A Campânula de Vidro

de Sylvia Plath

editor: Assírio & Alvim, setembro de 2002
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o Ensino Secundário como sugestão de leitura.

Sylvia Plath e a sua obra têm sido encaradas sob diferentes perspectivas, todas elas parcelares e quiçá erróneas. Há quem veja nela mártir romântica, autora de uma obra vivida intensamente até à exaustão e com ela se diluindo. Há quem veja nela percursora do feminismo, da revolta contra o universo normativo masculino. Há quem veja nela, o discurso político, pacifista, participando das manifestações ideológicas contra o sistema que atingirão o auge nos finais da década seguinte.

A Campânula de Vidro

de Sylvia Plath

Propriedade Descrição
ISBN: 978-972-37-0021-3
Editor: Assírio & Alvim
Data de Lançamento: setembro de 2002
Idioma: Português
Dimensões: 135 x 210 x 18 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 288
Tipo de produto: Livro
Coleção: O Imaginário
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789723700213
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Sylvia Plath

"Com Sylvia Plath a poesia e a ficção do pós-guerra conhecem alguns dos seus momentos mais significativos. Nascida em Boston, a 27 de outubro de 1932, Sylvia Plath revelou-se uma estudante exemplar. Ao longo do seu percurso escolar acumulará sucessivas bolsas de estudo e também alguns prémios literários. Apenas um 'senão' parece 'manchar' esse percurso de exceção: uma tentativa de suicídio no verão de 53 que a afastará temporariamente da universidade.
Em 1955, encontramo-la em Cambridge com uma bolsa 'fullbright'. Será aí que conhece o poeta Ted Hughes com quem casará no ano seguinte. Os anos subsequentes caracterizam-se por uma atividade intensa e disciplinada. Sylvia Plath produz então inúmeros contos e o romance onde recria a sua tentativa de suicídio, 'The Bell Jar' ('A Campânula de Vidro') que será publicado em janeiro de 1963, sob o pseudónimo de Victoria Lucas.
Se a sua atividade no domínio da narrativa é considerável, não o é menos aquela que exerce no da criação poética. Apenas "The Colossus" surgirá ainda durante a sua vida. 'Three Women: A Monologue for Three Voices', 'Winter Trees', e a sua obra-prima 'Ariel', são já trabalhos póstumos. Em 1962, ocorre a separação do casal. A partir de dezembro Sylvia Plath passa a residir em Londres com os seus dois filhos, Frieda e Nicholas. A Inglaterra sofre então um inverno como não havia memória. Sylvia Plath adoece, ficando de cama durante algumas semanas. Na manhã de onze de fevereiro de 1963, suicida-se. Não é demais assinalar a importância da sua obra narrativa e poética, nomeadamente numa altura em que Portugal se vê invadido por um contingente de subprodutos vindo dos Estados Unidos. Como definir de uma forma sintética essa importância? No plano da narrativa, e o essencial a esse nível é 'The Bell Jar', pelo modo como consegue conjugar a experiência pessoal com um distanciamento algo irónico, e pela sua recuperação do legado romanesco modernista.
No plano da poesia, Sylvia Plath consegue dar alguns dos momentos de maior tensão conhecidos pelo género neste século levando ao limite o trabalho das formas e a experiência do eu".
Mário Avelar, in "A Phala", nº 11

(ver mais)
O Mundo de Ontem

O Mundo de Ontem

10%
Assírio & Alvim
24,40€ 10% CARTÃO
portes grátis
Contos de São Petersburgo

Contos de São Petersburgo

10%
Assírio & Alvim
15,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
The Bell Jar

The Bell Jar

10%
Faber & Faber
11,57€ 12,86€
Diários

Diários

10%
Relógio D'Água
28,50€ 10% CARTÃO
portes grátis