10% de desconto

Foi como um Rio

de Francisco Ceia

editor: Edições Colibri, dezembro de 2016
Um rio é uma árvore de água, filho do choro da chuva doce, escrito no corpo do mundo. O sonho esgaravata-lhe um botão, cálice, corola… explode flor, abre folhas, devagar, cresce haste… gracejo, acotovela seixos, resiste cânticos de constância, corre, briga, abranda, lavra letra e salpico, nas linhas das margens que forja… harmoniza novos braços, adensa o leito, afirma o tronco, esbelto, curva viajem, anda parado… por fora, finge que anda, mas flui, sentido por dentro… adormece espelho, guardador de imagens e lembranças, desagua, no fundo dos olhos de quem o olha, e afoga as raízes no mar, para lhe beber o sal que há nas lágrimas… tange búzios no peito da maresia… nas luzes do horizonte, solta um grito azulino de gaivota… giza no arco do céu, cor, o beijo pássaro, e na asa dos bons vendavais, imagina nova rota, Sol, chão de sede, searas, tempestade, solidões… no fim, pode ser o começar… como rio de pérolas perdidas no pranto de uma janela, fechada ao cinge gélido de Dezembro, esborratando as cinzas da tarde, dentro dos olhos parados de alguém…

Foi como um Rio

de Francisco Ceia

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896896263
Editor: Edições Colibri
Data de Lançamento: dezembro de 2016
Idioma: Português
Dimensões: 164 x 227 x 21 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 316
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789896896263
Francisco Ceia

Francisco Ceia é natural de Portalegre. Em 1976 frequenta o curso de teatro, e inicia a sua carreira artística como actor profissional no CENDREV – Évora. Em Janeiro de 1980, funda em Portalegre, a Companhia de teatro profissional, Teatro do Semeador. Compõe música para Teatro, e participa como actor, em peças para a R.T.P., a convite desta estação, é o pivot da série A casa do Mocho Sábio, onde conjuga o trabalho de actor, músico, e autor das canções, e genérico do programa.

Em 1995, a convite da Companhia de teatro do Porto Seiva Trupe, integra o seu elenco, no musical, Ópera do Malandro de Chico Buarque. Em Maio de 1997 participa em Cáceres, no Festival Internacional da World Music, WOMAD, e, em 1999, no 36.° Festival R.T.P. da Canção.

(ver mais)
Terra da Paciência

Terra da Paciência

10%
Edições Colibri
20,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Jogo de Janelas

Jogo de Janelas

10%
Edições Colibri
15,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Luísa

Luísa

10%
PARTENON
12,00€ 10% CARTÃO
E Aniceto Vem à Luz

E Aniceto Vem à Luz

10%
Edições Colibri
12,00€ 10% CARTÃO