10% de desconto

O Homem e o Divino

de Maria Zambrano

editor: Relógio D'Água, julho de 1994
VENDA O SEU LIVRO i
O Homem e o Divino é o mais importante livro de María Zambrano, pois como ela própria afirma poderia ser esse o título de tudo o que escreveu. E, como sempre acontece, são as obras escritas com menos preocupação de actualidade as que melhor permitem explicar os fenómenos actuais.

«Quem como ela, adiantando-se à nossa inquietação e à nossa busca, tem o dom de deixar cair a palavra imprevisível e decisiva, a resposta de subtis repercussões? Por isso desejaríamos consultá-la ao chegarmos a uma encruzilhada da vida, ao limiar de uma conversão, de uma ruptura, de uma traição, numa hora de íntimas confidências, grávidas e comprometedoras, para que ela nos revele e explique a nós próprios, para que nos conceda uma espécie de absolvição especulativa e nos reconcilie tanto com as nossas impurezas como com as nossas indecisões e perplexidades».
E. M. Cioran

O Homem e o Divino

de Maria Zambrano

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727082469
Editor: Relógio D'Água
Data de Lançamento: julho de 1994
Idioma: Português
Dimensões: 138 x 209 x 18 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 354
Tipo de produto: Livro
Coleção: Antropos
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Filosofia
EAN: 9789727082469
e e e e e

O Homem e o Divino

AFerreira

Ainda não terminado de ler, mas de uma escrita rica, intrincada e em simultâneo tão fácil de mergulhar nas suas dissertações sobre o Divino que é o Homem. Uma autora para mim só conhecida em nomes de ruas ou estações de comboio em Málaga, foi uma extraordinária e agradável novidade para mim. Fiquei fã e com muita vontade de logo que acabe este magnífico ensaio explorar outras obras. Altamente recomendável.

Maria Zambrano

María Zambrano nasceu em Vélez-Málaga, em abril de 1904. Além de ter contactado com as grandes figuras do seu país, desde Ortega y Gasset a Antonio Machado, esteve na primeira linha dos acontecimentos importantes do seu país.
Tomou partido e envolveu-se social, política e culturalmente. Foi radical e coerente nas suas convicções. Viajou durante quase toda a vida, juntando ao saber literário e escolar a enorme vivência social e de viajante incansável.
Em Zambrano é muito nítida a distinção entre a sua opção política de republicana, vermelha, lutadora, que a levará a regressar ao seu país no momento mais agudo de crise, e a sua opção estética ferozmente individual e descomprometida de qualquer veleidade jadnovista. Recorde-se que Zambrano regressou já em idade avançada a Espanha depois de anos de exílio. Cresceu, então, o enorme reconhecimento pela sua obra. Quando o rei de Espanha se dirigiu a sua casa para a conhecer, ia principalmente render-lhe a admiração e o respeito de toda a Espanha.

(ver mais)
A Sociedade do Cansaço

A Sociedade do Cansaço

10%
Relógio D'Água
12,60€ 14,00€
Mulheres Invisíveis

Mulheres Invisíveis

10%
Relógio D'Água
19,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Pessoa e Democracia

Pessoa e Democracia

10%
Fim de Século Edições
14,00€ 10% CARTÃO
La Tumba De Antígona

La Tumba De Antígona

10%
Alianza Editorial
12,18€ 10% CARTÃO
O Conceito do Tempo

O Conceito do Tempo

10%
Fim de Século Edições
14,00€ 10% CARTÃO
A Sociedade do Cansaço

A Sociedade do Cansaço

10%
Relógio D'Água
12,60€ 14,00€