Estou a Ver-Te

de Clare Mackintosh

editor: Marcador, junho de 2017
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Todas as manhãs, Zoe Walker faz o mesmo caminho para a estação de metro, espera no mesmo lugar da plataforma e escolhe o seu assento preferido na carruagem, sem nunca suspeitar que alguém a observa.

Durante uma dessas viagens, certo fim de tarde, enquanto lê o jornal local, Zoe vê a sua cara num dos anúncios: uma foto de má qualidade, um número de telefone e a morada de um website: FindTheOne.com (Encontra-a.com).

Nos dias seguintes, as fotografias de outras mulheres começam a aparecer no mesmo anúncio, e Zoe percebe que foram vítimas de crimes extremamente violentos, incluindo homicídio.

Com a ajuda de uma polícia determinada, Zoe procura saber o que está por trás daquele anúncio perverso, uma descoberta que vai transformar a sua paranoia em pânico total. Alguém anda a seguir todos os seus passos. E Zoe tem a certeza de que alguém próximo de si a escolheu como próximo alvo.

Um thriller obscuro, claustrofóbico e repleto de volte-faces.

«Arrepiante.»
Paula Hawkins

«Sensacional.»
Daily Mail

Estou a Ver-Te

de Clare Mackintosh

Propriedade Descrição
ISBN: 9789897543159
Editor: Marcador
Data de Lançamento: junho de 2017
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 233 x 22 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 352
Tipo de produto: Livro
Coleção: Marcador Literatura
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Policial e Thriller
EAN: 9789897543159
e e e e E

Interessante

Sofia

Foi o primeiro livro que li da autora e não me desiludiu. Não sendo brilhante, consegue entreter e até, de certa forma, surpreender.

e e e e E

Estou a ver te

Andreia Oliveira

Gostei do livro e das voltas que existem na história.... desiludida em relação ao livro anterior....

e e e E E

Thriller mediano com 1 twist

Susana Pacheco

Não li o primeiro romance (e mais popular) de Clare Mackintosh, mas este «Estou a Ver-te» acaba por ser um livro que, apesar de bem escrito, e até com um final surpreendente, não me cativou por completo. A leitura é fluída (principalmente a partir de meio) mas senti que se focava demasiado nas mesmas personagens, deixando todos os outros intervenientes parecerem apenas figurantes da mesma trama. Explora com detalhe o trabalho policial e de investigação sobre um caso de cibercrime contra mulheres. Ganha pelo desfecho imprevisível. Gostei, ainda que não tenha sentido o "medo" agonizante de um verdadeiro thriller.

e e E E E

Só isto?!

A.

Foi necessário chegar a meio do livro, para que alguma coisa acontecesse. Os primeiros capítulos não têm desenvolvimento nenhum, a acção é sempre a mesma, durante páginas e páginas. A partir daí, a trama do livro até se torna ligeiramente cativante, querendo chegar ao final, para saber como realmente termina a história. Mas se não fossem os bons comentários que tinha lido sobre a autora, tinha desistido do livro.

e e E E E

Desilusão

S.G.

Depois de ler o primeiro livro, este é uma desilusão. Muito fraquinho, confuso, é preciso ler umas 80 páginas para começar a ter algum interesse, e mesmo assim, dei comigo a pensar como era possível ter sido escrito pela mesma pessoa...

e e e e E

Aquém do esperado.

Patrícia

Depois do primeiro livro que nos deixa caídos no chão com tão boa história, chegamos muito empolgados à leitura deste Estou a Ver-Te, o que rapidamente cai por terra. A história é boa mas a narrativa não é excelente, ao contrário do seu primeiro livro.

e e e e e

Intenso e desafiador

Livromente

É sempre difícil para um autor superar uma obra-prima, superar-se a si mesmo. O livro anterior “Deixei-te ir” é um livro tão fantástico (eu própria descrevi com um redondo e sonante “Uau”) e teve uma aceitação tremenda pelo público, de uma forma geral e, por isso mesmo, presumo, a fasquia ficou bem alta. Ainda assim e reconhecendo que este segundo livro não teve o mesmo impacto do primeiro, não posso negar que gostei e muito. A autora mantém o factor suspense sempre muito presente, quase palpável e consegue agarrar-nos logo nos primeiros capítulos, porque queremos saber qual a história por detrás da foto publicada no jornal. Aos poucos vamos conhecendo e compreendendo a dimensão dessas publicações e sempre sendo iludidos com potenciais suspeitos, que, sem os descartar, mais e mais se vão juntando à lista. Em forma de diário, vão sendo incluídas entradas entre capítulos, com relatos e detalhes de todo o plano do autor por detrás das publicações, sem nunca ser revelado quem e como e sem nunca conseguirmos atingir o porquê. Com um desfecho improvável e deveras inesperado, nada se revela ser efectivamente o que parece e no final, somos surpreendidos com revelações cruéis e chocantes. Até que ponto conhecemos bem quem nos rodeia, os nossos colegas, os vizinhos, a família… A última entrada e já após o desfecho, aterradora diga-se de passagem, deixa uma porta aberta para um desenvolvimento, que não consigo determinar se assim será e se for, é muito bem-vindo ou apenas algo que o torna ainda mais misterioso e ameaçador….

e e e e e

Surpreendente

Filipa Barbosa

Em primeiro lugar, adorei o primeiro livro de Clare Mackintosh , Deixei-te Ir. O segundo mantém o mesmo padrão. Um thriller tenso, poderoso, arrepiante e emocionante, que o mantém viciado até ao final.

e e e E E

Agridoce...

Sónia Tomás Marques

"Estou a ver-te" deixou-me boquiaberta, mas pelas piores razões. Depois de um "Deixei-te ir" absolutamente irrepreensível e que parecia o sinal de uma carreira auspiciosa para Clare Mackintosh, este seu segundo thriller falha redondamente aos mais variados níveis; o sentimento de leitura de uma história com potencial é de tal modo agridoce que ficam no ar 3 potenciais responsáveis para este falhanço épico. Em primeiro lugar, a própria autora. A utilização de personagens com nomes muito similares leva, por vezes, a alguma confusão durante a leitura. E os momentos chave de revelação da trama são demasiado simplificados, ficando a narrativa irreal e enfraquecida. Em segundo lugar, a tradutora. Apesar de ser a mesma de "Deixei-te ir", há momentos em que penso que a fraca qualidade da construção de frases só poderá ser fruto de uma tradução pobre. Custa-me acreditar que Mackintosh possa ter escrito de modo tão supérfluo alguns parágrafos; momentos há em que é impossível perceber quem é o interlocutor de um diálogo, ou até mesmo que o cenário mudou, por não haver uma quebra no texto. É função de uma tradutora manter-se fiel à escrita original e é um trabalho louvável conseguir transparecer todos os pequenos pormenores que a autora imprime na sua escrita. Mas falhas há neste livro que não consigo entender. Finalmente, a revisão e grafismo, da provável responsabilidade da editora. Quebras de texto ou de página inexistentes e que em tudo influenciam o resultado final, trocas de nomes (sim, a Katie e a Kelly fundem-se numa só a dado ponto, sendo fácil perceber que há um claro erro na frase), enfim, um corropio de disparates que tornam a leitura de "Estou a ver-te" uma verdadeira aventura... De positivo fica uma trama inteligente e assustadora, com o seu quê de previsível mas com um Epílogo que arrasa até mesmo o leitor mais precavido. A anos-luz de "Deixei-te ir", mas ainda assim a fazer-me ansiar por mais um volume desta escritora.

Clare Mackintosh

Clare Mackintosh trabalhou doze anos na polícia, alguns deles, inclusive, no Departamento de Investigação Criminal. Em 2011, deixou a carreira na polícia para ser jornalista freelancer, escrevendo para publicações como o jornal The Guardian. Criadora do festival literário de Chipping Norton, atualmente dedica-se em tempo integral à carreira de escritora e vive em Cotswolds, na Inglaterra, com o marido e seus três filhos.
Com mais de 2 milhões de exemplares vendidos mundialmente, os seus livros passaram mais de sessenta semanas nas listas de bestsellers do The Sunday Times e do The New York Times e foram traduzidos para quarenta idiomas.

(ver mais)
Corte de Névoa e Fúria

Corte de Névoa e Fúria

10%
Marcador
20,61€ 22,90€
portes grátis
A Seleção

A Seleção

10%
Marcador
17,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Última Festa

A Última Festa

10%
Cultura Editora
18,45€ 20,50€
portes grátis
Refém

Refém

10%
Cultura Editora
18,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Se Conhecessem a Minha Irmã...

Se Conhecessem a Minha Irmã...

10%
Planeta
17,99€ 10% CARTÃO
portes grátis