Folhas de Erva

(Volumes I e II)

de Walt Whitman

editor: Relógio D'Água, abril de 2003
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
A publicação da versão completa de "Folhas de Erva" em Portugal (numa edição bilingue, em 2 volumes, incluindo ainda os Poemas Póstumos, com tradução de Maria de Lourdes Guimarães e prefácio de Fernando Guimarães) é um acontecimento editorial. Whitman (1819-1892) é o "pai" da poesia americana e um dos poetas que mais influenciaram a moderna poesia no ocidente. "Folhas de Erva" é um longo poema e foi publicado pela primeira vez em 1855, tinha nessa altura apenas 95 páginas. Na segunda edição, que sairia no ano seguinte, teria já 384 páginas, e, em 1860, sai a terceira edição, desta feita com 456 páginas. Em vida do poeta seriam ainda publicadas mais cinco edições.

Um homem, o Homem ("Celebro-me e canto-me" - velho e jovem, idiota e sábio, criança e homem), um país - a América ("Nação de muitas nações"). Um homem em comunhão com a natureza. Um homem em comunhão com os outros homens. A humanidade. "Walt Whitman, um cosmos". "Pretendi compor um conjunto de poemas que representassem a natureza física, emocional, moral, intelectual e espiritual de um homem. A título de exemplo, este homem sou eu mesmo."

O livro, i.e, os livros, incluem ainda 16 páginas de fotografias, ilustrações e iconografia diversa.

"Isto não é um livro. É um monumento: a versão integral de Folhas de Erva, o longuíssimo poema (...), aqui cuidadosamente vertido para português..."
Sara Belo Luís, Visão 23/01/03

Folhas de Erva

(Volumes I e II)

de Walt Whitman

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727087099
Editor: Relógio D'Água
Data de Lançamento: abril de 2003
Idioma: Português
Dimensões: 231 x 156 x 60 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 964
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Poesia
EAN: 9789727087099
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Walt Whitman

Considerado o grande poeta da Revolução Americana – ou até mesmo o maior poeta de toda a literatura americana – o nova-iorquino Walt Whitman (1819-1892) destacou-se no estilo do verso livre, sem restrições métricas, mas também com um pensamento que dessa forma funcionava: sem limites e regras.
Dele escreveu Fernando Pessoa: «Introduziu uma nova subjetividade na conceção poética e fez da sua poesia um hino à vida.»
Whitman foi, no verdadeiro e justo entendimento do termo, um visionário. Celebrou o homem e a natureza, incentivando pelas suas palavras os mais nobres ideais de comunhão, de partilha e de participação democrática nos Estados Unidos da América.
Se fosse vivo, talvez Walt Whitman hoje escrevesse coisas parecidas às de outrora, de tão imutáveis que parecem ser os sentimentos que descreveu, de tão evidente que era, para o autor, a delicadeza da condição humana, do amor, do sexo, da vida em comunhão nas cidades e dos caminhos difíceis que juntos continuamos a percorrer.

(ver mais)
Canto de Mim Mesmo

Canto de Mim Mesmo

10%
Cultura Editora
15,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Saudação a Walt Whitman | Canto de Mim Mesmo

Saudação a Walt Whitman | Canto de Mim Mesmo

10%
Editora Guerra & Paz
16,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Clepsydra

Clepsydra

10%
Relógio D'Água
12,69€ 10% CARTÃO
Clepsydra

Clepsydra

10%
Assírio & Alvim
22,20€ 10% CARTÃO
portes grátis