20% de desconto

Cidades de Papel

de John Green; Tradução: António Carlos Andrade

editor: Editorial Presença, abril de 2014
Quentin Jacobsen e Margo Roth Spiegelman são vizinhos e amigos de infância, mas há vários anos que não convivem de perto. Agora que se reencontraram, as velhas cumplicidades são reavivadas, e Margot consegue convencer Quentin a segui-la num engenhoso esquema de vingança. Mas Margot, sempre misteriosa, desaparece inesperadamente, deixando a Quentin uma série de elaboradas pistas que ele terá de descodificar se quiser alguma vez voltar a vê-la. Mas quanto mais perto Quentin está de a encontrar, mais se apercebe de que desconhece quem é verdadeiramente a enigmática Margot.
Cidades de Papel é um romance entusiasmante, sobre a liberdade, o amor e o fim da adolescência.

«Diálogos genuínos – e genuinamente divertidos - …mistério… e personagens secundários encantadores. Uma combinação de sucesso.»
Kirkus Reviews

«Este livro fez-me refletir mais profundamente sobre a vida e sobre como as pessoas reagem às coisas de forma diferente.»
The Guardian

Cidades de Papel

de John Green; Tradução: António Carlos Andrade

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722352925
Editor: Editorial Presença
Data de Lançamento: abril de 2014
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 229 x 20 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 304
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance Livros em Português > Literatura > Jovem Adulto
EAN: 9789722352925
e e e e E

Cidades de Papel

Margarida P.

Sem dúvida que John Green é dos meus escritores favoritos de YA. Histórias que mencionam assuntos muito importantes e personagens complexas. Tudo envolvido num YA divertido

e e e E E

Não tão maravilhoso...

André Coelho

Depois de «A culpa é das Estrelas» dificilmente alguma outra obra de John Green irá ser tão boa. «Cidades de Papel» traz-nos uma mensagem interessante sobre as prioridades da vida, o crescimento e a adolescência. Com pena, não atingiu as minhas expectativas. A mensagem que o livro transmite no seu final, de que muitas vezes já temos tudo o que precisamos para estar completos e felizes e nem nos apercebemos, de que, tantas vezes a amizade preenche mais a nossa vida que um amor, passa de um modo muito discreto e sinceramente, o foco deveria estar aí e não numa aventura louca de vários adolescentes dentro dum carro.

e e e e e

Excelente

Ana Ferreira

De entre os livros de John Green que já li, este tem o tema que mais me cativou, à parte toda a história contada, o que há de bom neste livro está na essência das personagens e das relações entre elas! Quentin tem um amor vagamente doentio e claramente obsessivo por Margo e a forma como a sua vida gira em torno disso é capaz de nos fazer pensar em nós próprios. Já para não falar de todas as partes humorísticas que revelam o extraordinário poder de escrita do autor. Um livro para ser lido!

e e e e e

Fabuloso

Liliana Pinto

Livro encantador....Quanto mais se lê mais vontade existe de descobrir mais e mais...O sentido da vida é posto à prova.

e e e E E

comovente

Bárbara Mendes

Este livro conta a história de dois jovens amigos, que o tempo e a vida afastou e mudou, para se reencontrarem e retomarem uma amizade perdida. Ele é tímido, justo leal e verdadeiro. Ela é linda, egoísta, egocêntrica e frustrada. Uma história que mostra que, mesmo que se pense ter uma vida perfeita, nunca será perfeita sem amor e amizade daquele que amamos, será apenas vazia e sem sentido.

e e e e E

Cidades de Papel

César C.

Um livro intrigante e ao mesmo tempo divertido. Aguardo com alguma ansiedade pelo filme.

e e e e E

Muito bom!

Susana Fernandes

Uma história muito bem concebida, e que nos prende do príncipio ao fim. Vale a pena ler e reler!

e e e e e

Aconselho

Mónica Simão

A escrita do John Green é leve e fácil. É um livro que nos faz reflectir, que nos faz pensar sobre a vida e sobre o que as pessoas significam para nós. É um livro fantástico e aconselho vivamente a sua leitura.

e e e e E

Mais e mais

BS

Um livro envolto em mistério e uma série de pistas que nos fazem querer ler mais e mais. Recomendo!

e e e e E

Paper towns

SG

Mais um fantástico livro de J. Green. Aconselho vivamente!

e e e e e

Opinião

Sofia Marques

O John Green esmerou-se neste livro, adorei!!! Um livro com um pouco de mistério, pistas atrás de pistas deixam em nós a vontade de ler mais e mais. Margon é uma personagem fascinante :-) Têm de ler!

e e e e e

Uma história para sempre...

Maria Gabriel | 4.11.2014

John Green trouxe até mim uma história fantástica. Pousei muitas vezes o livro porque a minha ânsia de o ler não me deixava parar. Quando a história terminou desejava que fosse ainda o princípio. Agora o livro dorme ao meu lado e "Cidades de Papel" é o livro que aconselho toda a gente para o ler!

e e e e e

Um livro a reler...

SC

Adorei o livro, um dos melhores até agora, engraçado, cativante o tempo todo, a dose certa de romance e um fim que deixa a desejar mais e mais. Um favorito sem duvida.

e e e e E

Fazer minha filha ler

Marisol

Nestas férias minha filha adolescente leu como nunca tinha lido. Apaixonou se pelos livros de John Green e leu os quatro durante as férias, vai agora apresentar Cidade de Papel no seu Contrato de Leitura da escola. Para mim foi uma agradável surpresa que ela tenha descoberto o autor, recomendo que os pais apresentem o autor aos seus filhos adolescentes para que possam descobrir o prazer da leitura

e e e e e

Cidades de papel

IS

Mais um excelente livro de John Green, uma história que nos mostra como por vezes mostramos partes diferentes da nossa personalidade a diferentes pessoas. As partes mais "pesadas" do livro são equilibradas pelas divertidas interacções de Quentin com os seus amigos, vale a pena ler.

e e e e E

Livro de Férias

Elisabete

Ainda não li...mas estou em pulga para começar. Vai ser o meu livro de férias.

e e e e e

Cidades de Papel: cativante do início até ao fim!

António Quelhas

Tenho sido grande fâ dos livros do John Green, e este é, de facto, o melhor. A história desenrola-se na perfeição. Trata-se de um livro que recomendo e que, na minha opinião, é um dos melhores livros do John Green. Se leu o A Culpa é Das Estrelas, vai adorar este romance.

John Green

John Green é autor de vários bestsellers do The New York Times. Recebeu o Michael L. Printz Award e o Edgar Award. Foi por duas vezes finalista do L. A. Times Book Prize. Os seus livros foram traduzidos em mais de vinte línguas. John é também o cocriador, com o seu irmão Hank, do vlogbrothers, uma série de vídeos on-line que já foram visionados mais de 100 milhões de vezes.

(ver mais)
A Culpa é das Estrelas

A Culpa é das Estrelas

20%
Edições Asa
14,00€ 17,50€
portes grátis
O Antropoceno - Uma Crítica

O Antropoceno - Uma Crítica

20%
Edições Asa
15,92€ 19,90€
portes grátis
Mais Um Dia

Mais Um Dia

20%
TopSeller
15,03€ 18,79€
portes grátis
Por Treze Razões

Por Treze Razões

20%
Editorial Presença
13,52€ 16,90€
portes grátis