Salomé

de Oscar Wilde

editor: Landy
Oscar Wilde escreveu Salomé em 1891, e o fez em francês. Quando lhe perguntaram por que a escrevera nessa língua, Wilde disse que desejava tocar esse novo instrumento para ver se podia fazer dele algo belo. Trata-se, pois, não apenas de um novo trabalho, mas da experimentação de um outro instrumento de expressão, a língua francesa. Porém, os eventos que cercaram a recepção da obra não animaram o seu autor. Wilde foi acusado de tomar excessiva liberdade com o texto bíblico. Além disso, a cena em que Salomé beija os lábios de João Batista morto foi qualificada de absoluto mau gosto. Cercada de tais atributos, Wilde não conseguiu obter uma representação imediata da obra. A peça só pôde ser encenada em Paris no ano de1896, quando o escritor já estava preso. E em Londres, em 1905, quase cinco anos depois de sua morte. Depois disso, a obra ganhou reconhecimento e importância, foi amiudamente representada nos palcos, passou para as telas do cinema, ganhou a música e a dança. Esta edição, cuidadosamente preparada, apresenta tradução direta do francês e um apêndice com notas explicativas, uma série de poemas inspirados em Salomé, em que figuram poetas como Théodore de Banville, Mallarmé, Wilde, Antoine Sabatier entre outros, os desdobramentos no palco e na tela desde a estréia da peça em 1896 até a atualidade, cronologia da obra do autor e as ilustrações de Aubrey Beardsley que figuraram na primeira edição de Salomé em 1894. Acrescenta, pois, novas possibilidades de fruição dessa obra significativa da arte teatral.

Salomé

de Oscar Wilde

Editor: Landy
Idioma: Português do Brasil, Português
Dimensões: 113 x 207 x 9 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 121
Tipo de produto: Livro
Coleção: Songbook
Classificação temática: Livros em Português > Arte > Artes de Palco
EAN: 9788587731647
Oscar Wilde

Oscar Wilde (Dublin, 1854-Paris, 1900) foi talvez o mais importante dramaturgo da época vitoriana. Criador do movimento dândi, que defendia o belo e o culto da beleza como um antídoto para os horrores da época industrial, Wilde publicou a sua primeira obra, um livro de poemas, em 1881, a que se seguiram duas peças de teatro, no ano seguinte. Em 1884, casou com Constance Lloyd, e a partir de 1887 iniciou uma fase de produção literária intensa, em que escreveu diversos contos, peças de teatro, como O Leque de Lady Windemere, Um Marido Ideal e A Importância de se Chamar Ernesto, e um único romance, O Retrato de Dorian Gray, considerado por muitos como a sua obra mais bem conseguida. Mordaz e irónico, Oscar Wilde alcançou enorme sucesso com as suas comédias de salão. Porém, em 1865, foi atingido pela adversidade: acusado de homossexualidade, foi violentamente atacado pela imprensa, tendo caído em desgraça. O processo judicial em que se viu envolvido levou-o à prisão, ao ser condenado a dois anos de trabalhos forçados. Cumprida a pena, abandonou definitivamente Inglaterra e fixou-se em Paris, onde viria a morrer em 1900.

(ver mais)
TAYLOR & FRANCIS LTD
160,94€ 10% CARTÃO
portes grátis
Porto Editora
7,92€ 8,80€