20% de desconto

Alexandre Serpa Pinto - o Sonhador da África Perdida

de Luís Almeida Martins; Ilustração: Filipe Abranches

editor: INCM – Imprensa Nacional Casa da Moeda, dezembro de 2016
Serpa Pinto era um espírito indomável. Quando era novo, brincava com as espadas que ajudava o pai forjar. Mais tarde, foi expulso da Universidade de Coimbra por desacatos com um professor. Nem a tropa o acalmou. o seu desejo de aventura só ficaria saciado com as várias expedições a África, na companhia de um papagaio e uma cabra, num tempo de colonialismo, mapas cor-de-rosa e ultimatos. África — cujas riquezas estavam a ser exploradas e repartidas pelas potências europeias — fascinava-o mais a ele, como uma terra de mistério, aventura e sonho.

«Houve um homem que atravessou África a pé com um papagaio ao ombro e uma cabra ao lado. Não era uma pessoa comum, pois as pessoas comuns não costumam atravessar a pé a África (ou qualquer outro continente) acompanhados de uma cabra e de um papagaio. Mas também não era nenhum tonto. Quando muito, era um ‘grande maluco’, e isto é um elogio.»

Alexandre Serpa Pinto - o Sonhador da África Perdida

de Luís Almeida Martins; Ilustração: Filipe Abranches

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722725132
Editor: INCM – Imprensa Nacional Casa da Moeda
Data de Lançamento: dezembro de 2016
Idioma: Português
Dimensões: 144 x 239 x 11 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 80
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Plano Nacional de Leitura > 15-18 anos > Biografia
EAN: 9789722725132
Luís Almeida Martins

Jornalista, divulgador de temas históricos, ficcionista, guionista e tradutor, nasceu em Lisboa em 1949 e licenciou-se pela Faculdade de Letras, onde deu continuidade à participação nas lutas estudantis, que já vinha dos tempos de estudante liceal. Publicou os primeiros textos no Diário de Lisboa Juvenil e colaborou na Seara Nova, mas a sua estreia profissional deu-se na revista Flama, em 1968, de onde transitou em 1970 para o diário A Capital, onde acompanhou de perto o 25 de Abril e as suas sequelas. Em 1975 pertenceu ao grupo que criou o semanário O Jornal. Fundou em 1978 a revista História, que dirigiu durante 15 anos. Foi diretor do Se7e e diretor-adjunto do Jornal de Letras, antes de fazer parte, em 1993, do núcleo fundador da revista Visão, a cujo Gabinete Editorial pertence. É editor da Visão História. No campo da ficção, é autor dos romances Viva Cartago (1983) e O Tesouro Africano (2002) e de uma biografia juvenil romanceada de Vasco da Gama (1998). Traduziu e prefaciou uma série de romances de Rider Haggard. Na área da televisão, é autor ou coautor de muitos seriados, com destaque para A Estação da Minha Vida, Rua Sésamo e Arca de Noé.

(ver mais)
História Não Oficial de Portugal

História Não Oficial de Portugal

20%
A Esfera dos Livros
15,20€ 19,00€
portes grátis
A Lídia no Pais das Armadilhas

A Lídia no Pais das Armadilhas

20%
INCM – Imprensa Nacional Casa da Moeda
12,00€ 15,00€
portes grátis
Humberto Delgado - A Coragem do General Sem Medo

Humberto Delgado - A Coragem do General Sem Medo

20%
Pato Lógico Edições
8,80€ 11,00€
portes grátis
Azeredo Perdigão

Azeredo Perdigão

20%
Pato Lógico Edições
8,80€ 11,00€
portes grátis