O Sonho Mais Doce

de Doris Lessing

editor: Editorial Presença, outubro de 2007
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
Anunciado dia 11 de Outubro de 2007 pela Academia Sueca, o Prémio Nobel da Literatura galardoou Doris Lessing, autora britânica de 87 anos. A Editorial Presença irá publicar a 19 de Outubro O Sonho Mais Doce, um romance de 2001, com tradução de Fernanda Pinto Rodrigues. Geralmente concedido a elementos do sexo masculino, Doris Lessing foi uma revelação tornando-se a décima primeira mulher a receber o prémio contra cento e cinco homens já laureados. Escritora incansável, Lessing evidencia-se pela limpidez narrativa e por um genial tratamento das personagens, lugares e situações. "Foi pioneira na criação de uma consciência feminista na literatura, tem uma atitude de observação do mundo interior e do mundo real", refere Hélder Macedo escritor e amigo pessoal da autora. Considerado o maior prémio no mundo das letras foi justamente atribuído a uma grande senhora cujo talento encanta pela inovação e sentido de humanidade.

Em O Sonho Mais Doce, o leitor é conduzido por uma saga familiar que atravessa três gerações, centrando-se o enredo, sobretudo, na década de 60, altura em que a casa de Júlia Lennox alberga uma grande quantidade de jovens, personificando o espírito de liberdade prevalecente na Inglaterra de então. Recuando até 1914, a autora apresenta-nos Philip Lennox e a sua noiva Júlia, tendo como pano de fundo a I Guerra Mundial. Do casamento entre ambos nasce um filho Johnny, que se tornará um comunista muito activo. No limiar da II Grande Guerra Johnny apaixona-se por Frances, camarada do partido. Frances e os dois fiilhos que nascem desta união, abandonados por Johnny, vão morar com Júlia, entretanto já viúva. Já na década de 60, Sylvia, fruto de uma ligação amorosa de Jhonnny, também encontra refúgio em casa de Júlia. Sylvia sofre de anorexia mas apesar da doença consegue formar-se em medicina e depois de uma temporada em África regressa a Londres com dois jovens órfãos. Um retrato de três mulheres-coragem - Júlia, Frances e Sylvia - que aborda temas característicos de várias épocas como a guerra fria, a guerra do Vietname, as drogas, o surgimento da Sida em África, a anorexia e a depressão, entre outras.

«Um romance notável: pelo seu vigor e pelo seu interesse na justiça e no bem. Marca Lessing como uma virtuosa do século XXI».
The Times

«Os seus retratos das relações humanas são de uma beleza estonteante. Seria difícil descrever o esplendor deste livro».
The Times

«Filosófico e divertido, povoado por personagens memoráveis. Este é o romance mais absorvente de Lessing em muitos anos».
The Times Suplemento Literário

«A grande dama das letras inglesas mergulha em 1960. Uma mais valia para os fãs de Lessing. Novos leitores serão atraídos pela sua perspectiva cheia de energia e perspicaz».
Publishers Weekly

«O sonho de uma sociedade perfeita é o centro do novo romance de Lessing».
Kirkus Reviews

«O brilhantismo dos seus personagens, a paixão das suas ideias e visão, mantêm-se. Ela vai subir ao panteão com Balzac e George Eliot».
Independent

«Doris Lessing aparece cada vez mais como uma figura olímpica».
Financial Times

«O Sonho Mais Doce aborda uma verdade universal: a capacidade para dar e receber amor.»
Observer

«Um livro surpreendente, incendiário e confiante».
Spectator

O Sonho Mais Doce

de Doris Lessing

Propriedade Descrição
ISBN: 9789722338479
Editor: Editorial Presença
Data de Lançamento: outubro de 2007
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 228 x 23 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 440
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Romance
EAN: 9789722338479
e e e e e

Amor à Primeira Vista

Inês Rosa Flores

Assim que abri o livro soube que ía ser um dos meus favoritos. E assim foi, uma escrita inebriantemente fabulosa que nos impede de parar de ler! Recomendo vivamente!

Doris Lessing

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2007

Doris Lessing nasceu em 1919 em Kermanshah, no atual Irão, filha de pais ingleses, e, aos cinco anos de idade, mudou-se com a família para a Rodésia do Sul, hoje Zimbabué. De 1949 até à data da sua morte, viveu em Londres. Foi uma das mais importantes escritoras do século XX, tendo sido galardoada com o Prémio Nobel de Literatura em 2007. Ao atribuir o prémio, a Academia Sueca descreveu a autora como uma «contadora épica da experiência feminina, que com ceticismo, ardor e uma força visionária submeteu uma civilização dividida ao escrutínio». Maria Teresa Horta diria: «Temia que se cumprisse o destino de outras notáveis mulheres como Virginia Wolf e Marguerite Yourcenar, que morreram sem receber o Nobel, mas felizmente assim não acontece e foi uma excelente escolha da Academia.»
Escreveu cerca de sete dezenas de livros ao longo de uma carreira que cobriu quase oitenta anos. Levando constantemente o romance a ultrapassar os limites das convenções, Lessing não teve medo de explorar temas considerados tabu em obras provocadoras e inventivas, sempre influentes, que vão desde romance, conto e ficção científica à autobiografia, teatro, poesia e ensaio. O seu primeiro romance, A Erva Canta, foi publicado em 1950, e a sua reputação internacional floresceu desde então. Entre os seus romances célebres contam-se The Golden Notebook, O Verão Antes das Trevas, Memoirs of a Survivor ou O Quinto Filho, publicado pela primeira vez em 1988. Publicou também dois volumes autobiográficos, Under my Skin e Walking in the Shade.
Five, coleção de romances curtos, valeu-lhe o prémio Somerset Maugham em 1954. A tradução francesa de The Golden Notebook (1962) venceu o Prémio Médicis em 1976. Lessing foi ainda nomeada por três vezes para o Booker Prize, pelas obras Briefing for a Descent into Hell (1971), As Experiências Sirianas (1981) e A Boa Terrorista (1985). Em 1991, recebeu o título de Distinguished Fellow in Literature da School of English and American Studies, atribuído pela Universidade de East Anglia, e, em 1995, o título de Doutora Honoris Causa, atribuído pela Universidade de Harvard. Em 2001, foi galardoada com o Prémio Princesa das Astúrias de Letras, o Prémio David Cohen de Literatura e recebeu o título de Companion of Honour da Royal Society for Literature britânica.
Morreu em 2013, aos 94 anos.

(ver mais)
A Erva Canta

A Erva Canta

10%
Publicações Europa-América
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Capital Fuck os Contratos do Comerciante

Capital Fuck os Contratos do Comerciante

10%
Verso da História
5,00€ 10% CARTÃO
A Vista de Castle Rock

A Vista de Castle Rock

10%
Relógio D'Água
15,15€ 10% CARTÃO
portes grátis