20% de desconto

As Palavras Andantes

de Eduardo Galeano; Tradução: Helena Pitta

editor: Antígona
As Palavras Andantes são, segundo o autor, «as histórias de espantos e encantos que quero escrever, as vozes que recolhi pelos caminhos, e os meus sonhos de andar acordado, realidades deliradas, delírios realizados, palavras andantes que encontrei - ou fui por elas encontrado».

Esta obra central de Eduardo Galeano, livro mágico e enigmático, com gravuras de J. Borges inseparáveis dos textos, percorre as lendas urbanas e a mitologia tradicional da América Latina para colher personagens que se movem entre o real e o fantástico, o sagrado e o profano, os vivos e os fantasmas, os humanos e os animais. a voz poética de Eduardo Galeano, que canta com igual paixão o futebol, as amizades, a música e os amores, é a mesma voz mordaz que denuncia a penúria dos oprimidos e a iniquidade dos opressores - numa colecção de contos afinados pelo diapasão da dignidade, abrindo de par em par as suas «janelas», curtas ladainhas de aforismos e reflexões.

«Aproximo-me dois passos, ela afasta-se dois passos. Caminho dez passos e o horizonte recua dez passos. Por mais que eu caminhe, nunca a alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para caminhar.»

As Palavras Andantes

de Eduardo Galeano; Tradução: Helena Pitta

ISBN: 9789726083184
Editor: Antígona
Idioma: Português
Dimensões: 136 x 210 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 385
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Contos
EAN: 9789726083184
e e e e e

As palavras dão vida a cada um das historias

Luis M Cunha

Eduardo Galeano quando falava com o som da sua voz as palavras bailavam e assumiam uma vida como raramente vi em alguém, ao ler estes contos estes ganham uma vida que transcende a sua simples historia . Recomendo !

e e e e E

Excelente

Ab

Pequenos grandes contos com ilustrações do grande J.Borges. Uma junção de encantos. Muito bom.

Eduardo Galeano

Eduardo Galeano (1940-2015) – «inimigo da mentira e da indiferença», segundo John Berger – notabilizou-se como um dos mais apaixonados ativistas e escritores latino-americanos. Nos cafés de Montevideu, despertou para o «arco-íris da humanidade», para o colorido das gentes e dos pequenos gestos, e aprendeu a escutar a dignidade das vozes das ruas. Com um percurso intensamente político, Eduardo Galeano foi, nos anos 60, editor do mítico Marcha, principal jornal de esquerda uruguaio, e, se sonhara ser jogador de futebol em criança, cedo se tornou um ponta-de-lança dos oprimidos e dos sem-voz, fintando o silêncio a que estavam condenados. A publicação de Veias Abertas condenou o autor à prisão e forçou-o ao exílio na Argentina, onde esteve nas listas dos esquadrões da morte, e em Espanha. A sua voz alimentou o fogo de movimentos contestatários, ecoou entre o nevoeiro do Chiapas, em 1996, e entre os indignados de Madrid, em 2011. Na sua obra premiada, alheia a géneros, destacam-se a trilogia Memória do Fogo (1982-86), O Livro dos Abraços (1989), As Palavras Andantes (1993), Espelhos (2008) e Mulheres (2015).

(ver mais)
20%
Antígona
20,01€ 25,01€
portes grátis
20%
Antígona
16,00€ 20,00€
portes grátis
20%
Antígona
12,80€ 16,00€
portes grátis
20%
Antígona
19,20€ 24,00€
portes grátis