Elogio da Filosofia

Livro 1

de Maurice Merleau-Ponty

editor: Guimarães Editores, abril de 1993
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Lição inaugural no Colégio de França, este ensaio é considerado uma súmula da sua obra. Em tradução de António Braz Teixeira. Merleau-Ponty, o pensador e companheiro de Sartre e de Simone de Beauvoir, apresenta-nos neste seu ensaio, pelo estilo e pela temática que versa, como que uma súmula da sua obra, de um modo especial da que se desenvolve desde 1953 até à sua morte prematura em 1960. Na verdade, os temas aqui sugeridos ou enunciados — a natureza ambígua da filosofia e as suas relações com a verdade, a religião, a história e a política, a meditação de Bergson, a consideração crítica da dialéctica de Hegel e Marx, a fenomenologia do sinal e da linguagem — foram retomados quer em Aventuras da Dialéctica (1955), quer nos vários escritos filosóficos e políticos reunidos sob o título geral de Sinais (1960). Da natureza do seu filosofar, talvez seja lícito descobrir marcas da lição cartesiana e da tradição moralista francesa, também pela sua perplexidade perante Bergson, perplexidade de quem pensa numa língua que, identificando o mesmo verbo ser e estar, levou a uma filosofia substancialista e estática, em face do pensamento de Bergson, o filósofo da evolução criadora, e do movimento no tempo e no espaço.

Elogio da Filosofia

de Maurice Merleau-Ponty

Propriedade Descrição
ISBN: 9789726650942
Editor: Guimarães Editores
Data de Lançamento: abril de 1993
Idioma: Português
Dimensões: 120 x 187 x 5 mm
Páginas: 88
Tipo de produto: Livro
Coleção: Filosofia & Ensaios
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Filosofia
EAN: 9789726650942
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Maurice Merleau-Ponty

Maurice Merleau-Ponty, filósofo francês, nasceu em 1908 e faleceu em 1961. Estudou em Paris, ensinou em vários liceus, e foi oficial do exército durante a Segunda Guerra Mundial, antes de se tornar professor Universitário em Lyon (1948) e Paris (a partir de 1949). Colaborou com Sartre e De Beauvoir na fundação do jornal Les Temps Modernes em 1945 e foi companheiro de Sartre no seu trajecto ideológico no Partido Comunista, nos primeiros anos do pós-guerra.

(ver mais)
Assim Falava Zaratustra

Assim Falava Zaratustra

Guimarães Editores
20,99€
La Guerre A Eu Lieu

La Guerre A Eu Lieu

10%
CHAMP SOCIAL
13,78€ 10% CARTÃO
O Olho e o Espírito

O Olho e o Espírito

10%
Nova Vega
9,54€ 10% CARTÃO
Conferências de Paris

Conferências de Paris

10%
Edições 70
13,10€ 10% CARTÃO
Da Certeza

Da Certeza

10%
Edições 70
25,30€ 10% CARTÃO
portes grátis