10% de desconto

Jogos da Noite

de Stig Dagerman

editor: Antígona, maio de 1992
A partir de Jogos da Noite, o tema da solidão ir-se-á impondo nos livros de Dagerman, substituindo assim a angústia como tema principal e como ponto de partida da reflexão das personagens. A confiança que foi perdendo nas capacidades de regeneração da actividade humana, brutalmente submetida ao trabalho, conduziu-o a uma morte voluntária, aos 31 anos.

"Deus entrou em casa de Newton, no rés-do-chão. O vestíbulo é grande e frio. Ao fundo, o lume arde numa lareira muito simples. Há uma criada a dormir no escabelo, com a cabeça mergulhada entre as coxas nutridas. O fumo sobe devagar de uma marmita. Um rato friorento trepa pelo pescoço da criada e esconde-se-lhe na cabeleira quente. E eis que Deus entra no gabinete de trabalho de Newton, quarenta e quatro degraus acima. É uma sala na qual, em virtude de um comum acordo entre Newton e os mais, ninguém fala. Newton acumulou durante toda a sua vida silêncio e mais silêncio nessa sala imensa. Silêncio de todas as partes do globo e de todas as épocas. Há silêncio jónico, silêncio conjugal, silêncio do mar da China e dos cumes dos Alpes. Mas entre duas finas placas de prata Newton guarda a alegria da sua alma, a suprema felicidade da sua colecção: o silêncio que o suplício de Tântalo deixa desenrolar-se.»

Jogos da Noite

de Stig Dagerman

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726080626
Editor: Antígona
Data de Lançamento: maio de 1992
Idioma: Português
Dimensões: 129 x 209 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 197
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789726080626
Stig Dagerman

Uma inquietação visceral assombrou a vida de Stig Dagerman (1923-1954), saudado precocemente como um «Rimbaud do Norte», um «Camus sueco» e um jovem prodígio das letras nórdicas. Esta insidiosa angústia assolava-o desde a sua Älvkarleby natal, onde a mãe o abandonara em tenra idade, acompanhou-o nos meios anarquistas de Estocolmo, na intensa atividade de jornalista, e culminaria no seu suicídio aos 31 anos. Autor de culto, tido por símbolo de uma desiludida geração do pós-guerra, escreveu em quatro anos toda a sua obra, pontuada pelo desespero de Franz Kafka e influenciada por William Faulkner, na qual se destacam A Serpente (1945), A Ilha dos Condenados (1946), Outono Alemão (1947) e Jogos da Noite (1948). Legou-nos um exemplo de lucidez e resistência à mentira, como alicerce e esteio da ação humana, e algumas das mais belas páginas sobre a falsidade das relações humanas e a angústia e a ira que as movem.

(ver mais)
Outono Alemão

Outono Alemão

10%
Antígona
14,00€ 10% CARTÃO
O Vestido Vermelho

O Vestido Vermelho

10%
Antígona
16,00€ 10% CARTÃO
portes grátis