10% de desconto

A Filha do Arcediago

Livro 1

de Camilo Castelo Branco

editor: Publicações Europa-América, abril de 2000
Além de um dos mais fecundos, se não o mais fecundo, escritor de língua portuguesa. Camilo Castelo Branco foi também um dos mais multifacetados talentos das letras nacionais.

Romancista, polemista, dramaturgo, poeta, biógrafo, bibliógrafo, crítico, cronista, investigador histórico, jornalista, tradutor, quase não houve campo da actividade literária que lhe fosse estranho. Como romancista, Camilo foi talvez quem melhor interpretou o génio português.

O seu temperamento sensível e mutável e a sua imaginação fértil souberam dotar as obras que escreveu dum cunho retintamente português em que tudo parece emanar da terra que lhe deu o ser.

A Filha do Arcediago, uma das mais conhecidas obras de Camilo, não foge às características que fixaram na história da literatura o nome do seu autor.

A Filha do Arcediago

de Camilo Castelo Branco

Propriedade Descrição
ISBN: 9789721008892
Editor: Publicações Europa-América
Data de Lançamento: abril de 2000
Idioma: Português
Dimensões: 113 x 174 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 256
Tipo de produto: Livro
Coleção: Livros de Bolso / Europa América
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 5601072406445
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Camilo Castelo Branco

Nasceu em 1825, em Lisboa, e faleceu em 1890, em S. Miguel de Seide (Famalicão). Com uma breve passagem pelo curso de Medicina, estreia-se nas letras em 1845 e em 1851 publica o seu primeiro romance, Anátema. Em 1860, na sequência de um processo de adultério desencadeado pelo marido de Ana Plácido, com quem mantinha um relacionamento amoroso desde 1856, Camilo e Ana Plácido são presos, acabando absolvidos no ano seguinte por D. Pedro V. Entre 1862 e 1863, Camilo publica onze novelas e romances, atingindo uma notoriedade dificilmente igualável. Tornou-se o primeiro escritor profissional em Portugal, dotado de uma capacidade prodigiosa para efabular a partir da observação da sociedade, com inclinação para a intriga e análise passionais. Considerado o expoente do romantismo em Portugal, autor de obras centrais na história da literatura nacional, como Amor de Perdição, A Queda dum Anjo e Eusébio Macário, Camilo Castelo Branco, cego e impossibilitado de escrever, suicidou-se com um tiro de revólver a 1 de Junho de 1890.

(ver mais)
A Oeste Nada de Novo

A Oeste Nada de Novo

10%
Publicações Europa-América
6,90€ 10% CARTÃO
Sebastianismo e Quinto Império Portugal

Sebastianismo e Quinto Império Portugal

10%
Publicações Europa-América
8,50€ 10% CARTÃO
Amor de Perdição

Amor de Perdição

10%
Porto Editora
8,85€ 10% CARTÃO
Amor de Perdição

Amor de Perdição

10%
Porto Editora
7,75€ 10% CARTÃO
O Pianista Nómada

O Pianista Nómada

10%
Publicações Europa-América
18,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Mantilha de Beatriz

A Mantilha de Beatriz

10%
Publicações Europa-América
6,90€ 10% CARTÃO