10% de desconto

Lealdades

de Delphine De Vigan

editor: Gradiva, fevereiro de 2019
Este é um livro que, com profunda sensibilidade, explora mundos distantes que, afinal, têm muitos pontos em comum: a infância e a vida adulta, a autodestruição e a salvação abnegada, o sofrimento e a busca pela felicidade.

Através de uma narração caleidoscópica, Delphine de Vigan apresenta-nos o drama das relações humanas, com tudo o que estas têm de mais negro e de mais belo.

Lealdades, assente no equilíbrio de contrapontos, é um verdadeiro romance psicológico dos nossos tempos

Lealdades

de Delphine De Vigan

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896168711
Editor: Gradiva
Data de Lançamento: fevereiro de 2019
Idioma: Português
Dimensões: 147 x 222 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 168
Tipo de produto: Livro
Coleção: Gradiva Romance
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789896168711
e e e e E

Recomendo!

Alexandra Arada

Este livro foi a minha estreia com a autora. As críticas eram boas e a expectativa alta. Posso dizer que gostei muito da escrita da autora e da sua crueza nos relatos. É um livro duro, que incomoda. Primeiro pelo tema e pela idade dos personagens e depois pela história e a maneira como nos é contada. Com capítulos curtos, narrados por cada personagem, dando nos a sua visão da história. Hélene é professora do secundário, uma mulher que foi obrigada a crescer rápido e cuja infância foi pautada por um pai severo e por diversos abusos. Théo tem 13 anos e é seu aluno. Um jovem muito reservado e apático, que vive entre duas vidas distintas, a casa da mãe e a casa do pai. Dividido por um divórcio e por pais que não se podem ver. Uma mãe ausente e frustrada e um pai numa depressão profunda, o qual Théo se sente obrigado a ajudar. Théo refugia se no álcool e é aqui que tudo descamba... Hélene consegue distinguir alguns sinais de que algo se passa com o seu aluno e vai tentar tudo para o ajudar. Mas o que fazer quando o resto do mundo não vê? Estas foram as personagens que mais me marcaram nesta leitura. Temos também Máthis e a sua mãe Cécile. É o melhor amigo de Théo, e também ele é arrastado para o mundo do amigo, sem se aperceber que a mãe e o pai passam por um problema grave no seu casamento. Este livro é um misto de emoções. Fala nos de alcoolismo, divórcio, depressão, bulliyng e solidão. Mostra nos a cegueira da sociedade e de como não damos conta do que se passa debaixo dos nossos olhos. De como estamos tão absortos no nosso eu, nos nossos problemas, que não percebemos o mal que causamos aos nossos, mesmo sem querer. E o pior cego é aquele que não quer ver, mesmo quando lhe tentam mostrar o caminho... É um livro forte, que nos confronta, nos arrasta nesta lucidez de realidade desconcertante. Aconselho muito!

e e e e e

Excelente!

AV

Se anteriormente tinha gostado muito do livro desta autora, este (embora num registo diferente) superou o "A partir de uma história verdadeira"! Depois de terminado, só ambicionava mais e mais, contudo há que dizer que este é uma prova de que um "grande" livro não se mede pelas suas páginas! Super recomendo, amei!

e e e e e

Da influência da atitude dos pais no comportamento dos filhos

Teresa

Este pequeno, mas muito interessante livro descreve-nos como um divórcio e a consequente atitude negligente dos pais, face a um filho pré adolescente, podem ser catastróficas nas suas escolhas e atitudes. Percebemos como é ténue a linha que pode separar um adolescente do abismo. A narrativa é direta e não nos deixa indiferentes. Revela-nos também como o olhar atento de um docente pode ser fundamental em situações adversas. Recomendo

e e e e e

Muito, muito, muito bom!

Vera Sôpa

Belíssima capa. Apropriada a um livro que se deve ler devagar, porque as palavras têm poder de ressoar e dar um nó cá dentro. Acho que muitos pais, ressentidos um com o outro, deveriam ler este livro. Iriam perceber as consequências das suas palavras e dos seus actos. Delphine de Vigan é uma extraordinária escritora e os seus romances não visam apenas o entretenimento. Suponho que seja o que definem como romances de intervenção.

Delphine De Vigan

Vive em Paris. Aplaudida pela crítica e consagrada pelo grande público, é autora de vários romances, entre os quais Nô e Eu, que venceu o Prémio dos Livreiros em 2008. Traduzido em mais de 25 países e adaptado ao cinema em 2010, ultrapassou, só em França, a marca dos 750 000 exemplares, sendo um dos romances mais lidos dos últimos anos. Com Rien ne s’oppose à la nuit, o seu último livro, Delphine de Vigan conquistou o prestigiado Prémio Romance Fnac, em 2011. Nô e Eu é o seu primeiro livro traduzido em Portugal.

(ver mais)
Nocturnos

Nocturnos

10%
Gradiva
14,13€ 10% CARTÃO
Quando Éramos Orfãos

Quando Éramos Orfãos

10%
Gradiva
15,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Les Gratitudes

Les Gratitudes

10%
LATTES
18,74€ 10% CARTÃO
portes grátis
Kids Run The Show

Kids Run The Show

10%
Europa Editions (UK) Ltd
17,37€ 19,30€
portes grátis
Irmão Mais Velho

Irmão Mais Velho

10%
Gradiva
21,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Nanquim Não Chora

Nanquim Não Chora

10%
Gradiva
22,00€ 10% CARTÃO
portes grátis