Germana, a Begónia

de Ricardo Fonseca Mota

editor: Edições Esgotadas
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Germana, a begónia estreou a 14 de Outubro de 2017, encenada e interpretada por Gi da Conceição, no Centro Cultural de Tábua, numa produção da Companhia de Teatro Perro. Esta peça ficciona a angústia de Germana, fechada em casa depois de o fim do mundo ter sido anunciado e confirmado.

A atualidade deste texto, sem que o autor lhe tenha mexido, configura a tragédia que se verificou no norte do país, sobretudo em terras beirãs, quando o país foi atacado e devastado pelos incêndios que deflagraram a 15 de outubro, queimaram mais de cento e noventa mil hectares de floresta, onde morreram cinquenta pessoas, mais de mil e quinhentas casas destruídas e um espetáculo desolador perante aquela monstruosidade, prenunciadora do fim do mundo.

O autor foi Germana e Germana diz, quase no final da peça: "«A sombra já não está no limiar das fogueiras. A sombra está lá fora e dentro de mim.».

Ricardo Fonseca Mota: "Nunca imaginei que pudessem tornar-se proféticas estas palavras. Mas o texto também diz «Enquanto estiverem estas luzes ligadas, mesmo que nada aconteça, algo muda de lugar dentro de vocês, constantemente.» Que sejam igualmente proféticas estas. Faça-se Luz!"

Germana, a Begónia

de Ricardo Fonseca Mota

ISBN: 9789898911643
Editor: Edições Esgotadas
Idioma: Português
Dimensões: 107 x 169 x 6 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 59
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Teatro (Obra)
EAN: 9789898911643
e e e e e

Intrigante no belo sentido

Jasmim

Germana vive fechada em casa à espera do fim do mundo que nem sabe se chegará. Preferia, talvez, morrer antes que ele terminasse para ter direito a um funeral. Uma peça trágico cómica que nos leva por caminhos de dúvida, desespero, amor e retóricas. Excelente obra.

Ricardo Fonseca Mota

Ricardo Fonseca Mota nasceu em Sintra em 1987, cresceu em Tábua e acabou de crescer em Coimbra.
O seu primeiro romance Fredo venceu o Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís em 2015, foi semifinalista do Oceanos – Prémio de Literatura em Língua Portuguesa em 2017, e está traduzido e publicado na Bulgária. Representou Portugal na 17ª edição do Festival do Primeiro Romance, em Budapeste.
As aves não têm céu é o seu segundo romance, vencedor do Prémio Ciranda 2021 e semifinalista do Prémio Oceanos 2021.
Formado pela Universidade de Coimbra, é autor, psicólogo clínico e promotor cultural.

(ver mais)
Porto Editora
16,60€ 10% CARTÃO
portes grátis
Gradiva
14,50€
Edições Humus
3,00€ 10% CARTÃO
Edições Adab
10,60€ 10% CARTÃO