10% de desconto

Quando Éramos Orfãos

de Kazuo Ishiguro

Livro eBook
editor: Gradiva, outubro de 2017
Anos 30. Christopher Banks tornou-se o detective mais famoso do país, os seus casos são o tema das conversas da sociedade londrina. No entanto, um crime não solucionado nunca deixou de o atormentar: o desaparecimento misterioso dos pais, na Velha Xangai, quando ele era rapazinho.

Agora, com o mundo a precipitar-se para a guerra total, Banks dá-se conta de que chegou o momento de regressar à cidade da sua infância e deslindar, finalmente, o mistério, cuja solução evitaria a catástrofe iminente. 

Passando-se entre as cidades de Londres e Xangai dos anos entre as duas guerras, Quando Éramos Órfãos é uma história de recordações, intriga e necessidade de regressar, de uma visão infantil do mundo que o domina, moldando indelevelmente e distorcendo a vida dos personagens. 

«Uma imaginação prodigiosa, de inteligência e gosto inexcedíveis.»
Joyce Carol Oates,Times Literary Supplement

Quando Éramos Orfãos

de Kazuo Ishiguro

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896167974
Editor: Gradiva
Data de Lançamento: outubro de 2017
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 223 x 22 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 364
Tipo de produto: Livro
Coleção: Gradiva Romance
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789896167974
e e e e e

Excelente

Juliana

Aqui está mais uma obra reveladora do talento inconfundível de Kazuo Ishiguro. Quando pegamos no livro sabemos imediatamente que não nos vamos desiludir. É um livro sobre procura, com a guerra sino-japonesa como pano de fundo. Confesso que me fui documentar sobre este conflito (que os Japoneses gostam de apelidar como "incidentes"). É uma escrita muito humana. A descrição do cenário de guerra é poderosíssimo. Para quem gosta de Ishiguro, esta é uma obra de leitura obrigatória.

e e e E E

Viagem

Paula Dias da Silva

Uma viagem que ninguém vai querer terminar.

e e e e E

Viagem

Paula Dias da Silva

Uma grande viagem que depois de começar ninguém vai querer perder um único passo.

e e e e e

Genial

Daniel

Um autor como não se via há muito tempo. Histórias de ficar preso até ao último ponto.

e e e e e

Um livro a não perder!

Hpsf

Kazuo Ishiguro apresenta-nos uma escrita sublime e um enredo que nos prende ao livro, da primeira à última página. Um livro a não perder, sem dúvida!

e e e e E

Quando Éramos Orfãos

Rui Pinto

Um livro a ler e a dar-lhe um lugar de destaque na nossa biblioteca. Uma história escrita por um génio das letras, que felizmente para a literatura, não passou despercebido ao júri da academia Sueca. Basta ler o capítulo 22, para se compreender que estamos perante um escritor invulgar.

e e E E E

Não sendo uma obra prima...

ALC

Não sendo uma obra prima, não deixa de ser um bom livro que nos capta a atenção e faz querer ler mais. Não está no entanto na lista de preferidos.

e e e E E

Uma espécie de policial

VFontes

Definitivamente, este não é a melhor obra de Ishiguro. No entanto, a escrita polida do autor salva esta espécie de policial tímido.

e e e E E

Interessante

Adelina Alexandre

Sendo o 1º livro deste autor que li tenho a confessar que não fiquei deslumbrada. É interessante e prende o leitor.

e e e E E

Mistério e descrições fantásticas

T. R.

Um livro interessante, ambientado ao bom estilo de Kazuo Ichiguro. Não é das suas obras mais fantásticas mas, ainda assim, estabelece-o como um dos escritores mais sólidos e inventivos do nosso tempo. A obra está repleta de mistério, embora não se caracterize por ser daqueles policiais que nos prendem pela necessidade de sabermos o desfecho do enredo, e sim porque a escrita magistral de Ichiguro nos compele até ao fim.

Kazuo Ishiguro

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2017

Kazuo Ishiguro nasceu em Nagasáqui, no Japão, em 1954, e vive na Grã-Bretanha desde os cinco anos. Recebeu o Prémio Nobel da Literatura em 2017 e a sua obra está traduzida em mais de quarenta línguas. Entre as outras distinções que reconhecem o seu mérito literário contam-se o grau de Oficial da Ordem do Império Britânico e a condecoração francesa como Chevalier de L’Ordre des Arts et des Lettres. A sua obra é editada em Portugal pela Gradiva tendo publicados os seguintes livros do autor: Os Despojos do Dia (1989, vencedor do Booker Prize; adaptado ao cinema); Os Inconsolados (1995, vencedor do Cheltenham Prize); Quando Éramos Órfãos (2000, nomeado para o Booker Prize); Nunca me Deixes (2005, nomeado para o Booker Prize, adaptado ao cinema); Nocturnos (2009, contos); O Gigante Enterrado (2015); Um Artista do Mundo Flutuante (2018).

(ver mais)
Nocturnos

Nocturnos

10%
Gradiva
14,13€ 10% CARTÃO
Nanquim Não Chora

Nanquim Não Chora

10%
Gradiva
22,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Nunca Me Deixes

Nunca Me Deixes

10%
Gradiva
17,16€ 10% CARTÃO
portes grátis
Klara e o Sol

Klara e o Sol

20%
Gradiva
14,00€ 17,50€
As Avenidas Periféricas

As Avenidas Periféricas

10%
Porto Editora
16,65€ 10% CARTÃO
portes grátis
Morte pela Água

Morte pela Água

Livros do Brasil
19,99€