10% de desconto

Método

Sugestões para a elaboração de um ensaio ou tese

de Fernando Cristóvão

editor: Edições Colibri, abril de 2001

As obras científicas seguem regras mais ou menos complexas, de acordo com o nível dos estudos a desenvolver. Por vezes, quem não está envolvido na prática da escrita de tais trabalhos tem dificuldade em orientar-se, pelo que este pequeno volume é particularmente valioso. Tanto mais que reflecte a ampla experiência didáctica e ensaística da parte do seu autor. Através de inúmeros conselhos práticos e fáceis de seguir Fernando Cristóvão mostra como os trabalhos para serem mais proveitosos devem ter rigor e eficiência, devendo ser seguidos por aqueles que se querem lançar no mundo fascinante mas duro da escrita de investigação científica.
José Manuel Garcia, 2006

Método

Sugestões para a elaboração de um ensaio ou tese

de Fernando Cristóvão

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727722532
Editor: Edições Colibri
Data de Lançamento: abril de 2001
Idioma: Português
Dimensões: 147 x 209 x 4 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 52
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Vida Prática > Vida Prática em Geral
EAN: 9789727722532
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
e e e E E

dando sentido ao bolso

alexandre dale

Conciso, prático, objectivo, curto e nada grosso, obviamente complementável com obras de maior fôlego (vide o incontornável Umberto Eco), serve perfeitamente o seu propósito: dar o jogo de chaves necessário aos estudantes dos graus de mestrado e de doutoramento para o melhor desempenho na construção das respectivas teses. Não, não ensina a escrevê-las, mas tão só a torná-las claras, para quem lê.

e e e e E

Muito Bom

Rui Maia

Este pequeno «guia», serve perfeitamente os propósitos essenciais para quem se inicia na construção de teses, as quais exigem metodologias variadas a fim de construir trabalhos bem estruturados. Para além de ser pequeno, contém os «mandamentos» fundamentais para quem se inicia nestas tarefas tão exigentes.

Fernando Cristóvão

Professor Catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, foi assistente de Vitorino Nemésio na Faculdade de Letras de Lisboa, tendo-lhe sucedido na Cátedra de Literatura Brasileira.
Presidente do Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1982-84), onde desempenhou diversas funções (Direcção, 1977-78, Presidente do "Centro de Apoio" da Faculdade de Letras no Funchal, 1984, Director da Biblioteca, 1993-96, Director da Comissão Executiva do Departamento de Românicas, 1995-96), do Instituto de Cultura e Língua Portuguesa – ICALP (1984-89), actual Instituto Camões, da Associação de Cultura Lusófona - ACLUS, que fundou, Vice-Presidente da Direcção do CLEPUL (hoje, Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias). Membro honorário da Academia das Ciências de Lisboa, pertenceu a várias instituições científicas nacionais e internacionais, integrando e/ou presidindo a diversas comissões de relevo (Comissão de Estudo para a criação de uma universidade na Madeira, 1983-84; Comissão Nacional das Comemorações do Dia de Camões e das Comunidades, 1986; 1990 – 1992 – Lisboa, Conselho Científico da Expolíngua de Portugal, 1990 ss.; Comissão Instaladora da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica e foi fundador dos Departamentos de Ciências da Comunicação e Línguas Estrangeiras Aplicadas, 1991-93; Comissão de Avaliação Externa das Universidades Portuguesas, 1997). Foi professor visitante e conferencista em várias universidades estrangeiras – Rio de Janeiro, Salvador da Bahia, Brasília, Rennes, Utrech, Colónia, Pequim e Seul. Dirigiu o grupo de investigação "Literatura e Cultura" do CLEPUL, privilegiando as temáticas brasileira e de literatura de viagens.
Dentre as suas distinções, destacam-se: em 1987, o Doutoramento Honoris Causa pela Universidade da Ásia Oriental, Macau, e, em 2007, a Ordem de Grande Oficial da Instrução Pública, concedida pelo Presidente da República, Jorge Sampaio.
PUBLICAÇÕES DO AUTOR: Os Sermões do Teólogo Diogo de Paiva de Andrade (1966); "Marília de Dirceu" de Tomás António Gonzaga, ou a Poesia como Imitação e Pintura (1981); Cruzeiro do Sul, a Norte (1983); Notícias e Problemas da Pátria da Língua (1985); Diálogos da Casa e do Sobrado (1994); Gracilíano Ramos: Estrutura e valores de um modo de narrar (1975); Nacionalismo e Regionalismo nas Literaturas Lusófonas (coord., 1997); Condicionantes Culturais da Literatura de Viagens (coord., 1999); Método – Sugestões para a Elaboração de um Ensaio ou Tese (2001); O Olhar do Viajante - dos Navegadores aos Exploradores (coord., 2003); Nemésio, Nemésios (coord,, 2003); Dicionário Temático da Lusofonia, (dir. e coord., 2005); Da Lusitanidade à Lusofonia (2008); Cadernos de Literatura de Viagens (Acervo Bibliográfico de Literatura de Viagens da Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra) (2009); Literatura de Viagens: Da Tradicional à Nova e à Novíssima (2010); Vida e Feitos Heróicos do Grande Condestável e suas Descendências (ed. e est., 2010); Cadernos de Literatura de Viagens (Subsídios para o Estudo dos Índios das Américas) (2010); Coleção Cadernos Para Estudos: Do Romance Nordestino Brasileiro de 30 ao Neorrealismo Português (2013); Viagens no Interior do Brasil (2014); Nova Peregrinação por Diversificadas Latitudes da Língua Portuguesa, Volume I: 1968-1989 (2017).

(ver mais)
A Minha Outra Pátria é a Latina

A Minha Outra Pátria é a Latina

10%
Edições Esgotadas
17,50€ 10% CARTÃO
portes grátis
Cadernos de Literatura de Viagens - Número 1 - 2008

Cadernos de Literatura de Viagens - Número 1 - 2008

10%
Edições Almedina
19,70€ 10% CARTÃO
portes grátis