Inquietação Interminável

Ensaios sobre ética das ciências da vida

de João Lobo Antunes

editor: Gradiva, abril de 2010
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i
A publicação destes catorze ensaios agora cerzidos num único volume, retocados aqui e ali no estilo e na substância, não tem outra pretensão, insisto, do que tornar mais acessíveis textos até agora dispersos e, quem sabe, fazer acordar no leitor as mesmas inquietações que os inspiraram. Não há, bem sei, um fio condutor a uni-los, nem se arrumam segundo um programa temático. Falam da vida, da morte, da velhice, do sofrimento, da dignidade, da compaixão, do interesse, dos mistérios do cérebro, do dever e da renúncia, enfim, desta "umana cosa" que é ser médico, e sobre os sentimentos sentidos e observados neste ofício e o que fui buscar ao meu "conhecimento das vidas", como dizia Fernando Gil, cuja esplendorosa sabedoria foi uma dádiva inesperada na minha idade madura. Aqui está contido, pois, um pouco daquilo que fui aprendendo, sobretudo com aqueles de quem cuidei e cuja alma se ofereceu tantas vezes, tão frágil, tão inocente, tão nua.

“A ética, que nos ajuda a esforçarmo-nos por viver a vida boa de Aristóteles e Ricoeur, está presente em todos e cada um dos ensaios aqui reunidos e é tratada sob a mais nobre das formas de a encarar, que é a do debate baseado na escuta exigente da fundamentação lógica dos argumentos, almejando a razoabilidade, e informado pelo respeito pelas convicções e razões dos que pensam diferentemente. Mesmo quando se não concorde com João Lobo Antunes (e algumas vezes tal acontece, felizmente, comigo) não se pode deixar de saudar este formidável argumentador, este expositor sério e comprometido de valores e virtudes, renitente a aceitar princípios esquematizantes e só aparentemente orientadores da atitude certa e do procedimento correcto. A sua experiência como médico, a observação aguda da complexidade emocional-racional do ser humano, particularmente quando se declara ou assume como doente, conduzem-no por vezes a confessar-se incapaz de optar em situações dilemáticas e angustiantes, aquelas situações de vida ou morte em que só a recta intenção e a consciência sondada até ao âmago podem servir de decisor.

Por outro lado, este é um livro autobiográfico, na medida em que não só são relatadas situações vividas como se patenteia, nú e descarnado, o homem, sem nunca se ofender o natural pudor de quem recusa qualquer exibição. (…)

Carece-me autoridade para emitir juízos acerca da qualidade literária destes escritos. Como leitor crónico, dependente de livros, posso todavia dizer que é raro encontrar quem alie, como o Autor, a elegância formal a uma análise rigorosa, a riqueza das metáforas e imagens a uma enxuta e cristalina exposição de teses. Não é, certamente, deslustre para a ínclita geração dos Lobo Antunes, que conta entre os seus representantes três médicos escritores, este opus admirável. Basta ler “A história de um velho” para se concluir que este realista, compassivo e rigoroso retrato da decadência orgânica e da coragem fiel do ocaso de uma vida garante uma duradoura presença na grande prosa portuguesa.”
Walter Osswald, Prefácio

Inquietação Interminável

Ensaios sobre ética das ciências da vida

de João Lobo Antunes

Propriedade Descrição
ISBN: 9789896163464
Editor: Gradiva
Data de Lançamento: abril de 2010
Idioma: Português
Dimensões: 133 x 210 x 14 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 248
Tipo de produto: Livro
Classificação temática: Livros em Português > Literatura > Ensaios
EAN: 9789896163464
João Lobo Antunes

João Lobo Antunes (n. 4 de Junho de 1944) foi um neurocirurgião português e irmão do escritor António Lobo Antunes. O seu pai, neurologista, colaborou de perto com Egas Moniz, personalidade que o influenciou desde novo. O seu tio-avô é considerado o pai da Neurocirurgia portuguesa, tendo tido como mestre Victor Horsley, um dos pais da Neurocirurgia moderna.

Licenciou-se em 1968 em Medicina na Universidade de Lisboa. Três anos após terminar a licenciatura, obteve uma bolsa Fulbright e foi para os Estados Unidos, onde permaneceu entre 1971 e 1984, e trabalhou no Departamento de Neurocirurgia de Nova Iorque (Universidade de Columbia), onde foi nomeado Professor Associado de Neurocirurgia. Doutorou-se em Medicina, pela Universidade de Lisboa, em 1983. Um ano mais tarde regressou a Portugal como Professor Catedrático de Neurocirurgia da Faculdade de Medicina de Lisboa.

Durante o ano de 1990 foi vice-presidente para a Europa do World Federation of Neurosurgical Societies; em 1999 ocupou o cargo de presidente da Sociedade Europeia de Neurocirurgia e em 2000 preside à Sociedade das Ciências Médicas de Lisboa.

Foi professor convidado da Universidade de Pequim (2001), membro do conselho editorial de diversas revistas científicas, da Academia Portuguesa de Medicina e de numerosas sociedades científicas europeias e norte-americanas.

Durante 1996 foi presidente do Conselho Científico da Faculdade de Medicina de Lisboa. Naquele ano, João Lobo Antunes foi a décima personalidade a receber o Prémio Pessoa.

É autor de mais de 150 trabalhos científicos e editou quatro livros. O gosto pelas escrita levou-o a publicar 4 coletâneas de ensaios: "Um Modo de Ser" em 1996, "Numa cidade feliz" em 1999, "Memória de Nova Iorque e outros ensaios", em 2002 e "Sobre a mão e outros ensaios" em 2005.

Foi mandatário nacional das candidaturas de Jorge Sampaio (em 1996) e de Cavaco Silva (2006) à Presidência da República, tendo ambos ganho a eleição. Cavaco Silva nomeou-o para o Conselho de Estado português.

Os objetos de estudo de João Lobo Antunes foram principalmente o hipotálamo e a hipófise. Em 1982/83 foi o primeiro médico da História a implantar o olho eletrónico num invisual. Desde então esse implante já foi realizado em 15 invisuais, permitindo-lhes visualizar algumas formas e distinguir certas cores.

Foi Diretor do Serviço de Neurocirurgia do Hospital de Santa Maria, Presidente da Academia Portuguesa de Medicina e presidente do Instituto de Medicina Molecular.

Faleceu em outubro de 2016.

(ver mais)
Um Neurocirurgião em Construção

Um Neurocirurgião em Construção

10%
Gradiva
17,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
Um Modo De Ser

Um Modo De Ser

10%
Gradiva
16,00€ 10% CARTÃO
portes grátis
António Lobo Antunes: A Desordem Natural do Olhar

António Lobo Antunes: A Desordem Natural do Olhar

10%
Texto Editores
19,90€ 10% CARTÃO
portes grátis
A Espiritualidade Clandestina de José Saramago

A Espiritualidade Clandestina de José Saramago

10%
Fundação José Saramago
12,20€ 10% CARTÃO