10% de desconto

As Velas Ardem Até ao Fim

de Sándor Márai; Tradução: Mária Magdolna Demeter

Livro eBook
editor: Dom Quixote, abril de 2001
RECOMENDADO PELO PLANO NACIONAL DE LEITURA i
Um pequeno castelo de caça na Hungria, onde outrora se celebravam elegantes saraus e cujos salões decorados ao estilo francês se enchiam da música de Chopin, mudou radicalmente de aspecto. O esplendor de então já não existe, tudo anuncia o final de uma época. Dois homens, amigos inseparáveis na juventude, sentam-se a jantar depois de quarenta anos sem se verem. Um, passou muito tempo no Extremo Oriente, o outro, ao contrário, permaneceu na sua propriedade. Mas ambos viveram à espera deste momento, pois entre eles interpõe-se um segredo de uma força singular...

As Velas Ardem Até ao Fim

de Sándor Márai; Tradução: Mária Magdolna Demeter

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722020626
Editor: Dom Quixote
Data de Lançamento: abril de 2001
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 234 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 160
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789722020626
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

Excelente

Inês Sá

Fiquei muito surpreendida pela positiva! É de leitura cativante e fascinante! Faz-nos pensar muito a sério sobre o conceito de amizade (não é algo tão simples e é o facto de ser algo complexo que torna tudo mais intenso de se viver)

e e e e e

Uma obra de arte acerca da amizade e do amor

Sérgio C.

Um dos livros mais belos que já li. Maravilhosa escrita, comovente, lírica, repleta de uma simplicidade nobre. Um encontro do desejo, da paixão, da raiva e da vingança... Ou então a elementar prevalência da amizade e do amor acima de todas as coisas. Para ler e reler, em diferentes fases da vida, porque nunca será demais a lembrança e absorção essencial da mensagem que este livro contém.

e e e e e

Simplicidade e profundidade

Carla Ferreira

Um livro maravilhoso, que alia à narrativa de 40 anos de separação, reflexões certeiras sobre a amizade e o amor na vida de dois homens. Impossível ficar indiferente à simplicidade da escrita e à profundidade com que o autor aborda estes temas.

e e e E E

Uma Reflexão Sobre a Amizade

Alice Melão

Neste livro Sándor Márai presenteia-nos com uma completa reflexão sobre o que é, o que representa a amizade. O autor utiliza um estilo rico em descrições completas que permitem ao leitor construir uma clara imagem dos acontecimentos e personagens, seguindo a dinâmica do próprio livro que é quase inteiramente uma reflexão na primeira pessoa. Ainda que todo o livro siga uma dinâmica e ritmo fluído, as densas descrições podem-se tornar um pouco massudas para alguns leitores. No entanto, é um livro que mantém o suspense até ao fim, o que permite uma leitura rápida e envolvente.

e e E E E

Simplesmente aborrecido

Raquel Rodrigues, uma estudante do 12º (com muita pena em estragar as avaliações tão positivas do livro)

Tinha de escolher um livro para o projeto de leitura da escola, sendo este parte da lista para o 12º. Parecendo a sinopse interessante e as críticas tão positivas estava à espera de encontrar uma pérola, como me tem acontecido nos outros anos com os livros do projeto de leitura. Como tem tantos comentários tão positivos passa-me ao lado. O enredo não é só desinteressante, ele é quase inexistente. Descrições vagas e ao mesmo tempo maçadoras. Não o recomendo de todo! Não houve nada que me prendesse ao livro: nem suspance, nem graças, nem sequer romance... Eu, que adoro ler e sou capaz de o fazer por horas a fio, tive tantas vezes vontade de desistir dele e ler outro qualquer para a minha apresentação que nem as cosigo enumerar. Não acontece nada. Durante o livro inteiro não acontece n-a-d-a. Peço desculpa aos fãs do autor, mas dou duas estrelas por respeito e porque, apesar de tudo, ainda houve uma ou outra reflexão sobre a amizade de que gostei (as primeiras linhas, porque quando o autor começa a elaborar sobre as mesmas coisas re-pe-ti-da-men-te aborreço-me totalmente). Caso estejam à procura de um livro para o projeto de leitura do 12º, não vos aconselho a escolher este.

e e e e e

Revisão

Mafalda Soares

Dos melhores livros que li até hoje. Não consegui parar de o ler um único minuto, em poucas horas devorei este livro magnífico.

e e e e e

Diferente e estupendo

Ana Oliveira

De uma prosa envolvente, este livro transporta-nos para outra dimensão. Uma reflexão acerca da amizade, do amor e da vida. Recomendo.

e e e e e

top 3

Joana Pereira

Dos melhores livros que li (aliás está no meu top 3). Leitura acessível, poucas páginas, mas de uma imensidao de pensamentos, de reflexões sobre variadíssimos temas da nossa vida!!! Livro obrigatório para quem gosta de ler!

e e e e E

Um clássico sobre um tema

anabela moutinho

Há canções. Há poemas. Mas também há livros. Procuras algo que escalpelize o que é a amizade? Sándor Márai, com elegância, nostalgia e sensibilidade, dá-te a oportunidade. É um livro para ir lendo, sem nunca desistir. O mais importante dele só se revela no fim. Final que ilumina. Uma verdadeira 'never ending story' sobre a mais nobre de todas as formas de amor existentes.

e e e e e

Obra fantástica...

Ana Paula Lima

Sem dúvida, um livro que obriga a pensar e a perceber que, nas situações cruciais da vida, muitas vezes, as questões importantes não estão à superfície, é necessário "escavar" até ao que realmente interessa. Um obra de grande maturidade e sabedoria. Sem dúvida, recomendo a sua leitura.

e e e e e

Um certo destino

Brígida Luz

Uma intriga de amor e amizade profundamente triste e comovente. Um desfiar de memórias, cujo objetivo é a catártica reposição da verdade. Um longo monólogo que atrai e divide o leitor entre os percursos de vida de três personagens destinadas ao sofrimento, minuciosamente construídas e desenvolvidas numa prosa deliciosamente serena e delicada. O Homem e a sua relação com o destino. “... O homem é assim. Fá-lo, mesmo que saiba e sinta logo, desde o primeiro momento, que tudo o que faz é fatal. O homem e o seu destino seguram-se um ao outro, evocam-se e criam-se mutuamente....” Serão a solidão e o silêncio uma fatalidade para as pessoas “diferentes”? Krisztina e Konrád parecem ser disso bons exemplos. Tal como a própria mãe de Henrik o fora. E a inação em que o general de deixa abater, ao longo de 41 anos de espera, a circunscrição a um espaço e a um tempo, cuja reconstituição parece ser o único motor do que lhe resta da “vida”, será também esta “não-vida”, esta entrega ao passado, um produto do destino? Questões profundas, longas reflexões através das quais o autor conduz o leitor, que avidamente prossegue a sua leitura, enquanto “as velas ardem até ao fim”.

e e e e e

um grande livro

Marcelo Xavier

Um autêntico tratado sobre a amizade e uma reflexão profunda e pessoal sobre a amizade na condição humana. Sandor Marai em cada frase lança-nos o desafio de reflectir a realidade. Eis mais um romance pensante.

e e e e E

Bom Livro

Teresa Pereira

Gostei do livro que é de fácil leitura (bom agora para o Verão) e que me intrigou no modo em que a sua narrativa foi exposta. A história em si, deixou-me triste mas teve um fim que não esperei - coisa que me surpreendeu pela positiva. Apesar de ser um livro ligeiro, tem qualidade e despertou-me o interesse para mais obras deste autor.

e e e e e

Uma ode à AMIZADE! *5*

Pedro Borges (BRAGANÇA).

Uma obra-prima, sobre o valor e a riqueza da verdadeira, real, percepcionada, vivenciada e/ou até utópica; mas, está lá, sente-se, existe, se a mesma é genuína, espontânea mas, todavia, cúmplice e, sempre, é incontornável, incondicional e desinteressada...! Sempre. Subscrevo, em pleno, as opiniões/comentários, entretanto, anteriormente, já publicados. Aos mesmos, obrigado pela, digamos assim', 'sugestão', pela vossa critíca construtiva', que me motivou a interessar-me pela obra! Eu também aconselho/sugiro, a sua leitura, a todos! A capa do livro 'envolve-nos' (também se integra vivamente com o espírito intimista desta mesma obra, é um REGALO para os olhos e, uma notável expressão, de muito bom gosto. A estética, complementa-se, num todo!... Parabéns, também, à Editora, a "Dom Quixote", pelo resultado/trabalho, final. E, claro, a autores/escritores, com esta craveira, de uma enorme qualidade, manifestamente - eu, nem sequer conhecia o autor e a sua obra..!, desta craveira, de estética literária, e não só e, contudo, e contrariando algumas 'novas escolas', que pululam e campeiam por aí (é esta, a minha opinião, naturalmente, discutível!), dizia', mantêm-se próximos, 'acessíveis', numa escrita cristalina, que é um refrigério, para a alma, dos seus leitores...como aconteceu, no meu caso, com a minha experiência subjectiva mas, muito pessoal: indubitavelmente, fiquei 'fã', como se sole'dizer...

e e e e E

Uma leitura diferente

Paula Silva

Esta obra faz uma reflexão sobre a amizade de forma descontraída e cativante. Faz-nos refletir sobre o que realmente é importante na amizade e como esse conceito muda ao longo do tempo, com as nossas experiências! Aconselho para quem, como eu, precise de um livro para relaxar/descontrair entre as leituras mais técnicas "obrigatórias" mas ao mesmo tempo procure um livro de qualidade.

e e e e E

Muito Bom

Ligia

Uma envolvente abordagem à amizade.

e e e e E

Excelente livro

Margarida Brites

Bom livro para oferecer a quem se gosta. O melhor livro sobre a AMIZADE. Leitura fácil e acessível!

e e e e E

Rápido de ler, calmo na ação, lê-se de 1 vez de seguida - diferente e muito bom.

Vera Bonvalot

Este é um livro que se lê sem largar. Nao por ser de acção ou suspense. Pelo contrario, toda a historia é calma e quase sem ação. Mas muito interessante na forma como nos é exposta. É diferente, curto e não é complicado. Gostei muito. Nao quero deixar expecativas altas mas é um livro que ando a aconselhar e a oferecer e é "daqueles" que todos deviamos ler e comentar entre nós.

Sándor Márai

Celebrado autor de As Velas Ardem até ao Fim Sándor Márai nasceu em 1900, em Kassa, uma pequena cidade húngara que hoje pertence à Eslováquia. Passou um período de exílio voluntário na Alemanha e em França durante o regime de Horthy, nos anos 20, até que abandonou definitivamente o seu país, em 1948, com a chegada do regime comunista, tendo emigrado para os Estados Unidos. A subsequente proibição da sua obra na Hungria fez cair no esquecimento quem nesse momento era considerado um dos escritores mais importantes da literatura centro-europeia. Foi preciso esperar várias décadas, até à queda do regime comunista, para que este extraordinário escritor fosse redescoberto no seu país e no mundo inteiro. Sándor Márai suicidou-se em 1989, em San Diego, na Califórnia, poucos meses antes da queda do muro de Berlim.

(ver mais)
A Conversa de Bolzano

A Conversa de Bolzano

10%
Dom Quixote
15,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Herança de Eszter

A Herança de Eszter

10%
Dom Quixote
14,90€ 10% CARTÃO
O Tempo Envelhece Depressa

O Tempo Envelhece Depressa

10%
Dom Quixote
15,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Árvore das Palavras

A Árvore das Palavras

10%
Porto Editora
16,65€ 10% CARTÃO
portes grátis