Wook.pt - O Afinador de Pianos

O Afinador de Pianos

de Daniel Mason 

avaliação dos leitores ( 1 comentário)
12,00€
9,60€
30%
em stock
20% de desconto imediato + 10% de desconto em CARTÃO
Em stock - Envio imediato
Sinopse

Um primeiro romance extraordinário. Um grande sucesso internacional.
O Afinador de Pianos é o primeiro romance de Daniel Mason, um jovem escritor norte-americano, alvo de excelentes críticas, que está também a ter um grande sucesso a nível internacional, particularmente em Espanha. Edgar Drake, um jovem afinador de pianos, é enviado, no final do século XIX, pelo Ministério da Guerra britânico, para a selva da Birmânia, onde um raro piano necessita de afinação. O instrumento pertence a um oficial cujos métodos pacificadores pouco ortodoxos – poesia, medicina e música – trouxeram uma acalmia à região, mas suscitaram reservas por parte dos seus superiores. Na sua viagem através de um mundo até aí totalmente desconhecido, Edgar conhece soldados, místicos, bandidos, contadores de histórias… e uma mulher tão fascinante e enigmática como o próprio major médico em cujo forte, num remoto rio birmanês, vai encontrar uma realidade mais misteriosa e perigosa do que alguma vez poderia imaginar.

  • o afinador de pianos: perspectiva oitocentista
    isabel filipa bogalho henriques martins | 19-08-2012

    O distanciamento histórico da acção de uma narrativa contemporânea constituiu um desafio tanto para o escritor, como para o leitor. Dessa forma, apesar do acesso a múltiplas fontes históricas e da possibilidade de elaborar e/ou aceder a uma análise retrospectiva dos factos à luz de um conhecimento amadurecido pelo tempo, a produção literária não se encerra no simples relato enciclopédico. Cabe ao escritor extrair a essência da época a que se reporta e, mediante os recursos da sua arte, reconstruir um universo vivo e dinâmico, composto por personagens, pensamentos, acontecimentos, espaços, odores, sons, entre tantos outros elementos, cuja harmonização incita a uma experiência literária enriquecedora. Em “O Afinador de Pianos” Daniel Mason embarca o leitor numa viajem à Birmânia de finais do século XIX, período dominado pelo imperialismo e capitalismo burguês da Inglaterra vitoriana. Para tal, recorre a um estilo narrativo de cariz realista e impressionista, cuja aproximação, intencional ou não, às correntes literárias que então germinavam, enaltece o espírito oitocentista da obra. A acção decorre em torno de Edgar Drake, afinador de pianos, contratado pelo Ministério de Guerra britânico para afinar um Erard de cauda de 1840 que havia sido enviado para a Birmânia a pedido do major médico Anthony Carroll, comandante do posto de Mae Lwin, (re) conhecido por promover a paz nos Estados Shan através da música, da ciência e da poesia. Ainda que alguns dos altos responsáveis do exército britânico considerassem tais métodos pouco ortodoxos, a importância estratégica daquela região para a preservação da fronteira oriental e a capacidade governativa de Carroll, que “conseguiu mais do que vários batalhões teriam conseguido”, tornou imprescindível a sua manutenção no cargo e, por consequência, o envio de Edgar para a Birmânia. Importa salvaguardar que, apesar do título indiciar uma temática eminentemente relacionada com a música, esta obra possui um âmbito mais vasto, retratando o ambiente político, social e cultural do século XIX. Segundo Daniel Mason[1], a ideia de integrar um piano na história surgiu de forma algo aleatória, tendo por base relatos da época alusivos ao hábito de transportar utensílios mecânicos ocidentais para a selva e a construção da sumptuosa Opera House em Manaus[2]. Assumido o carácter oitocentista da obra, afloram de imediato características do Romantismo, perfilado página a página não só em termos musicais, como também literários e filosóficos. Percy Bysshe Shelley, um dos maiores poetas britânicos do período romântico e autor de Ozymandias[3], Liszt, Verdi e Rossini são algumas das figuras de vulto que integraram esta corrente e com as quais nos deparamos ao longo da narrativa. Apelando a uma retrospectiva histórica, sobretudo no que diz respeito à arte, denota-se claramente uma tendência evolutiva determinada por pólos opostos cujo predomínio, num ou noutro sentido, alterna de época para época. Dessa forma, e sobretudo do ponto de vista da História da Música, ainda que o termo Romantismo se aplique às manifestações artísticas do século XIX, é possível estabelecer paralelismos com outras épocas, de que é exemplo o período Barroco. Indo um pouco mais longe nesta comparação, poder-se-ia mesmo inferir que o Barroco está para o Renascimento assim como o Romantismo está para o Classicismo do século XVIII. Situando-nos na Londres vitoriana por onde Edgar Drake deambula no início da narrativa, uma cidade matizada pelos vapores da revolução industrial, na qual os “austeros corredores de mármore de Whitehall” rodeados por “casacas negras e cartolas” contrastam com o operariado e com as “figuras dispersas” que apressadamente regressam a casa “pela sombra e pela obscuridade”, vislumbramos uma cidade de contornos contemporâneos, cujo aumento da densidade populacional remetera os seus cidadãos para o anonimato, apelando cada vez mais a um individualismo em tudo característico das urbes modernas. Para além disso, o século XIX, imbuído pelos ideais iluministas, assiste ao triunfo do cientismo, do empirismo e do positivismo comtiano, aspectos não menos considerados neste romance. Destacam-se, neste sentido, as múltiplas referências às inovações de Erard, a alusão às teorias Darwin e, ainda que de forma indirecta, o florescimento do sector dos transportes e o consequente aumento da mobilidade de pessoas, bens e capitais, resultantes do desenvolvimento dos caminhos-de-ferro e das companhias de navegação transcontinentais. É neste contexto sócio-económico que o Romantismo surge na história da música. Dessa forma, como reacção ao materialismo vigente, a música aspira a um plano metafísico, sucedendo-se ao equilíbrio, rigor, clareza, ordem e autodomínio do Classicismo, o primado da emoção e subjectivismo, o desequilíbrio entre razão e sentimento, o desejo de liberdade, a busca do inatingível e a solidarização com a natureza, na qual o homem procura fôlego e inspiração renovados. Para além disso, importa também referir o particular interesse dos compositores oitocentistas pelo folclore nacional e pelo exotismo, consistindo o seu principal objectivo na criação de uma imagem musical, concebida através da utilização de determinados recursos expressivos, de que são exemplo as escalas de tons inteiros, e da escolha criteriosa de instrumentos cujo colorido proporcionasse uma representação mais fidedigna dos ambientes recriados. Na obra em análise, este gosto pela evasão e exotismo é representado pelo fascínio de Edgar Drake pelo mundo oriental e, mais especificamente, pela sua música. A melodia “misteriosamente dissonante” tocada num saung[4], o som plangente do hneh[5], os tambores, os címbalos, a canção de luto ngo-gyin, entre outros exemplos que aqui poderiam ser referidos, enlevaram este afinador de pianos, revelando-lhe um mundo sonoro inteiramente novo, distinto da música erudita ocidental. Se, inicialmente, procurou reconhecer nesta última o sentido melódico da música birmanesa, cedo reconheceu que aquele povo tinha “a sua própria arte, a sua própria música”. É essa percepção que justifica o facto de que, ainda que o Cravo Bem Temperado de Bach, dotado de uma universalidade resultante do seu carácter matemático, intrínseco à “complexidade (…) dos padrões sonoros”, constituísse um importante legado da civilização europeia, a música que viria a escutar e a tocar no piano num dos momentos finais da obra fosse o ngo-gyin. Naquele momento só ela, e não uma música de Bach, parecia adequada, vislumbrando-se, ainda que de forma subtil e certamente discutível, alguns dos princípios da etnomusicologia do século XX. No seguimento da caracterização que vem sendo feita, poder-se-ia ainda justificar a escolha de Bach à luz do historicismo oitocentista. O gosto renovado pelo período medieval e pelo passado de forma global promoveu o conhecimento e investigação no âmbito da História da Música, denotando-se um especial interesse pelas obras de Bach e Palestrina. Apesar das notáveis diferenças entre o Romantismo e o Classicismo, importa salientar que estas duas correntes não se sucedem em ruptura mas sim em continuidade. Se a obra de Beethoven perspira características eminentemente românticas, também nas obras oitocentistas se reconhece a influência do Classicismo, nomeadamente no que diz respeito à utilização de um “vocabulário básico comum de harmonias e [de] convenções básicas comuns nos domínios da progressão harmónica, do ritmo e da forma” (Grout

O Afinador de Pianos
ISBN: 9789724135724Edição ou reimpressão: Editor: Edições AsaIdioma: PortuguêsDimensões: 155 x 233 x 21 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 352Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Romance

Quem comprou também comprou

Uma História de Amor Eterno
30%
20% + 10% CARTÃO
portes grátis
Editorial Presença
12,72€
10%
10% CARTÃO
portes grátis
Prime Books
17,50€
X
Coloque aqui o seu comentário

O Afinador de Pianos

a sua avaliação:
X
Obrigado pela sua contribuição!

O seu comentário foi enviado para validação.

Nota:
A WOOK reserva-se ao direito de não validar textos que não se foquem na análise do conteúdo do livro ou produto. Caso pretenda colocar alguma questão sobre o artigo deverá fazê-lo através do Centro de Contacto.
X
imagem
X
wook deve saber

Promoção válida para o dia 23-01-2017

Saiba mais sobre preços e promoções consultando as nossas condições gerais de venda.

X
recomendar

O Afinador de Pianos de Daniel Mason 

Para recomendar esta obra a um amigo basta preencher o seu nome e email, bem como o nome e email da pessoa a quem pretende fazer a sugestão. Se quiser pode ainda acrescentar um pequeno comentário, de seguida clique em enviar o pedido. A sua recomendação será imediatamente enviada em seu nome, para o email da pessoa a quem pretende fazer a recomendação.

A sua identificação:

A identificação da pessoa a quem quer recomendar este titulo:

Se pretende enviar esta recomendação para mais de um endereço de e-mail, separe na caixa anterior os endereços com ",". Ex: abc@abc.pt,xyz@xyz.pt

X
A sua recomendação foi enviada com sucesso!
X
Ocorreu um erro a obter a informação! Por favor tente mais tarde.
X
alerta de artigo novamente disponível

De momento, este produto não se encontra disponível no fornecedor. Caso o mesmo volte a ficar disponível, poderemos notifica-lo, bastando para tal que nos indique o seu endereço de email.

X
O seu pedido foi registado com sucesso.

Caso este produto fique disponível, será alertado por email

X
wook deve saber

Este eBook pode ser lido em qualquer dispositivo com browser, sem necessidade de fazer o download de qualquer software ou de possuir qualquer tipo de equipamento específico de leitura.
Após a compra, o eBook é disponibilizado de imediato na sua Biblioteca Wook, onde poderá ler e organizar todos os seus eBooks e à qual poderá aceder a partir do site WOOK ou da nossa aplicação (APP).
A versão web da Biblioteca Wook está otimizada para as versões mais recentes dos browsers Google Chrome, Internet Explorer, Safari, Firefox e Edge.

Para otimizar o acesso à sua Biblioteca Wook e ter acesso à opção de leitura em modo offline (sem ligação à internet) deverá instalar a nossa APP de leitura:

X
wook deve saber

Este eBook está encriptado com DRM (Digital rights management) da Adobe e é aberto na aplicação de leitura Adobe Digital Editions (ADE) ou em outras aplicações compatíveis.
Após a compra, o eBook é de imediato disponibilizado na sua área de cliente para efetuar o download.

Para ler este eBook num computador instale a aplicação Adobe Digital Editions.
Antes de instalar o Adobe Digital Editions, veja aqui o vídeo de ajuda:

Para ler este eBook em tablet e smartphone instale a aplicação Adobe Digital Editions para IOS ou Android.

X
wook deve saber

O PDF é um formato de arquivo digital desenvolvido pela Adobe e que disponibiliza uma imagem estática das páginas do livro e, independentemente do dispositivo de leitura, não redimensiona o texto ao tamanho do ecrã do dispositivo.

X
wook deve saber

O ePUB é um formato que proporciona uma excelente experiência de leitura dado que permite o redimensionamento do texto ao ecrã do dispositivo de leitura, aumentar ou diminuir o tamanho do texto, alterar o tipo de fonte, entre outras funcionalidades

X
subscrever newsletters
subscrever newsletters

Estimado(a) subscritor(a), de seguida irá receber, no endereço de email , uma mensagem com mais informações sobre esta subscrição.
Obrigado.

X
não encontrou wook procura?

Nós procuramos por si!

A sua identificação:

A identificação do livro que procura:

O seu pedido foi enviado com sucesso!
X
envie esta lista aos seus amigos

lista de desejos

A identificação da pessoa a quem quer enviar esta lista:

X
A sua lista de compras foi enviada com sucesso para .
X
selecione o livro adotado:
X
wook deve saber


Oferta de portes, ou devolução do valor em cartão, para Portugal continental em CTT Expresso Clássico ou Rede Pickup. 30% de desconto, ou devolução em cartão, nos envios para as ilhas dos Açores e Madeira, em CTT Expresso Clássico. Tipos de envio disponíveis para encomendas até 10 kg.

Promoção válida para encomendas de livros não escolares registadas até 31/12/2017. Descontos ou vantagens não acumuláveis com outras promoções.

X
wook deve saber


A devolução do valor dos portes de envio, em cartão Wookmais, será efetuada 18 dias após a faturação. Oferta válida para uma encomenda com entrega em Portugal.

X
wook deve saber


EM STOCK – ENVIO IMEDIATO
Se a sua encomenda for constituída apenas por produtos com esta disponibilidade e for paga até às 16 horas de um dia útil, será processada de imediato e enviada para o correio no próprio dia. Encomendas pagas após as 16 horas passarão para o processamento do dia útil seguinte. Esta disponibilidade apenas é garantida para uma unidade de cada produto e até 15 minutos após o registo da encomenda.

ENVIO ATÉ X DIAS
Esta disponibilidade indica que o produto não se encontra em stock e que demorará x dias úteis a chegar do fornecedor. Estes produtos, especialmente as edições mais antigas, estão sujeitos à confirmação de preço e disponibilidade de stock no fornecedor.

PRÉLANÇAMENTO
Os produtos com esta disponibilidade só serão enviados na data indicada. Normalmente são entregues no data de lançamento.

DISPONIBILIDADE IMEDIATA
Tipo de disponibilidade associada aos eBooks, que são disponibilizados de imediato, após o pagamento da encomenda, na sua biblioteca.

Para calcular o tempo de entrega de uma encomenda deverá somar à disponibilidade mais elevada dos artigos que está a encomendar o tempo de entrega associado ao tipo de envio escolhido.

X
a sua lista de desejos encontra-se vazia

Adicione à sua lista de desejos todos os produtos que deseja comprar mais tarde, envie-a aos seus amigos antes do seu aniversário, Natal ou outras datas especiais - quem sabe se eles o surpreendem!

Seja informado sobre promoções destes produtos

X
Ocorreu um erro

Por favor tente novamente mais tarde.

X
atingiu o limite máximo de dispositivos autorizados

Por favor, aceda à area de cliente para gerir os dispositivos ativos.

X
wook deve saber


WOOK É O CHECKOUT EXPRESSO?
Esta modalidade de checkout permite-lhe comprar em dois cliques, seguindo diretamente para a confirmação de encomenda.

COMO FUNCIONA?
A encomenda é pré-preenchida com os dados que habitualmente utiliza - morada faturação, morada de entrega, forma de envio e tipo de pagamento. Para finalizar o processo, necessita apenas de confirmar os dados.

POSSO UTILIZAR OS MEUS VALES?
Vales e outros descontos que se encontrem no prazo de validade, serão igualmente considerados automaticamente na encomenda.

CONSIGO ALTERAR OS DADOS DA ENCOMENDA?
Sim. Antes de confirmar, tem ainda a possibilidade de alterar todos os dados e opções de compra.

EXCEÇÕES
O botão do Checkout Expresso só será visível se:
  • Selecionar previamente, na Área Cliente, as moradas habituais de envio e de faturação;
  • Associar uma conta wallet, quando a morada de envio selecionada é no estrangeiro;
  • Não incluir artigos escolares na encomenda.