Diálogo sobre a Felicidade

(2ª Edição)

de Santo Agostinho

Livro eBook
editor: Edições 70, fevereiro de 2010
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Edição Bilingue

Tema frequente no pensamento antigo e abordado pelas várias escolas helenísticas, o tema da «vida feliz» (no sentido ético) é aqui inserido por Santo Agostinho - ainda no início da sua produção filosófica - no âmbito de uma reflexão de cunho teocêntrico.

Diálogo sobre a Felicidade

(2ª Edição)

de Santo Agostinho

Propriedade Descrição
ISBN: 9789724413846
Editor: Edições 70
Data de Lançamento: fevereiro de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 135 x 210 x 6 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 119
Tipo de produto: Livro
Coleção: Textos Filosóficos
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Filosofia
EAN: 9789724413846
e e e e E

Como alcançar a Felicidade

Jorge Pinho

Obra muito interessante, com um carácter filosófico muito forte, que obriga a várias leituras, para podermos analisa-la em profundidade.

Santo Agostinho

Agostinho cresceu no norte da África colonizado por Roma, educado em Cartago. Foi professor de retórica em Milão em 383. Seguiu o Maniqueísmo nos seus dias de estudante e se converteu ao cristianismo pela pregação de Ambrósio de Milão. Foi batizado na Páscoa de 387 e retornou ao norte da África, estabelecendo em Tagaste uma fundação monástica junto com alguns amigos. Em 391 foi ordenado sacerdote em Hipona. Tornou-se um pregador famoso (há mais de 350 sermões dele preservados, e crê-se que são autênticos) e notado pelo seu combate à heresia do Maniqueísmo. Defendeu também o uso de força contra os Donatistas, perguntando "Por que (...) a Igreja não deveria usar de força para compelir seus filhos perdidos a retornar, se os filhos perdidos compelem outros à sua própria destruição?" (A Correção dos Donatistas, 22-24) Em 396 foi nomeado bispo assistente de Hipona (com o direito de sucessão em caso de morte do bispo corrente), e permaneceu como bispo de Hipona até sua morte em 430. Deixou seu monastério, mas manteve vida monástica em sua residência episcopal. Deixou a Regula para seu monastério que o levou a ser designado o "santo Patrono do Clero Regular", que é uma paróquia de clérigos que vivem sob uma regra monástica. Agostinho morreu em 430 durante o cerco de Hipona pelos Vândalos. Diz-se que ele encorajou seus cidadãos a resistirem aos ataques, principalmente porque os Vândalos haviam aderido ao arianismo, que Agostinho considerava uma heresia.

(ver mais)
Sobre a Liberdade

Sobre a Liberdade

10%
Edições 70
20,70€ 10% CARTÃO
portes grátis
Discurso do Método

Discurso do Método

10%
Edições 70
14,20€ 10% CARTÃO
Confissões

Confissões

10%
INCM – Imprensa Nacional Casa da Moeda
44,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Cidade de Deus I

A Cidade de Deus I

10%
Fundação Calouste Gulbenkian
25,00€ 10% CARTÃO
portes grátis