A Cabeça de Salomé

de Ana Paula Tavares

editor: Editorial Caminho, abril de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
"Deslizar os dedos por manuscritos antigos"; é o que fazem as vozes enunciadoras das crônicas de A Cabeça de Salomé, cujo corpo poético apreende, por entre o fluir de sons, tradições, cheiros e sabores, a arquitetura insondável dos mistérios da vida, da terra, da magia das letras do mundo angolano de Paula Tavares. Palavras borbulham, transgressoras, no avesso do mito bíblico subvertido: é a cabeça de Salomé a ofertada, mas num cesto cokwe... Tecido por intenso erotismo da linguagem, novos olhares femininos se impõem, seja pela saudade amorosa do velho Kinaxixe, seja pela cartografia dos sonhos de Felícia, seja ainda pela crítica à demolição do palácio de Ana Joaquina. Este livro trata, em última instância, da sedução: da mulher, da terra, da palavra. Merece ser lido, em silêncio, como num ritual de amanhecer...

"Tal como a cabeça de Salomé, poderia e deveria este livro oferecer-se a quem goste de uma leitura repousada e repousante (...) São textos de grande sensibilidade, em que a memória se cruza com a poética dos lugares e a magia das pessoas, roteiros de afectos geográficos que reportam, naturalmente, à terra natal da autora. São também textos de matriz feminina, cujo sentir transborda do real para o plano do sensível ao sabor de cada palavra, de cada cheiro rememorado, de cada dor enunciada, de cada sorriso inaugurado."
Magazine Artes, Janeiro de 2005

"(...) é poesia em frases longas e sem cortes, prosa límpida e musical, mágica - um embalo que leva para longe e ajuda a sonhar (...)"
Manuel Jorge Marmelo, Mil Folhas (Público), 02 de Janeiro de 2005

"A meio caminho entre a poesia e o conto breve, as crónicas aqui reunidas (...) resultam num conjunto eclético, atravessado por uma linguagem misteriosa (...) Ora apresentando-se como registo histórico (...) ora como impressºao fabulosa influenciada pela tradição oral, o lugar de memória colectiva que aqui se insinua remete para um espaço territorial nem sempre nomeado, o de Angola. Saberes antigos, vergonhas históricas, lições voluntariosas de vida, vivências de guerra recente propagam-se, em registo, por estas páginas, confundindo os elementos, a flora, a fauna, os seres, numa linguagem que não nomeia deus porque o mesmo se confunde com todas as coisas. Este curtíssimos episódios, permeados por uma escrita a que o exercício da poesia por parte da autora não é alheio (...) convidam a uma leitura nocturna, descontaminada e lenta, dos mistérios que envolvem."
Dóris Graça Dias, In Expresso, 06 de Novembro de 2004

"(...) um livrinho que se lê de um fôlego com muita descontracção e boa disposição. "A Cabeça de Salomé" diz-nos em capa tratar-se de uma compilação de crónicas, que o são, mas não só, porque todas estas historietas de que a autora nos fala contêm em si o gérmen potencial de uma boa ficção! Quer pela efabulação desmedida, pelas personagens ricas em estórias e sentimentos, quer também pelos mundos mágicos africanos em que se desenrola todo este contar. Escrita ligada à terra, às tradições, aos cheiros e aos sabores é pois também um convite a um viagem às paragens africanas aquilo que ressuma destas páginas. Páginas de alegria, de fantasia, também de dor e desilusão, mas sobretudo de esperança num povo em que fervilha a vida. Do todo emerge ainda, com enorme fulgor, uma visão ou filosofia de e da vida cheia de poesia e beleza."
in Magazine Artes, Novembro de 2004

A Cabeça de Salomé

de Ana Paula Tavares

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722116435
Editor: Editorial Caminho
Data de Lançamento: abril de 2004
Idioma: Português
Dimensões: 137 x 210 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 144
Tipo de produto: Livro
Coleção: Outras Margens
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Memórias e Testemunhos
EAN: 9789722116435
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Ana Paula Tavares

Ana Paula Tavares nasceu na Huíla, Sul de Angola, em 1952. É historiadora, com doutoramento em Antropologia da História pela Universidade Nova de Lisboa, tendo obtido o grau de Mestre em Literaturas Brasileiras e Literaturas Africanas de Língua Portuguesa pela Universidade de Lisboa. Coordena o grupo de investigação de Culturas e Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias, e colabora com o Arquivo Histórico Nacional de Angola. Lecionou na Universidade Católica Portuguesa e é Professora Auxiliar Convidada na Faculdade de Letras Universidade de Lisboa. É colaboradora da RDP-África.
Ana Paula Tavares é sobretudo conhecida como poeta, sendo uma das vozes mais destacadas e mais apreciadas de Angola. Tem também publicados vários estudos sobre a História e a Literatura de Angola e está presente em diversas antologias poéticas em Portugal, Brasil, França, Itália, Alemanha, Espanha e Suécia.

(ver mais)
Os da Minha Rua

Os da Minha Rua

20%
Editorial Caminho
7,12€ 8,90€
Há Gente em Casa

Há Gente em Casa

10%
Editorial Caminho
11,90€ 10% CARTÃO