20% de desconto

Crónicas Prisionais

de Jorge Branco

editor: Edições Colibri
VENDA O SEU LIVRO i
"O ‘dono daquilo tudo’ chegou de charuto na boca e brilhantina no cabelo, já ralo mas bem cuidado. Tinha engordado bastante, mantendo o sorriso fácil e cínico por detrás dos olhinhos papudos cor de avelã. Arsénio simulou um gesto amistoso, fingindo desequilibrar se ao erguer se, no que o seu arqui inimigo foi solícito em auxiliar, amparando o rudemente. Foi só o que teve tempo de fazer, uma navalha de tipo adaga, num ápice, seccionou lhe a carótida direita. Quando o seu olhar vidrado se fixou no dele, um segundo golpe rasgou lhe o abdómen ‘de cabo a rabo’, esventrando o e prostrando o no chão, sem vida.

Foi tudo tão rápido que o ‘advogadozeco’, seu amanuense, ainda procurava no dossier a papelada já desnecessária, e ele, num salto rápido abria a última gaveta da secretária onde a ‘Beretta’ aguardava. Um carregador ao lado permitiu municiar a arma e instruir a única testemunha do seu premeditado crime, em choque, a fechar o gabinete por dentro, bem como as gelosias da janela e a ligar para a GNR, tranquilizando o que não corria qualquer risco de vida se colaborasse, o que lhe tirou um pesadelo de cima e o tornou mais amistoso."

Crónicas Prisionais

de Jorge Branco

ISBN: 9789896895945
Editor: Edições Colibri
Idioma: Português
Dimensões: 159 x 228 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 250
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Sociologia
EAN: 9789896895945
Jorge Branco

Jorge Branco nasceu na aldeia de Comenda, concelho de Gavião, distrito de Portalegre, em 22 de novembro de 1953. Nesse amplo espaço viveu e estudou até 1973, ano em que se matriculou na Faculdade de Medicina de Lisboa, concluindo a licenciatura em 1980. É médico especialista em Medicina Geral e Familiar. Como médico de família trabalhou em Almada, Barreiro, Santo André (Quinta da Lomba) e Sacavém. É formador, na área da medicina geral e familiar, pela Ordem dos Médicos. É também médico hidrologista.
Apesar de viver na região de Lisboa desde 1973, nunca descurou as raízes que tem na Comenda, onde sempre teve casa e vem regularmente; convivendo com comendenses residentes e da diáspora. Além da escrita, gosta de cuidar das suas hortas, na aldeia, como hortelão. Embora tenha escrito artigos em alguns periódicos, de forma muito irregular, descontando a fase poética (ainda hibernada) da sua adolescência, só em 2012 retomou o gosto pela escrita de forma mais constante.

(ver mais)
20%
Edições Colibri
12,00€ 15,00€
portes grátis
20%
Chiado Books
12,80€ 16,00€
portes grátis
20%
Editora Húmus
5,94€ 7,42€
portes grátis
Envio até 20 dias úteis
20%
UTAD
4,24€ 5,30€
portes grátis