10% de desconto

Homens de Pó

de António Tavares

Livro eBook
editor: Dom Quixote, fevereiro de 2019
No Verão Quente de 1975, um punhado de homens vindos de África busca a sua identidade num Portugal em convulsão.
Portugal, Verão Quente de 1975. A fervilhante Revolução dos Cravos deu subitamente lugar a um imenso caos social e político; o País, em plena convulsão, está à beira da guerra civil. O poder disputa-se nos quartéis, nas ruas, nos campos, nas fábricas…

O velho império de Quinhentos agoniza, com a independência das colónias e o êxodo de centenas de milhares de pessoas que regressam à velha metrópole. Entre estas, vêm também africanos num exílio forçado, imposto pela guerra e pela instabilidade, sobretudo de Angola. Esta é a história de um punhado desses homens em busca da sua identidade e de um lugar, num Portugal fragmentado que desconhecem.

Operários de estradas labutam de sol a sol; estão fora e dentro do mundo, vivendo sob o manto de uma poeira que os torna fantasmas e sombras num teatro de mudança, cujo palco é um país que também parece andar à procura de si próprio. Às vezes choram, acreditam, lutam, apaixonam-se, perguntam que será feito dos que ficaram.

Discreta e irónica, a presente narrativa interroga o leitor sobre os limites da utopia e da realidade, e a importância da palavra e do sonho na construção das nossas vidas.

Homens de Pó

de António Tavares

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722066464
Editor: Dom Quixote
Data de Lançamento: fevereiro de 2019
Idioma: Português
Dimensões: 156 x 234 x 15 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 224
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789722066464
e E E E E

um livro abaixo da linha de água

antónio josé cravo

um livro que parte de uma ideia muito interessante, com personagens e diálogos bem conseguidos, mas que resultou num livro "tóxico", com muitos erros de variadas tipologias. escrever um romance sobre a história recente é sempre arriscado porque ainda estão vivos muitos participantes de momentos relatados, por isso o trabalho de investigação deve ser cuidado para que não se erre no relato - aqui as falhas são várias. ao atribuir o relato a um narrador, o autor deve vestir-se com a identidade do mesmo - nova falha, há falas impossíveis para a formação/origem/idade do narrador. "com a verdade me enganas" diz o povo. reproduzir afirmações de personagens em momentos específicos descontextualizando-as é a melhor forma de o fazer - perfeita a utilização deste método. conhecendo o autor e aquilo que eu penso que ele pensa e que, provavelmente, ele pensa que pensa, este livro revela o exactamente o contrário. é um livro perigoso pelas posições assumidas explicitamente, por alguém que se afirma do pólo oposto ao escrito. será uma catarse? penso que sim, mas devia ter ficado na gaveta. usando palavras do autor, este livro "está abaixo da linha de água"

António Tavares

António Tavares nasceu no Lobito, Angola, em 1960. Formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra e é pós-graduado em Direito da Comunicação pela mesma universidade. Foi jornalista e autarca e atualmente é professor. Escreveu peças de teatro e ensaios. Como romancista, foi finalista do Prémio LeYa e do Prémio Literário Fernando Namora com As Palavras Que Me Deverão Guiar Um Dia, venceu o Prémio LeYa em 2015 com O Coro dos Defuntos, o seu romance Todos os Dias Morrem Deuses recebeu uma menção honrosa no Prémio Literário Alves Redol e publicou ainda o romance Homens de Pó.

(ver mais)
A Deslumbrada Vida de João Novilho

A Deslumbrada Vida de João Novilho

10%
Editora Guerra & Paz
16,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Capital

A Capital

10%
Dom Quixote
19,90€ 10% CARTÃO
portes grátis