10% de desconto

Cartas Portuguesas

Cartas duma religiosa portuguesa | Cartas familiares de uma ilustre desconhecida oferecidas por um anónimo (2ª Edição)

de Nuno Júdice

editor: Sibila Publicações, outubro de 2018
Esta edição junta as belíssimas e famosas cartas de amor de Mariana Alcoforado, numa tradução de Filinto Elísio, a um conjunto de cartas de uma ilustre desconhecida para o seu amante, publicadas em 1821.

Poderá o autor anónimo destas cartas de amor ser o jovem Almeida Garrett?
Neste livro, o escritor Nuno Júdice sugere que são da autoria desse que é um dos maiores nomes do Romantismo português.

«Mas vamos ao que importa», escreve Nuno Júdice, «estamos, aqui, perante o que pode ser a primeira obra verdadeiramente romântica, romântica de corpo e alma, da nossa literatura. O amor que corresponde a uma entrega total, depois da sedução e rejeição, à boa maneira goethiana em que o adultério é sugerido pela amante ao amado que a despreza; o desprezo pelas convenções e pelo moralismo reinante; a expressão sincera dos sentimentos, custe o que custar, são algumas das características destas cartas, em tudo fiéis ao que igualmente transparece das Lettres portugaises.»

Cartas Portuguesas

Cartas duma religiosa portuguesa | Cartas familiares de uma ilustre desconhecida oferecidas por um anónimo (2ª Edição)

de Nuno Júdice

Propriedade Descrição
ISBN: 9789899994676
Editor: Sibila Publicações
Data de Lançamento: outubro de 2018
Idioma: Português
Dimensões: 154 x 234 x 10 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 128
Tipo de produto: Livro
Coleção: Coisas Que Ficam
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Epístolas e Cartas
EAN: 9789899994676
Nuno Júdice

Nuno Júdice (1949-2024) nasceu no Algarve. Professor universitário, assumiu em 2009 a direção da revista Colóquio-Letras da Fundação Calouste Gulbenkian. Publicou o primeiro livro em 1972 e foi um dos mais importantes nomes da poesia contemporânea. Recebeu os mais importantes prémios de literários nacionais e internacionais, entre os quais: Pen Clube (1985), Prémio D. Dinis da Fundação da Casa de Mateus (1990), da Associação Portuguesa de Escritores (1995), Bordalo da Casa da Imprensa (1999), Cesário Verde e Ana Hatherly (2003) e Fernando Namora (2004). Em 2013, foi distinguido com o XXII Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana (Espanha); em 2104, com o Prémio de Poesia Poetas del Mundo Latino Víctor Sandoval (México); em 2015, com o Prémio Argana de Poesia, da Maison de la Poésie de Marrocos e o Prémio Literário Fundação Inês de Castro – Tributo de Consagração; e, em 2016, com o El Ojo Crítico Iberoamericano de Radio Nacional de Espanha.

(ver mais)
Camões - Por Cantos Nunca Dantes Navegados

Camões - Por Cantos Nunca Dantes Navegados

10%
Sibila Publicações
15,30€ 10% CARTÃO
portes grátis
Sucessos de Madame de Senneterre

Sucessos de Madame de Senneterre

10%
Sibila Publicações
14,80€ 10% CARTÃO