, escrevendo romances, ensaios literários, peças jornalísticas e percorrendo o mundo como professor visitante em várias universidades. Entre os muitos prémios que recebeu contam-se o Rómulo Gallegos (1967), o Príncipe das Astúrias (1986) ou o Cervantes (1994). Foi distinguido com o Prémio Nobel da Literatura em 2010.

(ver mais)
O Apelo da Tribo

O Apelo da Tribo

20%
Quetzal Editores
15,04€ 18,80€
portes grátis
A Sociedade dos Sonhadores Involuntários

A Sociedade dos Sonhadores Involuntários

10%
Quetzal Editores
18,80€ 10% CARTÃO
portes grátis
Uma Estranheza em Mim

Uma Estranheza em Mim

10%
Editorial Presença
25,90€ 10% CARTÃO
portes grátis