10% de desconto

Tópicos para a Leitura de «Os Lusíadas»

de Maria Vitalina Leal de Matos

editor: Edições Almedina, setembro de 2014
Elaborado por uma camonista, esta obra constitui um guia para o estudo de Os Lusíadas. O leitor que pela primeira vez descobre esta epopeia depara com vários problemas: antes de mais, o que é um poema épico; e por que razão escolheu Camões este género literário? Alguns dos trechos mais conhecidos, como o Velho do Restelo, não correspondem à euforia que se espera da epopeia. Como entender a presença no poema da inspiração anti-épica? Embora o poema trate das descobertas, há outras matérias presentes na obra. Donde lhe vem então a unidade? Quem é o herói d ’Os Lusíadas? Camões glorifica os portugueses ou censura-os? Quanto à mitologia, por que razão o poeta lhe concede tanta importância? Qual o sentido da Ilha dos Amores? Todos estes temas, e outros, são tratados nesta obra de forma acessível, não obstante fazer a síntese das principais questões e proceder a uma actualização bibliográfica cuidadosa.

Tópicos para a Leitura de «Os Lusíadas»

de Maria Vitalina Leal de Matos

Propriedade Descrição
ISBN: 9789724053448
Editor: Edições Almedina
Data de Lançamento: setembro de 2014
Idioma: Português
Dimensões: 86 x 209 x 8 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 154
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Leituras Orientadas
EAN: 9789724053448
e e e e e

Ajuda a reflexão

Manuel Mesquita

De forma sistemática, a Professora Vitalina aborda alguns dos temas principais d'Os Lusíadas de Camões (épico e antiépico, herói, nacionalismo, universalismo, etc.), fundamentando teoricamente e analisando alguns episódios importantes como o do Velho do Restelo ou a reflexão do poeta do canto V sobre as armas e as letras. Vale muito a pena!

e e e e e

Tópicos fundamentais para compreender «Os Lusíadas»

Cristina Escaja

O livro "Tópicos para a Leitura de «Os Lusíadas»" é imprescindível para quem se inicia na leitura desta obra tão complexa. Conheci a anterior edição de 1983 por uma colega, quando iniciei o meu percurso como professora de Português. Procurei-a ao longo de vários anos e foi com alegria que encontrei finalmente esta edição da Almedina. O livro foi revisto e apresenta novos tópicos de interpretação desta obra camoniana. É sempre um prazer lê-lo, não só por ser um apoio precioso para compreender o universo da epopeia e do seu autor mas também pela escrita e paixão de Maria Vitalina Leal de Matos por Camões que torna a descoberta de «Os Lusíadas» uma aventura literária.

Maria Vitalina Leal de Matos

Considerada a mais importante camonista viva, Maria Vitalina Leal de Matos foi professora da Faculdade de Letras de Lisboa, onde lecionou várias cadeiras de Literatura Portuguesa, com que está relacionada a sua produção ensaística. Vive em Lisboa, e durante alguns anos habitou em Paris e em Áquila (Itália). Em 2009, publicou dois livros de poesia, Incandescências e Uma pequena voz (Ed. Colibri), e um guião para um espetáculo, A Paixão segundo Fernando Pessoa (na mesma editora). Estreou-se no romance em 2010, com Camões, Este meu duro génio de vingança (Arcádia, Babel). Em 2013 publicou o livro de prosas poéticas Prosas Desfocadas (4Águas Editora). Continua a escrever ensaio, poesia e romance. O livro Secretário. Memórias, saiu pela BookBuilders, em 2016. Sobre Camões, a sua bibliografia é extensíssima e espalha-se por largas dezenas de artigos, ensaios, volumes coletivos, edições críticas, comentadas, e obras individuais.

(ver mais)