10% de desconto

Memórias Boas da Minha Guerra

Volume I

de José Ferreira

editor: Chiado Books, outubro de 2016
A guerra é a guerra!
MAS, mesmo na guerra-guerra (em tempo de guerra!) surgem, por vezes, imprevistos, situações bizarras e com humor, em perfeita contradição com o ambiente que se vive, embora só mais tarde, ao recordar, nos provoque uma gargalhada.
Alberto Branquinho

Memórias Boas da Minha Guerra

Volume I

de José Ferreira

Propriedade Descrição
ISBN: 9789895182343
Editor: Chiado Books
Data de Lançamento: outubro de 2016
Idioma: Português
Dimensões: 138 x 217 x 16 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 218
Tipo de produto: Livro
Coleção: Bíos
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Biografias
EAN: 9789895182343
e e e e e

Memórias Boas da Minha Guerra - Volume I

Joaquim Garrett

Já li o livro, (durante uma tarde) gostei imenso pela forma com o escritor descreve e espelha uma realidade vivida na Guiné, aquando do seu serviço militar. Já tive a oportunidade de via Facebook transmitir ao autor esta minha observação. Obs. Aguardo que tenham disponível o segundo volume de Memórias Boas da Minha Guerra para o adquirir.

José Ferreira

– Nasceu em Fevereiro de 1943, em Fiães, Concelho da Feira.
– Aos 10 anos de idade começou a trabalhar no sector corticeiro.
– Fez os estudos liceais e outros através de ensino particular.
– Durante o serviço militar, esteve nas seguintes unidades: Escola Pratica de Cavalaria – Santarém Set/Dez 1965 Escola Prática de Artilharia – Vendas Novas Jan/Março 1966
GACA 3 – Espinho – Abr/Set 1966 CIOE (Rangers) – Lamego – Set/Dez 1966 RAP 2 – V. N. Gaia – Jan/Fev 1967
– Partiu para a Guiné no Navio Uíge em 26 de Abril de 1967, integrado na CART 1689 do BART 1913. Chegado a Bissau, a CART 1689 saiu do Uíge directamente para barcaças rumo a Bambadinca, subindo o Rio Geba.
– A CART 1689 esteve colocada em Fá Mandinga, Catió, Gandembel, Cabedu, Dunane, Canquelifá e Bissau. Com Companhia de Intervenção, a CART 1689 actuou em mais de metade do território do CTIG, vindo a ser premiada com a Flâmula de Honra em Ouro do CTIG, o mais alto galardão atribuído a companhias operacionais.
– Regressou da Guiné (chegada a V. N. Gaia) em 09 de Março de 1969.
– Começou a trabalhar como Comercial no ramo de Tintas e Vernizes, mas logo seguiu para Angola, terra de seus sonhos.
– Trabalhou na secção de Contabilidade da Câmara Municipal de Cabinda.
– Regressado de férias, em 1974, demitiu-se da C.M. Cabinda e foi viver para Crestuma, Vila Nova de Gaia, terra natal de sua Mulher.
– De 1975 a 1985, trabalhou numa empresa de fundição, como Director de Serviços.
– De regresso ao sector corticeiro, trabalhou como Director Comercial, vindo a criar uma pequena empresa direccionada para o apoio ao engarrafador.
– Como amante do desporto e do associativismo, ajudou à criação e desenvolvimento de vários clubes e associações desportivas, cultura, solidariedade e recreio.
– Praticou Canoagem.
– Chefiou a Federação Portuguesa de Canoagem.
– É Sócio Honorário, por aclamação, da F. P. Canoagem.
– Foi reconhecido pela Comunicação Social como Presidente do Ano, mais que uma vez. Também foi homenageado em Espanha.
– Foi galardoado como Personalidade Desportiva do Século XX (como foram Eusébio, Joaquim Agostinho, Moniz Pereira e outros ilustres desportistas).

(ver mais)
A Verdade da Minha Percepção

A Verdade da Minha Percepção

10%
Chiado Books
11,00€ 10% CARTÃO