Se Fosse Fácil Era Para os Outros

de Rui Cardoso Martins

editor: Dom Quixote, setembro de 2012
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
O narrador parte com quatro amigos, todos eles a atravessarem uma fase menos boa nas suas vidas, para uma viagem através dos Estados Unidos da América.
De Nova Iorque até ao Sul profundo e em seguida para o Norte, até às Cataratas do Niagara, já na fronteira com o Canadá, atravessam um país de profundos contrastes onde vão viver aventuras umas vezes divertidas, outras perigosas, se não mesmo fatais.
A viagem é, para cada um deles, um encontro sem concessões consigo mesmo e com as memórias de vidas muito diferentes, em que tudo se joga e às vezes tudo se perde, mesmo a vida.
Se fosse fácil era para os outros, o terceiro romance de Rui Cardoso Martins, é uma leitura viva, empolgante, eficazmente servida por um estilo a que o autor nos tem habituado nos argumentos dos filmes e nas crónicas de jornal.

«Rui Carrdoso Martins desarma-nos a cada canto desta saga, […um] romance de estrada caótico, descabelado e desbocado [que] desconcerta e diverte. Mas, passo a passo, ao ritmo destes viajantes, apercebemo-nos que estamos perante um requiem dos tempos que passam mas não mudam muito […].»
Rui Lagartinho, Público

Se Fosse Fácil Era Para os Outros

de Rui Cardoso Martins

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722050852
Editor: Dom Quixote
Data de Lançamento: setembro de 2012
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 233 x 17 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 256
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Literatura de Viagem
EAN: 9789722050852
e e e e E

Uma viagem "louca"

Zita Oliveira

Nas primeiras páginas, o livro parece retratar uma viagem de um grupo em plena crise de meia idade e custa um pouco a entrar no registo, mas após a passagem por Nova Iorque, a narrativa ganha outro ritmo, ou seremos nós que entramos no ritmo e ficamos presos ao desenrolar da situação deste grupo de amigos, que afinal são sentimentais, cultos e interessados, mas ao mesmo tempo... parecem perseguir sonhos de há muito, com a mesma certeza de outrora. Vale a pena ler e levar este aforismo "se fosse fácil era para os outros" a passear connosco.

e e e e E

Se Fosse Fácil Era Para os Outros

Emilia Castro

Livro muito interessante.

e e e E E

Fatal como o destino

Isabel Teixeira e Sá

Fatalismo português em ambiente pitoresco americano. Curar a dor da perda com nonsense e a ironia de castigar um Banco que oferece crédito fácil. Gostei.

Rui Cardoso Martins

Rui Cardoso Martins (Portalegre, 1967) é escritor, cronista e argumentista. É autor dos romances E Se Eu Gostasse Muito de Morrer (2006), Deixem Passar o Homem Invisível (2009, Grande Prémio de Romance e Novela APE), Se Fosse Fácil Era Para os Outros (2012) e O Osso da Borboleta (2014), bem como das coletâneas de crónicas Levante-se o Réu (2015) e Levante-se o Réu Outra Vez (2016, Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários APE). Tem livros traduzidos em diversas línguas e publicou contos em várias revistas nacionais e internacionais. Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, foi repórter do Público na sua fundação, recebeu dois prémios Gazeta e é cronista no Jornal de Notícias e na Antena 1. É argumentista de cinema e televisão e autor de peças de teatro, destacando-se nesta área o argumento original do filme A Herdade (2019, coautoria); a série policial da RTP Sul (2019, coargumentista); e os históricos programas de humor Contra-Informação, Herman Enciclopédia e Conversa da Treta.

(ver mais)
Levante-se o Réu Outra Vez

Levante-se o Réu Outra Vez

10%
Tinta da China
16,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
Deixem Passar o Homem Invisível

Deixem Passar o Homem Invisível

10%
Tinta da China
14,90€ 10% CARTÃO
Livro de Viagem - Travel Book

Livro de Viagem - Travel Book

10%
Feitoria dos Livros
8,90€ 10% CARTÃO
Destino: Sul

Destino: Sul

10%
Parsifal PT
14,00€ 10% CARTÃO