O Conto da Sereia

Livro 1

de Gonzalo Torrente Ballester

editor: Difel, abril de 1986
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Na família dos Marinho, num porto de mar algures na Galiza, havia sempre, em cada geração, um homem que morria (ou desaparecia?) no mar. Por coincidência, todos os desaparecidos tinham olhos azuis. E isto, desde que, dizia a lenda, a Sereia tinha salvo um antepassado dos Marinho e o levara a viver com ela nas profundezas onde morava.
Não é pois de admirar que Dª. Eugénia Marinho, ela própria viúva de um Marinho de olhos azuis, quisesse afastar dali o seu filho Alfonso, o único que na família tinha os olhos da fatídica cor.
Obrigou-o a jurar que nunca se aproximaria do mar, mas o chamamento da Sereia torna-se mais e mais insistente e Alfonso voltou, ninguém sabe se para cumprir o destino se para justificar a lenda.
É pois através de O Conto da Sereia e da lenda dos Marinho que os leitores portugueses vão conhecer um dos mais importantes escritores espanhóis. Galego de nascimento e de formação, Torrente Ballester tem feito frequentemente da Galiza o tema dos seus romances, mas não a Galiza do cliché bucólico; a Galiza que o ocupa é a Galiza urbana e as diversas urbes da Galiza, os seus tipos humanos e personagens insólitas, as inacreditáveis aventuras, conspirações e ilusões que acalentaram nas últimas gerações os mais díspares galegos, uma Galiza tão próxima de nós e que tão mal conhecemos.

O Conto da Sereia

de Gonzalo Torrente Ballester

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722901666
Editor: Difel
Data de Lançamento: abril de 1986
Idioma: Português
Dimensões: 187 x 118 x 17 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 136
Tipo de produto: Livro
Coleção: Pequenos Textos de Grandes Autores
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789722901666
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Gonzalo Torrente Ballester

Escritor espanhol, Gonzalo Torrente Ballester nasceu a 13 de junho de 1910, numa pequena aldeia da Galiza (Los Corrales de Serantes, em El Ferrol), mas sempre sentiu que tinha nascido na Idade Média de tal modo foi a sua imaginação influenciada pelas lendas rurais.
Licenciou-se em Filosofia e Letras na Universidade de Santiago de Compostela e, posteriormente, em Direito e Ciências. Deu aulas em institutos de diversas cidades espanholas, sempre contagiando os alunos com o seu amor pela literatura, nomeadamente por Cervantes e pela figura de D. Quixote. Casou duas vezes. Teve onze filhos, escreveu mais de vinte livros e tinha uma biblioteca com cerca de 12 000 volumes.
Em 1977 ingressou na Real Academia mas foi quando a sua trilogia Los gozos y las sombras (Os Prazeres e as Sombras, publicada entre 1957 e 1962) foi transformada numa série de televisão que ele se tornou reconhecido em toda a Espanha. Em 1991, também Crónica del rey pasmado (Crónica do Rei Pasmado, 1989) viria a ser adaptado ao cinema para o filme realizado por Imanol Uribe.
Numa entrevista cerca de um ano antes de morrer afirmou: "Tive a sorte de ser dos poucos que conseguiram ver as duas faces da lua". Com efeito, a sua obra, irónica e original, sempre soube combinar, por um lado, a luz e a sombra, e, por outro, a racionalidade e a imaginação que o fazia encarar a realidade e o quotidiano como muito mais fantásticos que qualquer ficção.
Veio a falecer no dia 27 de janeiro de 1999.
Prémios Literários:
Fundação March 1959
Cidade de Barcelona 1973
Príncipe das Astúrias das Letras 1982
Cervantes 1985
Planeta 1988
Azorín 1994
Castilla Y León das Letras 1996

(ver mais)
A Saga/Fuga de JB

A Saga/Fuga de JB

10%
Quetzal Editores
22,41€ 24,90€
portes grátis
Perdidos e Achados

Perdidos e Achados

10%
Edições Afrontamento
14,00€ 10% CARTÃO
Mundo Exterior

Mundo Exterior

10%
Livros do Brasil
5,96€ 10% CARTÃO