Numa Casca de Noz

de Ian McEwan

Livro eBook
editor: Gradiva, setembro de 2016
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Numa Casca de Noz é o novo romance de Ian McEwan publicado pela Gradiva em Setembro, coincidindo com o lançamento internacional da obra deste premiado autor. Trudy, em adiantado estado de gravidez, planeia envenenar John, o marido e pai da criança que vai nascer, de conluio com Claude, seu amante e cunhado. Sem o saberem, têm uma improvável testemunha da trama: o bebé, residente no ventre de Trudy. Um toque de surpresa, trazido pela voz que narra o mundo.

E, com isso, apresenta uma perspectiva inigualável. A perícia das palavras, num enredo que guarda a vida e que contém a morte. Uma história de crime e engano, de traição e amor. Estes são ingredientes que, à luz da literatura e pela pena de um grande mestre da escrita, se reúnem para dar corpo a um texto irresistível. As obras de Ian McEwan, um dos escritores contemporâneos mais apreciados, são publicadas em Portugal pela Gradiva.

Numa Casca de Noz

de Ian McEwan

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896167356
Editor: Gradiva
Data de Lançamento: setembro de 2016
Idioma: Português
Dimensões: 146 x 222 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 184
Tipo de produto: Livro
Coleção: Obras de Ian McEwan
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789896167356
e e e e E

Narrador simultaneamente estranho e original

AllByMyShelves

É o terceiro livro que leio do autor e seguramente não será o último, pois parece-me inegável a qualidade de escrita de Ian McEwan. Contudo, dos 3, este é o que me arrebatou menos. Acho mesmo que aquilo que achei mais curioso no livro, foi precisamente o que mais estranhei: ter como narrador um "bebé" no ventre da sua mãe, ou seja, "Numa Casca de Noz", e que aí se apercebe e relata a conspiração que envolve a mãe e o tio, amantes, no sentido de assassinarem o pai. Por um lado, e estando grávida, foi simultaneamente curioso e estranho ver descritas as sensações do narrador neste contexto tão particular. Não achei a história tão original e impactante como as dos anteriores livros que li do autor ("Expiação" e "Na Praia de Chesil"), mas ainda assim, a qualidade da escrita e certas tiradas do narrador tornam o livro bastante agradável de ler. Creio que há quem recomende ler este livro depois de ler Hamlet de William Shakespeare. Não o fiz e sinto que talvez tivesse feito mais sentido se seguisse a recomendação.

e e e e e

Numa casca de noz

agostinho a. costa sousa

Relato de um nascituro que, desde o ventre materno, vai «assistindo» ao planeado homicídio do seu pai, perpetrado pela sua mãe e irmão do pai, amantes. Tal relato resulta daquilo que ele escuta e pressupõe, não deixando de refletir sobre o mundo atual, de que fará parte brevemente. No fim acontece uma surpresa intencional do nacituro. Uma escrita objetiva e sintética, de uma ironia arrepiante e incisiva, que deixa o leitor na ânsia de chegar ao fim do livro. De leitura rápida, mas um grande livro.

e e e e e

Numa outra perspectiva

A. Ribeiro

Ver o mundo a partir do ventre da mãe, nas suas diferentes facetas: as relações e necessidades humanas, o contexto social, constituiu uma perspectiva inovadora e super interessante que prende e motiva à leitura deste livro, mais ainda porque possui uma escrita e história cativantes! Fiquei com curiosidade de ler outros títulos deste autor.

e e e e e

McEwan, sempre bom

Rita Oliveira

Esta é uma história totalmente inusitada: uma mulher grávida que tem um amante (o cunhado) com quem planeia matar o marido e pai da criança. Só que há uma testemunha que é também o narrador: o feto. Conhecendo totalmente o mundo onde viverá, graças aos podcasts que a mãe ouve, ao estado físico da mãe e ao poder de dedução, este bebé tece considerações não apenas sobre o crime que está prestes a testemunhar mas também sobre a política, o ambiente, o mundo. Muito insólito. E muito bom. Nota: Ate hoje, não conheço um único livro de Ian McEwan de que não tenha gostado.

e e e e e

Adorei

Rute Rodrigues

Numa escrita muito fácil, e um livro que se lê no próprio dia, não apetece largar.adorei

Ian McEwan

Ian McEwan nasceu a 21 de junho de 1948, em Aldershot, Inglaterra. É autor de dois livros de contos - Primeiro Amor, Últimos Ritos e Entre os Lençóis - e dezasseis romances: O Jardim de Cimento, A Criança no Tempo, O Inocente, Estranha Sedução, Cães Pretos, O Sonhador, O Fardo do Amor, Amesterdão, Expiação, Sábado, Na Praia de Chesil, Solar, Mel, A Balada de Adam Henry, Numa Casca de Noz e Máquinas Como Eu. Assinou também um libreto de ópera, Por Ti, para música de Michael Berkeley. Todas estas obras foram publicadas em Portugal pela Gradiva. É ainda autor de vários argumentos para cinema, entre os quais The Imitation Game, The Ploughman’s Lunch, Sour Sweet e The Good Son. Em 2011, foi agraciado com o Prémio Jerusalém, uma honra concedida a escritores cujos trabalhos versem a liberdade individual na sociedade.

(ver mais)
Lições

Lições

10%
Gradiva
22,50€ 25,00€
portes grátis
A Balada de Adam Henry

A Balada de Adam Henry

10%
Gradiva
14,00€ 10% CARTÃO
Lições

Lições

10%
Gradiva
22,50€ 25,00€
portes grátis
Sábado

Sábado

10%
Gradiva
15,04€ 10% CARTÃO
portes grátis
O Galo de Ouro

O Galo de Ouro

30%
Cavalo de Ferro
12,39€ 20% + 10% CARTÃO
O Segredo do Bosque Velho

O Segredo do Bosque Velho

10%
Cavalo de Ferro
15,49€ 10% CARTÃO
portes grátis