Memórias do Cárcere I

de Camilo Castelo Branco

editor: Publicações Europa-América
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i

Memórias do Cárcere I

de Camilo Castelo Branco

ISBN: 9789721014107
Editor: Publicações Europa-América
Idioma: Português
Dimensões: 111 x 179 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 148
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Outras Formas Literárias
EAN: 5601072408586
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

Memórias do Cárcere

Catarina Machado

Memórias do Cárcere retrata a realidade das prisões do século XIX, dando ao leitor uma percepção da realidade social e das instituições prisionais da época. É uma leitura essencial para quem se interessa sobre o tema.

Camilo Castelo Branco

Nasceu em 1825, em Lisboa, e faleceu em 1890, em S. Miguel de Seide (Famalicão). Com uma breve passagem pelo curso de Medicina, estreia-se nas letras em 1845 e em 1851 publica o seu primeiro romance, Anátema. Em 1860, na sequência de um processo de adultério desencadeado pelo marido de Ana Plácido, com quem mantinha um relacionamento amoroso desde 1856, Camilo e Ana Plácido são presos, acabando absolvidos no ano seguinte por D. Pedro V. Entre 1862 e 1863, Camilo publica onze novelas e romances, atingindo uma notoriedade dificilmente igualável. Tornou-se o primeiro escritor profissional em Portugal, dotado de uma capacidade prodigiosa para efabular a partir da observação da sociedade, com inclinação para a intriga e análise passionais. Considerado o expoente do romantismo em Portugal, autor de obras centrais na história da literatura nacional, como Amor de Perdição, A Queda dum Anjo e Eusébio Macário, Camilo Castelo Branco, cego e impossibilitado de escrever, suicidou-se com um tiro de revólver a 1 de Junho de 1890.

(ver mais)
Envio até 10 dias úteis
Editorial Estampa
4,00€ 10% CARTÃO