10% de desconto

Metamorfoses (II Volume)

de Ovídio

editor: Vega, dezembro de 2008
Tendo como objecto os mitos gregos e romanos, tratados com o maior encanto e graciosidade, esta obra tornou-se fonte inesgotável de temas para os italianos do Renascimento, para Shakespeare e seus contemporâneos e ainda para muitos poetas posteriores.
Exercendo uma incalculável influência sobre a literatura moderna, superior à Eneida de Virgílio, Metamorfoses impõe-se como uma obra única que nos oferece com grande clareza e beleza poética o universo mitológico da Antiguidade clássica.
Contos maravilhosos, admiravelmente encadeados, livro fantástico que os séculos não deixaram de admirar, as Metamorfoses são hoje alvo de um interesse crescente por todos quanto apreciam a arte poética e a cultura greco-romana.

Metamorfoses (II Volume)

de Ovídio

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726998488
Editor: Vega
Data de Lançamento: dezembro de 2008
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 230 x 27 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 436
Tipo de produto: Livro
Coleção: Biblioteca Clássica
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789726998488
Ovídio

Públio Ovídio Nasão nasceu em Sulmo, a atual Sulmona, a 20 de março de 43 a.C. Cedo entrou nos meios literários de Roma e se tornou próximo dos melhores poetas de então. Assim teve início o seu percurso pela poesia amorosa e erótica, que o levaria, sucessivamente, a compor as Heróides, a Arte de amar, os Remédios contra o amor, os Tratamentos para a beleza da mulher. Em meio de tão grande sucesso e quando nada o fazia prever, atingiu-o um duro golpe da fortuna, súbito e inesperado: Augusto, em 8 a. C., expulsou-o de Roma e condenou-o ao exílio, em Tomos, nos confins do Império, no atual território da Roménia. E, já em Tomos, foi compondo cartas que tinham por destinatários a esposa, os amigos, a família que em Roma ficara. Organizou-as em duas coletâneas: os Tristes, primeiro, ou, talvez, numa tradução mais fiel, Cantos de tristeza, e, mais tarde, as Cartas do Ponto. Em uma e outra abundam poemas de queixume, de tristeza, um canto doentio e monótono, de quem sente fugir-lhe a inspiração para tudo o mais que não seja a celebração da sua própria dor. A qualidade estética desses poemas tem dividido os estudiosos; seja como for, porém, a verdade é que, com essas coletâneas, Ovídio inaugurou uma nova modalidade de poesia, a que poderíamos, sem exagero, chamar "poética do exílio".

(ver mais)
A Conquista de Lisboa aos Mouros

A Conquista de Lisboa aos Mouros

10%
Nova Vega
16,96€ 10% CARTÃO
portes grátis
Política (edição bilingue)

Política (edição bilingue)

10%
Nova Vega
34,98€ 10% CARTÃO
portes grátis
Arte de Amar

Arte de Amar

10%
Quetzal Editores
16,92€ 18,80€
portes grátis
Ovídio - Poemas do Desterro

Ovídio - Poemas do Desterro

10%
Edições Afrontamento
12,00€ 10% CARTÃO
Odes e Epodos

Odes e Epodos

10%
Tinta da China
20,61€ 22,90€
portes grátis