A Cidade das Livrarias Mortas

de Francisco Duarte Mangas

editor: Teodolito
A cidade assiste, quase sem espanto, à morte das livrarias e de outras marcas da sua identidade. Troca de pele como se fosse uma cobra. Os poetas das palavras com vísceras, grupo que conspira nos cafés da baixa, apercebem-se da mudança brusca e tentam denunciar a nova peste bubónica.

Quem conhece as metamorfoses da cidade é o enigmático Homem do Capacete, arquiteto intemporal e bibliófilo extravagante. A Cidade das Livrarias Mortas é um primeiro olhar sobre o Porto dos nossos dias.

A Cidade das Livrarias Mortas

de Francisco Duarte Mangas

ISBN: 9789898580740
Editor: Teodolito
Idioma: Português
Dimensões: 120 x 186 x 20 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 224
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789898580740
e e e e E

A Cidade das Livrarias Mortas

Pedro Quintela

Esta obra constitui uma curiosa reflexão sobre alguns aspectos da transformação do Porto, do fim do século XX e início do século XXI, transitando de um Porto Moderno, de matriz burguesa e industrial, para uma cidade pós-moderna e pós-industrial, em construção, cosmopolita e global. Ao longo de cerca de 200 páginas, subdividido em 20 pequenos capítulos/artigos de reflexão, que mostram, desde o início até ao fim, um gosto quase obsessivo do autor por livros, livrarias, nomeadamente alfarrabistas, escritores, Francisco Duarte Mangas desenvolve percursos pessoalíssimos na cidade, onde analisa estes estabelecimentos, cruzando-os com cafés, tascas e similares, encontros de pessoas, tertúlias, etc., e em que reflecte sobre a velocidade com que este tipo de comércio e hábitos modernos tem desaparecido num Porto “pós-moderno”, fruto da explosão do imobiliário e dos turistas, das mudanças de hábitos de consumo, etc. Vale a pena ler, sobretudo para quem conhece bem a cidade do Porto, que encontrará aqui um conjunto muito interessante de descrições, apontamentos e reflexões irónicas, bem-dispostas e informadas.

Francisco Duarte Mangas

Rossas, Vieira do Minho, 1960 estudou História na FULPorto, foi professor três anos e jornalista durante quase três décadas. Dedica-se hoje à escrita a tempo inteiro e é o atual presidente da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto. Autor premiado, tem editados mais de três dezenas de livros, entre obras de ficção, poesia e literatura infantil, além de quase outros tantos textos de que foi coautor ou organizador.

(ver mais)
Caminho das Palavras
13,41€ 14,90€
Teodolito
9,90€ 11,00€
Arranha-céus
15,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Teodolito
14,00€ 10% CARTÃO