10% de desconto

O Jardim de Cimento

Livro 1

de Ian McEwan

Livro eBook
editor: Gradiva, abril de 2005
A publicação de "O Jardim de Cimento" - o primeiro romance de Ian McEwan, cuja colectânea de contos "Primeiro Amor, Últimos Ritos" já havia sido galardoada com o Prémio Somerset — anunciava a singularidade das obras futuras de um autor que, integrando-se numa geração que procurou renovar as letras inglesas, é hoje reconhecido como um dos maiores escritores da ficção mundial contemporânea.

"O Jardim de Cimento" considerado pela crítica simultaneamente chocante e perfeito, mórbido mas terrivelmente irresistível, é uma narrativa contada na primeira pessoa pelo seu protagonista, Jack, um rapaz de quinze anos que vive com duas irmãs adolescentes e um irmão pequeno. Com a morte dos pais, os quatro jovens experimentam uma sensação extraordinária de perda e liberdade. Num clima de isolamento quase doentio, tornam-se personagens de um universo estranho e entregam-se despreocupadamente a jogos solitários, ao desmazelo, à apatia e às fantasias mais arrebatadoras. Mas a consistência destas figuras está longe de se cingir a uma minoria marginal, remetendo-nos antes para a organização simbólica da comunidade como um todo. A ausência de valores não aparece neste romance como um caso específico, constituindo um sintoma de que nada afinal distingue o verdadeiro do falso, o útil do inútil, o sagrado do interdito. E tudo isto contado com um realismo inquietante, sem concessões nem rodeios, onde a morte e o sexo espreitam a cada porta para fazer saltar o verniz das convenções, dos preconceitos morais e do conservadorismo britânico. Sensual, perturbador, fascinante: uma pequena obra-prima.

«Recria maravilhosamente a ambiência do momento da vida dos jovens em que estes alcançam a vida adulta instantânea por que todos anseiam, em que o vulgar ganha um brilho de mistério e o extraordinário parece uma banalidade. É difícil pôr defeito na escrita ou na construção desta fábula sinistra.»
Sunday Times

«Um trabalho extraordinariamente seguro, tecnicamente competente e incrivelmente poderoso.»
Observer

O Jardim de Cimento

de Ian McEwan

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726620624
Editor: Gradiva
Data de Lançamento: abril de 2005
Idioma: Português
Dimensões: 146 x 222 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 160
Tipo de produto: Livro
Coleção: Gradiva
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789726620624
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

O fim súbito da inocência

José Luís d' Orey

Nesta obra o autor leva-nos a refletir sobre na importância dos pais no crescimento afetivo e emocional e na formação da personalidade dos filhos. Põe-nos a pensar sobre a origem de eventuais comportamentos desviantes na vida adulta decorrentes de um crescimento sem regras ou normas quando privados dos pais e sem qualquer outro acompanhamento por adultos. Recomenda-se.

e e e E E

Primeiro livro

IV

Contado em frases simples, este primeiro romance lê-se como um bom livro de memórias de um escritor. Adoro a verdade profunda de alguns comportamentos bastante extremos de uma família de irmãos órfãos, que retrata as verdades ainda mais sofisticadas do comportamento humano oblíquo em livros posteriores. Não há nenhum dos lirismos ou capítulos sólidos do diálogo interior que caracterizam o estilo de McEwan nos dias de hoje. Ainda bem que não comecei com este livro, porque agora que sou um fã ardente, era ainda mais interessante ver onde ele começou.

e e e e E

Ian McEwan no seu melhor

António Martins

Excelente romance do famoso escritor Ian McEwan, onde se conta a história de uma família que passa por problemas sérios e os consegue ultrapassar.

e e e e E

Romance intenso e dramático

António Martins

O romance conta a história de 4 irmãos que vivem a morte de seus pais e se vêem diante de um dilema. Contado por um dos irmãos, um rapaz de 15 anos que enfrenta a puberdade. A casa onde vivem é o centro da história, onde acontecem os dramas e são vividos todos os momentos de alegria tristeza. Intenso e perturbador! Demasiado realista.

Ian McEwan

Ian McEwan nasceu a 21 de junho de 1948, em Aldershot, Inglaterra. É autor de dois livros de contos - Primeiro Amor, Últimos Ritos e Entre os Lençóis - e dezasseis romances: O Jardim de Cimento, A Criança no Tempo, O Inocente, Estranha Sedução, Cães Pretos, O Sonhador, O Fardo do Amor, Amesterdão, Expiação, Sábado, Na Praia de Chesil, Solar, Mel, A Balada de Adam Henry, Numa Casca de Noz e Máquinas Como Eu. Assinou também um libreto de ópera, Por Ti, para música de Michael Berkeley. Todas estas obras foram publicadas em Portugal pela Gradiva. É ainda autor de vários argumentos para cinema, entre os quais The Imitation Game, The Ploughman’s Lunch, Sour Sweet e The Good Son. Em 2011, foi agraciado com o Prémio Jerusalém, uma honra concedida a escritores cujos trabalhos versem a liberdade individual na sociedade.

(ver mais)
Os Despojos do Dia

Os Despojos do Dia

10%
Gradiva
12,00€ 10% CARTÃO
Nunca Me Deixes

Nunca Me Deixes

10%
Gradiva
17,16€ 10% CARTÃO
portes grátis
Lições

Lições

10%
Gradiva
22,50€ 25,00€
portes grátis
Sábado

Sábado

10%
Gradiva
15,04€ 10% CARTÃO
portes grátis
Casa de Campo

Casa de Campo

10%
Cavalo de Ferro
23,99€ 10% CARTÃO
portes grátis
Irmão Mais Velho

Irmão Mais Velho

10%
Gradiva
21,00€ 10% CARTÃO
portes grátis