10% de desconto

Nunca Me Deixes

de Kazuo Ishiguro

editor: Gradiva, outubro de 2017
Kazuo Ishiguro foi elogiado no Sunday Times por «ampliar as possibilidades da ficção». Em "Nunca Me Deixes", que se encontra certamente entre as suas melhores obras, conta-nos uma extraordinária história de amor, perda e verdades escondidas.
Kathy, Ruth e Tommy cresceram em Hailsham – um colégio interno idílico situado algures na província inglesa. Foram educados com esmero, cuidadosamente protegidos do mundo exterior e levados a crer que eram especiais. Mas o que os espera para além dos muros de Hailsham? Qual é, de facto, a sua razão de ser?
Só vários anos mais tarde, Kathy, agora uma jovem mulher de 31 anos, se permite ceder aos apelos da memória. O que se segue é a perturbadora história de como Kathy, Ruth e Tommy enfrentam aos poucos a verdade sobre uma infância aparentemente feliz — e sobre o futuro que lhes está destinado.
Nunca Me Deixes é um romance profundamente comovedor, atravessado por uma percepção singular da fragilidade da vida humana.

«(...) a verdade é que este livro não é, apesar dos clones, seus protagonistas, nem estapafúrdio, nem reduzível a ficção científica (se é que essa categoria é, como alguns defendem, artisticamente inferior). Em poucas palavras, Ishiguro procura explorar, através das figuras de Kathy, Ruth e Tommy (são eles os referidos clones, concebidos como meros doadores de órgãos), as fronteiras do humano. E fá-lo de uma maneira muito curiosa, usando como lupa coisas das mais humanas que os humanos podem ter: recordações da infância, sentimentos, impulsos artísticos, traumas, segredos. Será que estes clones têm alma?»
Humberto Brito

«Já considerado como a sua melhor obra depois de 'Os Despojos do Dia' o livro 'Nunca me Deixes' foi anunciado como um dos seis finalistas do Prémio Booker deste ano. [...] O registo, em tom de 'thriller' contemporâneo pode estar longe do dos mais conhecidos romances históricos de Ishiguro, mas as questões são as mesmas: a solidão, o desajuste em relação ao mundo e a recusa em encarar uma realidade dura mas por demais evidente.»
Vanessa Rato, Público, Mil Folhas

«Certamente a sua obra mais comovedora e marcante.»
Los Angeles Times Book Review

Nunca Me Deixes

de Kazuo Ishiguro

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896160517
Editor: Gradiva
Data de Lançamento: outubro de 2017
Idioma: Português
Dimensões: 146 x 223 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 332
Tipo de produto: Livro
Coleção: Gradiva
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789896160517
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e E

Estreia em Ishiguro

AllbyMyShelves

É o primeiro livro que li deste autor galardoado com o Nobel da Literatura em 2017. Aqui acompanhamos a história de 3 jovens,Kathy,Ruth e Tommy que vivem num colégio que os "protege" do mundo exterior,e que vêm ao mundo com uma missão muito particular... A história é inteiramente narrada por Kathy,e este foi um dos poucos problemas que fui tendo com a leitura.Senti que se tratava de uma narradora que não tinha a certeza se confiável ou não.Várias vezes,apresenta-nos perpetivas de outros personagens sobre diferentes momentos-chave da narrativa,com as quais mostra um desacordo constante,ficando o leitor sem perceber,efetivamente,o que terá acontecido. A premissa é muito boa e,no geral,gostei bastante do livro,que coloca o leitor num dilema controverso.Contudo, creio que tinha expectativas muito elevadas quanto à forma como a mesma seria apresentada (nomeadamente sobre a escrita do autor).É uma escrita acessível, mas não necessariamente cativante/comovente,pelo menos para mim.Ainda assim,pretendo vir a ler outras obras de Ishiguro. Mais uma vez, trata-se de um livro cuja adaptação em filme já havia visto há uns anos. Não me lembrava pormenorizadamente da história, apenas não deixei de associar os protagonistas aos atores que aí lhe deram vida: Carey Mulligan(Kathy), Keira Knightley(Ruth)e Andrew Garfield(Tommy).Pretendo rever o filme,agora que já li o livro.

e e e E E

Agridoce

Catarina de Sousa

"Nunca me deixes" deixa-nos com um uma sensação agridoce. Por um lado, as extensas (e por vezes maçadoras) descrições de aspetos pouco relevantes para o desenrolar da história e o final, um tanto precipitado. Por outro, a fabulosa abordagem aos avanços médicos, tecida entre o amor, a perda e o confronto com a realidade, colocando em destaque a ética e o 'ser-se' humano.

e e e e e

Excelente

Rute Ferreira

Dos seus melhores livros. Qualidade excelente, a que o autor já nos habituou. Recomendo.

e e e e e

Brilhante

Ângela Guedes

Achei o livro muitíssimo interessante, o autor trata o assunto de uma forma extremamente sensível o que torna a narrativa fluída e cativante, as personagens criam uma empatia automática no leitor. Não é a primeira obra que leio do autor e devo dizer que não estou nada desiludida com o desenrolar deste romance. Aconselho vivamente a sua leitura.

e e e E E

Desiludida.

RM

Esperava mais, muito mais. Sinto que do tema tudo ficou por dizer. Acabei o livro sem saber o que achar do livro, aliás, demorei a lê-lo por me falar vontade, o que é raro, não por achar mal escrito, pelo contrário, mas porque o achei maçador. O final, tão insosso...

e e e E E

Uma história bonita

Cocci

Confesso que esperava mais do livro, acho que algum dos temas abordados mereciam mais desenvolvimento. De qualquer modo, a leitura é muito fluida e achei a história dos protagonistas muito bonita.

e e e e e

Exxxcelente

Luís B. Santos

A ficção temática é extraordinária. Os doadores, os tratadores e todos os uqe não sabemos do que vivem e como sobrevivem... até não poderem mais. A amizade eformas estranhas de amor e de amar. Mas, acima de tudo, uma escrita tão simples, tão fluída, tão reflexiva. Literatura superlativa.

e e e e e

Excelente

Elisabete

Um livro fantástico, leitura simples e directa. Uma fantástica história de amor, perda as verdades secretas, aborda as relações humanas desde a infância até à idade adulta, é interessante, acompanha a actualidade, O Primeiro livro que li do autor e recomendo vivamente.

e e e e e

Nunca me deixes

Maria Lopes

Fabulosa historia sobre as relações humanas desde a infância até à idade adulta

e e e e E

Boa leitura

Juliana

É o primeiro livro que li deste autor e, espero, ler mais alguns. A escrita é muito simples e a linguagem é direta. A história faz-nos pensar sobre alguns aspectos da vida humana. A ténue linha entre avanços médicos e ética, é posta em causa. É uma boa leitura. E a temática é interessante.

e e e e E

Muito bom

Rita Simões

Este livro é como se de uma viagem se tratasse: um mundo paralelo ao nosso. Adorei a fluidez da escrita do autor e a capacidade que tem de deixar o leitor completamente rendido ao livro. Recomendo!

e e e e e

Um novo "Admirável Mundo Novo"

Maria Manuela Faria

Este livro impressionou-me profundamente e recordou-me a sensação de desconforto causada em mim, há muitos anos, quando ainda era jovem, pela leitura do livro de Aldous Huxley "Admirável Mundo Novo", romance de ficção científica escrito em 1931, que também antecipa o recurso, pela humanidade, à ciência, à manipulação psíquica, a novas tecnologias reprodutivas, para criar criaturas humanas utilizáveis como objectos ao serviço de elites privilegiadas, alterando profundamente a sociedade. O livro "Nunca me Deixes" tocou-me ainda mais por me parecer, actualmente, mais provável a sua autenticidade - a clonagem de humanos com vista à doação de órgãos. O escritor aborda o assunto com uma enorme sensibilidade e provoca uma profunda reflexão sobre o nosso papel fundamental na defesa da humanidade, opondo-nos, sem hesitação, a certas prácticas anunciadas como fundamentais na luta contra a doença, mas que representam a redução de seres humanos a uma escravatura encoberta.

Kazuo Ishiguro

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2017

Kazuo Ishiguro nasceu em Nagasáqui, no Japão, em 1954, e vive na Grã-Bretanha desde os cinco anos. Recebeu o Prémio Nobel da Literatura em 2017 e a sua obra está traduzida em mais de quarenta línguas. Entre as outras distinções que reconhecem o seu mérito literário contam-se o grau de Oficial da Ordem do Império Britânico e a condecoração francesa como Chevalier de L’Ordre des Arts et des Lettres. A sua obra é editada em Portugal pela Gradiva tendo publicados os seguintes livros do autor: Os Despojos do Dia (1989, vencedor do Booker Prize; adaptado ao cinema); Os Inconsolados (1995, vencedor do Cheltenham Prize); Quando Éramos Órfãos (2000, nomeado para o Booker Prize); Nunca me Deixes (2005, nomeado para o Booker Prize, adaptado ao cinema); Nocturnos (2009, contos); O Gigante Enterrado (2015); Um Artista do Mundo Flutuante (2018).

(ver mais)
Os Despojos do Dia

Os Despojos do Dia

10%
Gradiva
12,00€ 10% CARTÃO
A Guerra Prometida

A Guerra Prometida

10%
Gradiva
16,65€ 18,50€
portes grátis
Os Despojos do Dia

Os Despojos do Dia

10%
Gradiva
12,00€ 10% CARTÃO
Klara e o Sol

Klara e o Sol

10%
Gradiva
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Morte pela Água

Morte pela Água

10%
Livros do Brasil
19,99€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Estrada

A Estrada

10%
Relógio D'Água
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis