20% de desconto

O Beijo da Palavrinha

de Mia Couto; Ilustração: Danuta Wojciechowska

editor: Editorial Caminho, novembro de 2008
RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA i
Quando Maria Poeirinha adoeceu, o Tio Jaime Litorânio disse que só o mar, que ela nunca vira, a poderia curar. A menina estava demasiado fraca para a viagem, mas o irmão Zeca Zonzo encontrou o modo de a levar a conhecer o mar.

O poder mágico das palavras é o tema deste segundo livro para crianças de Mia Couto, mais uma vez com magníficas ilustrações de Danuta Wojciechowska.

O Beijo da Palavrinha

de Mia Couto; Ilustração: Danuta Wojciechowska

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722120159
Editor: Editorial Caminho
Data de Lançamento: novembro de 2008
Idioma: Português
Dimensões: 225 x 287 x 7 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 32
Tipo de produto: Livro
Coleção: Livros dos Quatro Ventos
Classificação temática: Livros em Português > Infantis e Juvenis > Livros Infantis de Ficção
EAN: 9789722120159
e e e e E

As palavras-beijo de Mia Couto

Maria Teresa Meireles

Todas as palavras de Mia Couto são assim, criadoras de outros mundos. Todos os seus livros nos transportam para dentro e fora de nós. Belíssimas ilustrações de Danuta.

e e e e e

A magia das Palavrinhas

TS

È um livro mágico que permite à criança sonhar para além da história. É verdade que toca em temas complicados para meninos de 10 anos mas, é sem dúvida muito importante pois, infelizmente, muitos deles já sabem o que é a morte e poder ter acesso a este tema de uma forma "positiva" e mágica mostra-lhes que podemos sonhar e enveredar pela imaginação nessas horas tão complicadas.

e e e e e

Um libro que se devora

Carla teixeira

Realmente mia couto é um escritor com uma facilidade de "tocar" no coração das crianças, encotindo-lhes o gosto pela leitura. Entao o beijo da palavrinha foi o livro que porpocionou o habito da leitura na minha filha, visto que e delicioso ler este livro. Aconselho , uma vez que a crianca ao ler fica deliciada nas palavras...

e e e e e

O Milagre das Palavras

Maria Simão

Com uma sensibilidade que desoculta o poder da palavra e o seu amor por ela, Mia Couto, transporta-nos para o enlace entre o real e o espiritual numa ressonância que nos atinge até ao ADN. Uma história para saborear em todas as idades. Deixe-se levar pelo marulhar das palavras.

e e e e E

Meiguice

José Nogueira Pinto

Um conto doce de Mia Couto com radiantes ilustrações. Ternurento. Li, reli, tornei a ler. Quem nunca viu o mar não sabe o que é chorar!, lê-se no livro citado pelo tio Jaime. Por isso, fiz questão de o reler numa esplanada junto ao MAR. Perfeito.

e e e e e

Opinião

Sandra Gonçalves

A minha filha gostou muito do livro, inclusive decorou algumas partes do livro de tanto o ler...

e e e E E

Opiniao

HSS

História bonita, para pensar. Mas talvez de difícil leitura / compreensão para alunos do 4º ano.

e e e e e

Amor e criatividade

Isabel Rino

Mostra uma realidade de forma simples e com ternura, e de como o poder da palavra e do amor torna tudo possível.

e e e e E

Realidade

Sónia Prieto

É uma histoória comovente e rica.

e e e e E

Ternura

Rita Rio

É uma história de uma ternura e tristeza imensas. Muito bonita.

e e e e e

A importância das palavras.

África e sua pobreza. Uma menina doente, sem cuidados médicos, que nunca viu o mar. Finalmente consegue vê-lo através do poder das palavras.

Mia Couto

Nasceu na Beira, Moçambique, em 1955.
Foi jornalista e professor, e é, atualmente, biólogo e escritor. Está traduzido em diversas línguas.
Entre outros prémios e distinções (de que se destaca a nomeação, por um júri criado para o efeito pela Feira Internacional do Livro do Zimbabwe, de Terra Sonâmbula como um dos doze melhores livros africanos do século XX), foi galardoado, pelo conjunto da sua já vasta obra, com o Prémio Vergílio Ferreira 1999 e com o Prémio União Latina de Literaturas Românicas 2007. Ainda em 2007 Mia foi distinguido com o Prémio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura pelo seu romance O Outro Pé da Sereia.
Jesusalém foi considerado um dos 20 livros de ficção mais importantes da «rentrée» literária francesa por um júri da estação radiofónica France Culture e da revista Télérama.
Em 2011 venceu o Prémio Eduardo Lourenço, que se destina a premiar o forte contributo de Mia Couto para o desenvolvimento da língua portuguesa.
Em 2013 foi galardoado com o Prémio Camões e com o prémio norte-americano Neustadt.
Em 2020 foi galardoado com o Prémio Jan Michalski de Literatura, atribuído anualmente pela Fundação suíça Jan Michalski, tem o valor monetário de 50.000 francos suíços e inclui também uma escultura em madeira do artista nigeriano Alimi Adewale, e distingue a trilogia As Areias do Imperador, publicada em Portugal pela Editorial Caminho em 2015-2018.

(ver mais)
São Todos os meus Preferidos

São Todos os meus Preferidos

20%
Editorial Caminho
10,32€ 12,90€
Vai Chegar um Bébé

Vai Chegar um Bébé

20%
Editorial Caminho
10,32€ 12,90€
O Gato e o Escuro

O Gato e o Escuro

20%
Editorial Caminho
8,48€ 10,60€
O Caçador de Elefantes Invisíveis

O Caçador de Elefantes Invisíveis

10%
Editorial Caminho
15,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
Mistérios

Mistérios

20%
Livros Horizonte
10,64€ 13,30€
Teatro às Três Pancadas

Teatro às Três Pancadas

20%
Editorial Caminho
8,40€ 10,50€