Fragmentos de Apocalipse

Livro 1

de Gonzalo Torrente Ballester

editor: Editorial Caminho, abril de 1991
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Sobre um autor como Gonzalo Torrente Ballester o que apetece perguntar, de imediato, é como foi possível o leitor português ter ficado privado dele durante tanto tempo. É que só recentemente se atentou na obra espantosa - é o termo - de Ballester, uma das presenças verdadeiramente grandes da literatura espanhola. Este romance que se chama Fragmentos de Apocalipse, mais que multifacetado, tem como protagonista um escritor que constrói um livro e que, nesse processo, vai apresentando constantemente novas alternativas e sugestões, num emaranhado extremamente hábil e sedutor de histórias e experiências que se poderiam dizer centrípetas se este voraz projecto tivesse outro centro que não fosse o da sua magnífica escrita.

Fragmentos de Apocalipse

de Gonzalo Torrente Ballester

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722105804
Editor: Editorial Caminho
Data de Lançamento: abril de 1991
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 230 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 312
Tipo de produto: Livro
Coleção: Uma Terra sem Amos
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789722105804
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Gonzalo Torrente Ballester

Escritor espanhol, Gonzalo Torrente Ballester nasceu a 13 de junho de 1910, numa pequena aldeia da Galiza (Los Corrales de Serantes, em El Ferrol), mas sempre sentiu que tinha nascido na Idade Média de tal modo foi a sua imaginação influenciada pelas lendas rurais.
Licenciou-se em Filosofia e Letras na Universidade de Santiago de Compostela e, posteriormente, em Direito e Ciências. Deu aulas em institutos de diversas cidades espanholas, sempre contagiando os alunos com o seu amor pela literatura, nomeadamente por Cervantes e pela figura de D. Quixote. Casou duas vezes. Teve onze filhos, escreveu mais de vinte livros e tinha uma biblioteca com cerca de 12 000 volumes.
Em 1977 ingressou na Real Academia mas foi quando a sua trilogia Los gozos y las sombras (Os Prazeres e as Sombras, publicada entre 1957 e 1962) foi transformada numa série de televisão que ele se tornou reconhecido em toda a Espanha. Em 1991, também Crónica del rey pasmado (Crónica do Rei Pasmado, 1989) viria a ser adaptado ao cinema para o filme realizado por Imanol Uribe.
Numa entrevista cerca de um ano antes de morrer afirmou: "Tive a sorte de ser dos poucos que conseguiram ver as duas faces da lua". Com efeito, a sua obra, irónica e original, sempre soube combinar, por um lado, a luz e a sombra, e, por outro, a racionalidade e a imaginação que o fazia encarar a realidade e o quotidiano como muito mais fantásticos que qualquer ficção.
Veio a falecer no dia 27 de janeiro de 1999.
Prémios Literários:
Fundação March 1959
Cidade de Barcelona 1973
Príncipe das Astúrias das Letras 1982
Cervantes 1985
Planeta 1988
Azorín 1994
Castilla Y León das Letras 1996

(ver mais)
Filhos da Pátria

Filhos da Pátria

10%
Editorial Caminho
9,90€ 10% CARTÃO
O Dia das Calças Roladas

O Dia das Calças Roladas

10%
Editorial Caminho
10,90€ 10% CARTÃO
A Saga/Fuga de JB

A Saga/Fuga de JB

10%
Quetzal Editores
22,41€ 24,90€
portes grátis
Navegação Celestial

Navegação Celestial

Envio até 5 dias úteis
10%
Publicações Europa-América
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
As Nuvens de Hamburgo

As Nuvens de Hamburgo

10%
Editora Nova Geração
13,95€ 15,50€