Amar Não Acaba

de Frederico Lourenço

editor: Cotovia, abril de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
"Amar não acaba" é uma crónica pessoal sobre a adolescência, na qual Frederico Lourenço rememora, numa mistura desarmante de candura e humor, a descoberta da sexualidade e o consequente reajuste interior do papel da fé católica, as complexas relações familiares, a escolaridade feita por conta própria fora da escola, as primeiras grandes paixões musicais e a influência de Lanza del Vasto.

"Uma pequena pérola ‘proustiana’, com um sopro de Clarice Lispector no título, para contar infância e adolescência em pequenos folhetins, com uma elegância exacta que já não se usa. Do pícaro avô da marinha mercante ao devaneio ‘hare krishna’, da descoberta da (homo)sexualidade à interrogação da igreja, passando pela Figueira da Foz (mas o que é que as pessoas da Figueira têm?), por Sintra e por São Carlos (Wagner, os bailarinos da CNB, Mara Zampieri). Abre-se para espreitar e de repente acaba. Difícil é não o ler."
Alexandra Lucas Coelho, Público

"Percursos iniciáticos, contados na primeira pessoa, por um especialista em cultura clássica, tradutor de Homero, além de outras surpresas. A descoberta da sexualidade, da espiritualidade hindu (rapidamente esquecida), da morte, da música e da amizade, num breve texto de extraordinárias delicadeza e ironia, criando um novo espaço de excepção no nosso panorama literário".
Expresso

"Frederico Lourenço (...) aventura-se agora pela narrativa de carácter autobiográfico ou memorialista com o lançamento deste breve Amar Não Acaba. É um livro de leitura descontraída, que desmonta afectos e vivências de adolescência, confessional quanto baste, erudito também, e, no fundo, curioso o bastante junto de quem conheça a obra de ficção do autor e agora tenha interesse em conhecê-lo enquanto pessoa (...) este é o lado do autor que ainda não conhecíamos. Um lado de entrega de si ao leitor, e também de algum "acerto de contas" sentimental com a memória dos seus, da sua família e de outros que de alguma forma foram influenciando o seu modo de ver e entender o mundo (...) Um livro que se lê num ápice e com franco agrado."
PTN, Magazine Artes, Janeiro de 2005

"À medida que o tempo passa, a vida parece-me ir adquirindo os contornos esfumados do Embarque para Citera pintado por Watteau, paisagem feérica povoada de figuras irreais à espera do amor, como que saídas das páginas de um pequeno Saint-Simon do sentimento, cronista da emoção e de mim próprio."

Amar Não Acaba

de Frederico Lourenço

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727951024
Editor: Cotovia
Data de Lançamento: abril de 2004
Idioma: Português
Dimensões: 129 x 205 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 116
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789727951024
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

Primeiro

Jéssica

O livro que me introduziu a Frederico Lourenço. Simples, belo e verdadeiro.

Frederico Lourenço

Ensaísta, tradutor, ficcionista e poeta, Frederico Lourenço nasceu em Lisboa, em 1963, e é atualmente professor associado com agregação da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e membro do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da mesma instituição. Foi docente, entre 1989 e 2009, da Universidade de Lisboa, onde se licenciou em Línguas e Literaturas Clássicas (1988) e se doutorou em Literatura Grega (1999) com uma tese sobre Eurípides, orientada por Victor Jabouille (Lisboa) e James Diggle (Cambridge). Publicou artigos sobre Filologia Grega nas mais prestigiadas revistas internacionais (Classical Quarterly e Journal of Hellenic Studies) e, além da Ilíada, traduziu também a Odisseia de Homero, tragédias de Sófocles e de Eurípides, e peças de Goethe, Schiller e Arthur Schnitzler. No domínio da ficção, é autor de Pode Um Desejo Imenso (2002). Na poesia, é autor de Santo Asinha e Outros Poemas e de Clara Suspeita de Luz. Publicou ensaios como O Livro Aberto: Leituras da Bíblia, Grécia Revisitada, Estética da Dança Clássica e Novos Ensaios Helénicos e Alemães (Prémio PEN Clube de Ensaio 2008). Recebeu ainda os prémios PEN Clube Primeira Obra (2002), Prémio D. Diniz da Casa de Mateus (2003), Grande Prémio de Tradução (2003), Prémio Europa David Mourão-Ferreira (2006).
Em 2016 iniciou na Quetzal a publicação dos seis volumes da sua tradução da Bíblia (que lhe valeu o Prémio Pessoa); em 2019 publicou uma Nova Gramática do Latim; em 2020, Latim do Zero a Vergílio em 50 Lições e Poesia Grega de Hesíodo a Teócrito (edição bilingue em grego e português); e, em 2021, as Bucólicas de Vergílio (em latim e português).

(ver mais)
Bíblia - Volume V, Tomo I

Bíblia - Volume V, Tomo I

10%
Quetzal Editores
22,41€ 24,90€
portes grátis
Ilíada de Homero

Ilíada de Homero

10%
Quetzal Editores
24,40€ 10% CARTÃO
portes grátis