Hominescência

de Michel Serres

editor: Instituto Piaget, dezembro de 2005
ESGOTADO OU NÃO DISPONÍVEL
VENDA O SEU LIVRO i

Diferente da «hominização», que caracteriza a etapa inicial, a descoberta do fogo e dosprimeiros utensílios, o neologismo «hominescência» criado por Michel Serres, qualifica o devir do homem; tal como a adolescência define a passagem da infância à idade adulta, ou a luminescência define o momento em que um corpo obscuro se torna luminoso. Depois de ter considerado as mudanças radicais que a humanidade conheceu ao longo dos últimos cinquenta anos, o autor analisa as novas relações do homem com domínios tão diferentes como o são a morte, o corpo, a agricultura, as novas redes de comunicação. Alerta-nos para as consequências destas modificações, em particular para o perigo que representam as crescentes diferenças entre os países ricos e os países pobres.
Michel Serres conclui, de forma positiva, sublinhando que o homem sempre soube adaptar-se a novos ambientes e que as grandes inovações (escrita, impressão...) o incitam a fazer prova de engenhosidade e de inteligência. A humanidade, diz-nos Michel Serres, parece esperar um limiar: nunca o próprio ser do homem foi tanto o desafio da sua história.
Perante isto devemos regozijar-nos ou inquietar-nos? Contrariamente aos filósofos que tanto gostam de cantar os crepúsculos, Michel Serres, nesta obra, quer fazer-nos pressentir, com confiança e optimismo, a luz ainda incerta e vacilante de uma época auroral.

Hominescência

de Michel Serres

Propriedade Descrição
ISBN: 9789727718122
Editor: Instituto Piaget
Data de Lançamento: dezembro de 2005
Idioma: Português
Dimensões: 160 x 234 x 16 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 294
Tipo de produto: Livro
Coleção: Pensamento e Filosofia
Classificação temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Filosofia
EAN: 9789727718122
Idade Mínima Recomendada: Não aplicável
Michel Serres

Michel Serres nasceu a 1 de setembro de 1930, em Agen, França. Frequentou a Escola Naval e, posteriormente, a Escola Normal Superior de Paris, onde se graduou em Matemática, Letras e Filosofia. Foi oficial da Marinha francesa antes de se tornar professor universitário. Doutorou-se em Letras em 1968. Durante a década de 60, ensinou nas Universidades de Clermont-Ferrand e Vincennes e, mais tarde, foi nomeado para dar aulas de História da Ciência na Sorbonne, onde ainda leciona. Também é professor titular da Universidade de Stanford desde 1984. Membro da Academia Francesa desde 1990, é autor de numerosos ensaios. Pensador de grande originalidade, rompe com o desconstrucionismo, preferindo um pensamento de índole mais analítica e pragmática do que abstrata. É um dos raros filósofos contemporâneos a propor uma visão do mundo que associa as ciências e a cultura. Pela Guerra e Paz, publicou os ensaios: Antes É que Era Bom! e Tempo de Crises.
Faleceu no dia 1 de junho de 2019, aos 88 anos.

(ver mais)
Morais Travessas

Morais Travessas

10%
Instituto Piaget
10,80€ 12,00€
Timeu

Timeu

10%
Instituto Piaget
13,22€ 14,69€
Uma Ética para a Política

Uma Ética para a Política

10%
Instituto Piaget
17,84€ 10% CARTÃO
portes grátis