100%

Frei Luís de Sousa

de Almeida Garrett

editor: Editora Guerra & Paz, outubro de 2018
DEVOLVEMOS 100% NA COMPRA DESTE ARTIGO - SAIBA MAIS i
Frei Luís de Sousa escapa ao carácter inelutável do tempo. Consagra-o, por isso, no pódio dos grandes clássicos portugueses. É uma obra-prima do teatro romântico. Até Alexandre Herculano, presente na primeira representação, em 1843, aplaudiu. Garrett bateu-se pelos ideais da liberdade, denúncia e tirania social. E define o drama como a mais verdadeira expressão literária e artística da civilização do século. E esta é a tragédia do destino - o drama. O enredo da obra parece ter sido inspirado na vida do próprio escritor, mas a acção desenrola-se nos finais do século xvi, tendo como pano de fundo a resistência ao domínio filipino e a figura do próprio Frei Luís de Sousa, nome adoptado por Manuel de Sousa Coutinho.
Ouçamos as vozes de Madalena, uma mulher atormentada pelo passado, de sua filha Maria, a meninaprodígio, de seu segundo marido, Manuel de Sousa Coutinho, o nobre patriota que incendia o seu próprio palácio, de Telmo Pais, o fiel escudeiro sebastianista. E, por fim, o Romeiro, esse fantasma que, tragicamente, ameaça a felicidade do lar. Um vazio, um eco nesse «Ninguém», que ficará para a história e cultura portuguesas.

Frei Luís de Sousa

de Almeida Garrett

Propriedade Descrição
ISBN: 9789897024306
Editor: Editora Guerra & Paz
Data de Lançamento: outubro de 2018
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 231 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 184
Tipo de produto: Livro
Coleção: Clássicos da Guerra e Paz
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789897024306
e e e e e

Uma visão intemporal dos valores da família e das nações

Maria Paula

Almeida Garrett cria, de forma magistral, no leitor e ou espectador emoções de empatia, revolta e angústia face ao drama e tragédia de uma família e de um país à beira do abismo.

Almeida Garrett

Nascido no Porto, a 4 de fevereiro de 1799, João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett foi um dos escritores mais completos no panorama das letras portuguesas. Formado em Leis pela Universidade de Coimbra, apoia, no último ano do curso, a causa da revolução liberal de 1820, exilando-se consequentemente em Inglaterra e França. Neste seu afastamento, publica os dois títulos fundadores do Romantismo português: Camões (1825) e D. Branca (1826). No entanto, é depois do regresso definitivo a Portugal, em 1836, que se mostra mais profícuo, escrevendo um conjunto de obras, das quais se destacam a peça trágica Frei Luís de Sousa (1843), as inclassificáveis Viagens na Minha Terra (1846), ou os ousados versos de Folhas Caídas (1853). Aliado ao escritor está ainda Garrett, o homem cívico, que contribui para a redação da Constituição de 1838, funda o Conservatório de Arte Dramática e encabeça o projeto de edificação do Teatro Nacional D. Maria II. Almeida Garrett morre em Lisboa, a 9 de dezembro de 1854.

(ver mais)
Dom Casmurro

Dom Casmurro

Editora Guerra & Paz
14,00€
Os Maias

Os Maias

Editora Guerra & Paz
11,90€
Amor de Perdição

Amor de Perdição

Editora Guerra & Paz
10,00€