10% de desconto

Quem disser o contrário é porque tem razão

de Mário de Carvalho

Livro eBook
editor: Porto Editora, outubro de 2014
Ser escritor. O texto ficcional. Dilemas, enigmas e perplexidades do ofício. No vale das contrariedades. Nada do que parece é. O «assertivismo» é um charlatanismo. A valsa dança-se aos pares: escrita e leitura, autor e leitor, personagem e acção, causalidade e verosimilhança, contar e mostrar, o dentro e o fora, a superfície e o fundo. O bico-de-obra do primeiro livro. Por onde começar? Com que começar? Com quem começar? A manutenção do interesse. Não há regra sem senão; não há bela sem razão. Ou o oposto. Riscos, cautelas e relutâncias.

Quem disser o contrário é porque tem razão

de Mário de Carvalho

Propriedade Descrição
ISBN: 978-972-0-04699-4
Editor: Porto Editora
Data de Lançamento: outubro de 2014
Idioma: Português
Dimensões: 143 x 210 x 22 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 280
Tipo de produto: Livro
Coleção: Obras de Mário de Carvalho
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Outras Formas Literárias
EAN: 978972004699414
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

Da palavra à lombada

joana leitão

Técnicas, dicas e incentivos para quem gosta de escrever, de ler e de pensar em textos com história mas não sabe por onde começar, ou se as suas linhas têm pés e cabeça. Uma preciosa ajuda para desbloquear a mão e carregar no lápis.

e e e e e

A sabedoria não ocupa lugar

Joaquim R.

Magnífica dissertação sobre a arte da escrita e o amor aos livros, aos já escritos e aos que hão-de ser.

e e e e E

Uma obra para todos, mesmo para quem não pensa em escrever

Luís Branco Barros

Um livro de Mário de Carvalho é sempre um acontecimento. Divertido, simples de ler, erudito sem ser presunçoso, "Quem Disser o Contrário..." não facilita o trabalho de um candidato a escritor, antes suaviza as dificuldades e ilumina o caminho. Ninguém sai deste livro a saber escrever. Mas sente-se muito mais preparado para enfrentar a folha em branco. Um (verdadeiro) livro de auto-ajuda por um mestre da pena.

e e e e e

Ler e reler

Inês L.

Um dos melhores manuais de escrita de ficção que já li. Sem pretensiosismos e cheio de generosidade e humor, Mário de Carvalho conta, discute, ensina. Um livro memorável, para ler muitas vezes.

e e e e e

Viagem

Andrea Peniche

A obra reúne apontamentos, leituras e conselhos sobre o processo de criação literária. Nesta viagem, Mário de Carvalho, com a mestria de sempre, estabelece pontes com diversos autores e seu universo criativo, abordando algumas das questões centrais do ofício de escrever: que desafios se colocam aos escritores? Que importância tem a leitura para quem escreve? Vale a pena ler os clássicos? Por onde se começa a escrita de um livro?

e e e e e

Mais do que um guia de escrita criativa...

Catarina Oliveira

... este é um livro de muitos ensinamentos, mas também de muitas críticas. "Letras sem tretas" pode ser visto como o resumo daquilo que Mário de Carvalho procurou expor aos seus leitores. O que fica de tudo é que alguém que anseia ser escritor tem que ter, acima de tudo, capacidade de trabalho árduo, que se pode revelar, ou não, infrutífero. Mas é desta matéria que são feitos os grandes escritores!

e e e e E

Uma cartilha sem dogmas

Rui Morais e Castro

Um livro teórico sobre os meandros da escrita para quem se inicia nesta atividade solitária. Mário de Carvalho dá muitas dicas e fica ao critério do leitor aceitar as que mais se "encaixam" no seu estilo de escrita.

e e e e e

Aprender com mestre

Emanuel Guerreiro

O profícuo romancista, contista e dramaturgo Mário de Carvalho lança, agora, um «manual de escrita de ficção», em que, fruto da sua vasta e premiada produção, dá a conhecer como nasce um livro. Em 6 capítulos e 59 «reflexões», o aspirante a escritor, romancista, futuro valor das letras portuguesas aprende a melhor forma de criar mundos e personagens, de gerir pensamentos e vontades, de fazer da sua pena um mar de palavras, recorrendo, também, a exemplos de grandes obras da literatura mundial. Lê-se como um romance!

e e e e e

uma aula

ahcravo gorim (antónio josé cravo)

um livro sobre os livros e os que pretendem escrever um. escrever como é? quem escreveu como o fez/tentou? que coisa é essa da escrita e do escritor? escrita criativa? muitas são as questões, as dicas, os saberes revelados, os caminhos percorríveis antes de. a escrita é uma aventura e cada um faz a sua, mas conhecer as escritas de outros é escrever também, e mário de carvalho espanta-nos com tanto. leitura e escrita, um binómio inquestionável. um mestre mário de carvalho. a não perder.

e e e e e

Um livro para aqueles que amam ler

Ana Catarina Oliveira

Não sabia muito bem o que esperar quando comprei esta obra, mas fiquei muito surpreendida! Pela forma de abordadr os assuntos da escrita, e pela diferença que marca dos ditos cursos de escrita criativa. Um livro para futuros escritores, para ávidos leitores e para quem tem a curiosidade de compreender a génese da escrita. Li quase sem parar, e aconselho a todos aqueles que têm a mesma paixão que eu: os livros!

Mário de Carvalho

Mário de Carvalho nasceu em Lisboa em 1944. Licenciou-se em Direito e viu o serviço militar interrompido pela prisão. Desde muito cedo ligado aos meios da resistência contra o salazarismo, foi condenado a dois anos de cadeia, tendo de se exilar após cumprir a maior parte da pena. Depois da Revolução dos Cravos, em que se envolveu intensamente, exerceu advocacia em Lisboa. O seu primeiro livro, Contos da Sétima Esfera, causou surpresa pelo inesperado da abordagem ficcional e pela peculiar atmosfera, entre o maravilhoso e o fantástico.

Desde então, tem praticado diversos géneros literários – Romance, Novela, Conto, Ensaio, Crónica e Teatro –, percorrendo várias épocas e ambientes, sempre em edições sucessivas. Utiliza uma multiforme mudança de registos, que tanto pode moldar uma narrativa histórica como um romance de atualidade; um tema dolente e sombrio como uma sátira viva e certeira; uma escrita cadenciada e medida como a pulsão de uma prosa endiabrada e surpreendente.

Nas diversas modalidades de Romance, Conto, Crónica e Teatro, foram atribuídos a Mário de Carvalho os prémios literários mais prestigiados (designadamente os Grandes Prémios de Romance e Novela, Conto e Teatro da APE, o prémio do Pen Clube Português e o prémio internacional Pégaso de Literatura). Em 2020, foi distinguido com o Grande Prémio da Crónica e Dispersos Literários, da APE, pela obra O que Eu Ouvi na Barrica das Maçãs, e, em 2022, o seu De maneira que é claro... foi galardoado com o Grande Prémio de Literatura Biográfica Miguel Torga, da APE. Os seus livros encontram-se traduzidos em várias línguas.

Obras como Os Alferes, A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho, Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde, O Varandim seguido de Ocaso em Carvangel, A Liberdade de Pátio ou Epítome de Pecados e Tentações são a comprovação dessa extrema versatilidade.

(ver mais)
Escrever

Escrever

10%
Bertrand Editora
17,70€ 10% CARTÃO
portes grátis
Curso de Escrita Criativa II

Curso de Escrita Criativa II

10%
Porto Editora
16,65€ 10% CARTÃO
portes grátis