Paris, Os Passeios de um Flâneur

de Edmund White

editor: Edições Asa, abril de 2004
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
O Escritor e a Cidade é uma colecção em que alguns dos mais reputados autores do nosso tempo revelam os segredos das cidades que melhor conhecem. Um refrescante antídoto ao normal guia de viagem.
Neste primeiro livro da colecção, Edmund White guia o leitor até às fascinantes ruelas da sua Paris pessoal. Uma aventura estimulante na mais sedutora das companhias. Um flâneur é um ser errante, um vagabundo, alguém que deambula pela cidade sem propósito aparente, mas que está secretamente em harmonia com a sua história e numa busca velada de aventura, seja ela estética ou erótica.
Manifestando sempre as suas opiniões, o flâneur visita livrarias e boutiques, monumentos e palácios, tagarelando e transmitindo informações sobre a história e o passado de cada sítio, olhando através das paredes brancas dos altivos edifícios para vislumbrar o secreto drama humano que se esconde por detrás de cada fachada. Pelo caminho, relembra tudo, desde os mais recentes assuntos em debate entre os legisladores franceses até às particularidades da vida de Colette.

"Estes dois livros (Florença, Um Caso Delicado e Paris, Os Passeios de Um Flâneur) são maravilhosos. A começar pelo trabalho gráfico, que é cuidado, e pela própria edição em capa cartonada, o que não costuma ser habitual em Portugal. E se tudo neles é de extremo bom gosto, o que lá está dentro também. Que queremos nós mais do que um guia de viagem escrito por uma pessoa que conheça intimamente a cidade de que fala? E se a isso aliarmos o facto de se tratar de escritores famosos, que, maravilha das maravilhas, viveram ou vivem nessas cidades, mas não são naturais de lá? É que aquele que "escolhe" viver em determinada cidade tem uma maneira diferente de olhar a cidade. Nestes primeiros volumes, coube ao americano Edmund White falar sobre Paris e ao americano David Leavitt falar sobre Florença. Os livrinhos lêem-se ambos num ápice e misturam não só a "petite histoire" de algumas personalidades que habitaram as cidades, como falam das obras de arte, dos livros, dos locais a frequentar. O facto de ambos os autores serem assumidamente homossexuais torna os livros ainda mais interessantes".
Isabel Coutinho, in Mil Folhas (Pùblico), 31 de Julho de 2004

"O livro é, de facto, mais do que a visão ou visitação de uma cidade: é uma leitura muito pessoal dela - mas apoiada numa pesquisa ampla e séria, e este é certamente um dos aspectos que mais se evidenciam neste singularíssimo «guia»".
João Barrento, in Mil Folhas (Público), 04 de Setembro de 2004

"A sensibilidade do escritor serve como uma ponte entre o conhecido e o desconhecido, entre nós e o que é estranho para nós."
Evening Standard (sobre a colecção)

"Um livro elegante, primorosamente erudito e enormemente divertido."
Sunday Telegraph

"O livro charmoso de White é para literatos, vouyers e estetas e para viajantes que gostem de terrenos familiares sob um ponto de vista diferente."
Publisher’s Weekly

"O génio de White como flâneur é revelado na sua afinidade para com prazeres inesperados e inclui, para nosso deleite, desde os seus encontros com monárquicos ao antídoto de Colette para a intoxicação alimentar: couve recheada e tarte de groselha."
New Yorker

Paris, Os Passeios de um Flâneur

de Edmund White

Propriedade Descrição
ISBN: 9789724137476
Editor: Edições Asa
Data de Lançamento: abril de 2004
Idioma: Português
Dimensões: 120 x 190 x 10 mm
Encadernação: Capa dura
Páginas: 256
Tipo de produto: Livro
Coleção: O Escritor e a Cidade
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Literatura de Viagem
EAN: 9789724137476
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e e e

Só para quem AMA, Paris...

Luis Rijo

Quem adora e ama Paris, vai adorar esta obra literaria... Edmund White, conseguiu ir ao mais fundo do que é de melhor nesta cidade...

Edmund White

Edmund White, que viveu em Paris durante dezasseis anos, vagueia agora pelas suas ruas, avenidas e cais, levando-nos a locais totalmente desconhecidos dos turistas e até de muitos parisienses. A entrada no Marais evoca a história dos Judeus em França, uma visita ao Haynes Grill relembra a presença - festiva e problemática - dos negros americanos durante século e meio. Homossexuais, artistas decadentes e até a realeza, passada e presente, são todos submetidos ao escrutínio do flâneur.

(ver mais)
Imagens de Praga

Imagens de Praga

10%
Edições Asa
9,90€ 10% CARTÃO
Una Vida Anterior

Una Vida Anterior

10%
Blatt & Ríos
21,01€ 23,34€
portes grátis
Historia De Un Chico

Historia De Un Chico

10%
Blatt & Ríos
18,86€ 10% CARTÃO
portes grátis
Paris

Paris

10%
Tinta da China
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Diários

Diários

10%
Relógio D'Água
28,00€ 10% CARTÃO
portes grátis