Ganhe até 10€ 10% de desconto

Coração, Cabeça e Estômago

Livro 1

de Camilo Castelo Branco

editor: Publicações Europa-América, abril de 1988
GANHE ATÉ 10€ i
Uma Sátira de costumes que faz sorrir, que faz Pensar! Três Novelas reunidas numa só, onde se aprende que, afinal, todos os dissabores da vida nascem da cabeça ou do coração... do estômago, não!

Uma critica social contundente e mordaz que tem por alvo a vulgaridade, a hipocrisia, a cupidez... Tão actual no nosso tempo como no tempo em que foi escrita!

Coração, Cabeça e Estômago

de Camilo Castelo Branco

Propriedade Descrição
ISBN: 9789721005150
Editor: Publicações Europa-América
Data de Lançamento: abril de 1988
Idioma: Português
Dimensões: 114 x 176 x 14 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 177
Tipo de produto: Livro
Coleção: Livros de Bolso / Série Grandes Obras
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 5601072407404
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e E

A cabeça de Camilo, sem coração e estômago

Helder Raimundo

Pelos vistos não sou só eu que ando a ler, ou a reler, Camilo. «Coração, Cabeça e Estômago» (atenção que é apenas o título da obra) esteve na minha mesa-de-cabeceira mais de 5 anos, acho. Não se preocupem que fui limpando o pó. A edição tem alguns anos, é da Europa-América e como é sabido não tem data. Como gosto da sátira de Camilo (e desculpem os queirosianos mas de Eça, só as obras menos conhecidas, vulgo, As Cartas de Inglaterra) o livro foi ficando parado, ali a modos que à espera do radicalismo de Silvestre da Silva. Aconteceu agora com a leitura do último soneto em honra de D. Catarina Balsemão e Bocage. E como diz o editor: “Bem se vê que o soneto era o da morte. Um grande merecimento tem ele: é ser o último”.

Camilo Castelo Branco

Nasceu em 1825, em Lisboa, e faleceu em 1890, em S. Miguel de Seide (Famalicão). Com uma breve passagem pelo curso de Medicina, estreia-se nas letras em 1845 e em 1851 publica o seu primeiro romance, Anátema. Em 1860, na sequência de um processo de adultério desencadeado pelo marido de Ana Plácido, com quem mantinha um relacionamento amoroso desde 1856, Camilo e Ana Plácido são presos, acabando absolvidos no ano seguinte por D. Pedro V. Entre 1862 e 1863, Camilo publica onze novelas e romances, atingindo uma notoriedade dificilmente igualável. Tornou-se o primeiro escritor profissional em Portugal, dotado de uma capacidade prodigiosa para efabular a partir da observação da sociedade, com inclinação para a intriga e análise passionais. Considerado o expoente do romantismo em Portugal, autor de obras centrais na história da literatura nacional, como Amor de Perdição, A Queda dum Anjo e Eusébio Macário, Camilo Castelo Branco, cego e impossibilitado de escrever, suicidou-se com um tiro de revólver a 1 de Junho de 1890.

(ver mais)
A Casa das Sete Empenas

A Casa das Sete Empenas

10%
Publicações Europa-América
6,90€ 10% CARTÃO
In Illo Tempore

In Illo Tempore

10%
Publicações Europa-América
6,90€ 10% CARTÃO