7 motivos para ler... Toni Morrison

7 motivos para ler… toni Morrison
Toni Morrison (1931-2019)
8 de outubro de 1993: o mundo assistiu à primeira mulher negra a vencer a mais alta distinção das letras, o Prémio Nobel da Academia Sueca.

Toni Morrison foi uma escritora, editora e professora americana. O seu legado artístico, cultural e histórico foi tão intenso que deu origem a um documentário, a estrear em 2019: «Toni Morrison: The Pieces I Am».
Morreu aos 88 anos. Se ainda não descobriu a sua vida e obra, aqui tem sete boas razões para o fazer:
«ESCREVER ENQUANTO MULHER NEGRA NÃO É PARTIR DE UM LUGAR SUPERFICIAL OU VAZIO, MAS DE UM LUGAR FÉRTIL. NÃO LIMITA A MINHA IMAGINAÇÃO, EXPANDE-A.»
#1
Nascida no Ohio em 1931, o seu primeiro romance foi publicado quando tinha 39 anos. Divorciada, a trabalhar como editora e com dois filhos pequenos a cargo, Morrison levantava-se de madrugada para poder escrever.
#2
Trabalhou como editora na Random House tendo sido responsável em 1974 pela antologia The Black Book que reunia fotografias, testemunhos, ensaios e documentava a vida dos negros na América desde o período esclavagista até aos anos 70.
#3
Durante muitos anos deu aulas na Universidade de Princeton onde ensinou, entre outras coisas, escrita criativa.
#4
Os seus romances refletem sobre a experiências do povo afro-americano, com destaque para as mulheres. A autora defende que isso é apenas reflexo da sua própria vida e da sua infância rodeada de mulheres fortes e faz notar que nunca ninguém questiona um autor branco homem acerca da quantidade de homens brancos nas suas obras.
#5
Em 1993, tornou-se a primeira mulher afro-americana a ganhar o Prémio Nobel da Literatura. Antes do Nobel, já tinha sido galardoada com o Pulitzer e recebeu, em 2012, pelas mãos do presidente Barack Obama, a Medalha Presidencial da Liberdade.
#6
No seu discurso de aceitação do Nobel fez um elogio do poder da linguagem afirmando: «Morremos. Pode ser que seja esse o significado da vida. Mas temos a linguagem. Pode ser que seja essa a medida das nossas vidas.»
#7
Aos 88 anos, publicou recentemente o livro Mouth Full of Blood, um conjunto de ensaios, discursos e meditações sobre literatura, arte e política.
Wook dizem os nossos leitores?
- «Um livro envolvente, em que somos transportados para situações de vida e sentimentos, que muitas vezes nem imaginamos! Ler é uma viagem maravilhosa, mas este é especial!» Zilda Apolinário [A propósito de Deus Ajude a Criança]

- «Uma bela história, muito bem contada. Um romance intenso e emotivo. Uma bela história, muito bem contada. Um romance intenso e emotivo.» MaryJo [A propósito de A Nossa Casa É Onde Está o Coração]

- «(…) é uma obra notável de uma mulher reduzida a pouca coisa pela desumanidade do racismo, neste caso, norte americano, péssimo como os demais. Ler este livro é um banho de humildade e de reconciliação com a nossa natureza que é a mesma PARA TODOS. A fazer parte das leituras obrigatórias!» Luís Jorge [A propósito de A Nossa Casa É Onde Está o Coração]

- «Um testemunho da vida, misérias e aspirações da população afro-americana em finais do século XIX. A não perder!» NB [A propósito de Beloved]

Livros relacionados

Wook está a dar

Subscreva!