Martinho Lutero

Lido em chave ecuménica - 500 anos depois

de Cardinal Walter Kasper

editor: Paulinas Editora
No dia 31 de outubro de 2016, em Lund (Suécia), a Federação Luterana Mundial dará início à comemoração oficial do V Centenário da Reforma, onde também estará presente o papa Francisco, num gesto ecuménico de grande significado. Desde o Concílio Vaticano II, o diálogo ecuménico entre católicos e luteranos já originou várias declarações conjuntas sobre aspetos doutrinais importantes, mas agora, na passagem dos 500 anos da Reforma, esta cerimónia pretende realçar o valor da reconciliação e do perdão, ou ainda o da ação de graças. O encontro pretende ser o começo de uma caminhada conjunta, sublinhando aquilo que ambas as denominações têm em comum, e renovar os nossos corações, para que estejamos preparados para aquela transformação do olhar que conduz à conversão e encontrarmos assim, em conjunto, o caminho para a unidade numa diferença reconciliada. Reconhece-se que a principal contribuição de Martinho Lutero, que justificam os atuais esforços ecuménicos, não está nas abordagens eclesiológicas pendentes, mas na sua intuição original sobre o evangelho da graça e da misericórdia de Deus, e o apelo que faz à conversão.

Martinho Lutero

Lido em chave ecuménica - 500 anos depois

de Cardinal Walter Kasper

ISBN: 9789896735357
Editor: Paulinas Editora
Idioma: Português
Dimensões: 140 x 207 x 5 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 56
Tipo de produto: Livro
Coleção: História e Atualidade
Classificação temática: Livros em Português > Religião e Moral > Catolicismo
EAN: 5603658194173
e e e e E

Novo olhar sobre Lutero

Fábio Pedro

Sempre ouvi falar de Lutero e da sua reforma, mas nunca me tinha apercebido verdadeiramente do que isto queria significar, pois pensava que Lutero e Igreja Luterana era a mesma coisa. Com esta obra descobri que estava enganado: que Lutero lutou pelo que acreditou e assumiu as consequências disso. Gostei da simplicidade com que o livro está escrito e a brevidade de cada capítulo.

Cardinal Walter Kasper

Walter Kasper (Heidenheim an der Brenz, 5 de março de 1933) é um cardeal alemão, e presidente emérito do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

Kasper fez estudos no liceu de Ehingen an der Donau em 1952, após realizou estudos de filosofia em Tubinga e Mônaco, que concluiu em 1956, foi ordenado presbítero em 6 de abril de 1957 na diocese de Rottenburgo.
Em 1961 obtém o doutoramento na Faculdade Teológica de Tubinga. Durante três anos foi assistente de Leo Scheffczyk e de Hans Küng. Em 1964 recebe a habilitação para ensinar teologia dogmática na Universidade de Münster e em 1970 para a Eberhard-Karls-Universität die Tubinga. Foi nomeado para presidir a Faculdade Teológica de Münster. A partir de 1983 é professor visitante da Universidade Católica da América em Washington D.C.

Em 1985 Kasper é nomeado secretário especial do sínodo extraordinário e se torna membro da Comissão Teológica Internacional. Foi nomeado Bispo da Diocese de Rottenburg-Stuttgart em 17 de abril de 1989. A ordenação episcopal decorreu a 17 de junho desse ano por Oskar Saier e teve como co-ordenantes o bispo de Mogúncia, Karl Lehmann e Franz Josef Kuhnle, bispo auxiliar de Rottenburg-Stuttgart. Kasper adotou o lema episcopal "Veritatem in caritate".

Kasper veio a ser presidente da comissão para a Igreja Universal e vice-presidente da comissão para a fé da Conferência Episcopal da Alemanha.

Em 1994 Kasper foi nomeado co-presidente da Comissão Internacional para o Diálogo Luterano-Católico e , em 16 de março de 1999, Secretário do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, razão pela qual, em 31 de maio de 1999 renunciou ao governo da diocese de Rottenburgo-Stuttgart.

Em 21 de fevereiro de 2001 foi elevado a cardeal, com o título de cardeal-diácono de Ognissanti in Via Appia Nuova.

Teólogo profundo, Kasper escreveu vários livros. Em 1993 e 2001 publicou a terceira edição do léxico para a teologia e para a Igreja. Em 3 de março de 2001 torna-se presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

Atualmente é membro da Congregação para a Doutrina da Fé, Congregação para as Igrejas Orientais, Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica, Pontifício Conselho para os Textos Legislativos e do Pontifício Conselho para a Cultura. Nestes cargos foi reconduzido pelo Papa Bento XVI, de quem foi colega de docência universitária.

(ver mais)
Paulinas Editora
14,90€ 10% CARTÃO
Paulinas Editora
11,00€ 10% CARTÃO
Lucerna
19,75€ 10% CARTÃO
portes grátis
Frente e Verso
25,00€ 10% CARTÃO
portes grátis